Assustado com o ISIS

Você sabe como surgiu o grupo terrorista mais poderoso do mundo? Pois o ISIS (Islamic State in Iraq and Syria, sigla Inglês), um estado islâmico apócrifo na fronteira entre o Iraque e a Síria, é resultado direto do combate ao terrorismo. E aí já está dito quase tudo que é preciso dizer, resumido em três letras: EUA. 

Os americanos, não mais satisfeitos com seu antigo aliado Saddam Hussein, resolveram fazer uma guerra para derrubá-lo e abrir caminho paraos interesses americanos no Iraque. Aliás, a imagem de Saddam Hussein enfiado num buraco feito um rato e sendo caçado como um cachorro louco não me sai da cabeça, com aquele aspecto de mendigo que mora no esgoto.

Mentiras, imperialismo e a falta absoluta de alguém neste planeta que tenha peito para enfrentar os americanos, resultaram no fim do regime de Hussein. Morreu muita gente por conta disso. Ele foi derrubado por mentiras sobre armas de destruição em massa, das quais nem sequer foram encontrados os eventuais projetos.

O que nunca se disse claramente é que Saddam Hussein, que não era nenhum santo, mas era o fiel da balança naquele emaranhado fundamentalista que é o Iraque. Depois que ele foi enforcado pelos americanos, o exército americano permaneceu no Iraque por muito tempo. Se o “mal” estava eliminado, qual seria o motivo? Bem, o motivo era medo de que aquele caldo, sem Saddam, virasse exatamente o que está acontecendo agora, com o ISIS transformando a Al Qaeda num clubinho de maricas.

Resumindo, a doença psicológica dos americanos – que temem o terrorismo mais do que as baratas – e a loucura bêbeda de Busch (aliadas ao silêncio conivente de Obama sobre a Síria) prepararam o caldo em que se desenvolveu o ISIS. Agora é inevitável: eles vão limpar a área de TUDO que não lhes diz respeito. E isso inclui a minoria cristã do Iraque. Execuções, fuzilamentos, amputações e apedrejamentos são rotina DIÁRIA no Iraque.

A imagem que eu vi ontem na TV, de um ainda menino mudando sua voz para a de homem (um pouco mais velho que o meu neto), declarando o seu ódio mortal contra o ocidente com uma ferocidade visceral, me faz afirmar que ainda não vimos nada do que é realmente terrorismo. E o ISIS não vai perguntar a ninguém se pode fazer o que está fazendo, e vai criar o seu estado fundamentalista e está mandando o mundo às favas.

Depois, ah, depois... Que Deus nos proteja! Porque a turma da Al Qaeda era gente boa...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”