Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Tesouro inca é devolvido ao Peru

Imagem
Um primeiro lote de 363 peças de Machu Picchu chegou a Lima, vindas da universidade americana de Yale quase cem anos depois que foram retiradas pelo explorador Hiram Bingham da cidadela inca. Segundo o ministro da Cultura do Peru, Juan Ossio, até o final de 2012 Yale devolverá todas as 46.332 peças de Machu Picchu que foram retiradas por Bingham. Ele destacou o acordo entre a Universidade de Yale e a Universidade de San Antonio Abad, de Cuzco, para desenvolver pesquisas e trabalhar juntos.

As peças serão primeiramente expostas no Palácio do Governo e, em seguida, serão enviadas à Câmara Shell em Cuzco, onde permanecerão até a construção do Grande Museu do Tahuantinsuyo. O governo peruano e Yale fizeram um acordo no ano passado para que este primeiro lote de peças volte ao Peru, para comemorar o centenário da chegada de Bingham à cidade inca.

O acordo foi alcançado após negociações em meio a uma campanha internacional lançada pelas autoridades peruanas para obter o retorno total das 46.…

Portugal, um Estado brasileiro?

Imagem
A terrinha não seria um dos mais ricos, mas certamente um dos mais belos Estados brasileiros.


Em artigo publicado na edição de 25 de março, a equipe de colunistas da seção Lex do Financial Times sugere que Portugal seja anexado ao Brasil para sair da crise econômica e política em que vive. Segundo o jornal, tornar-se um dos estados da federação brasileira seria um bom negócio para o país dos conquistadores – a antiga colônia, que já naquela época foi a salvação para um reino endividado até o pescoço. Portugal nem seria um dos maiores estados no Brasil, pois tem apenas cinco por cento da população e um décimo do PIB brasileiros.

A verdade é que Portugal é a próxima pedra do tabuleiro europeu a ser tomada no complicado tabuleiro do Euro. Por conta da grave crise, o premiê socialista José Sócrates renunciou ao cargo no último dia 23, após ver seu plano de austeridade ser rejeitado pela Assembleia Nacional Portuguesa pela quarta vez. De acordo com o presidente do Banco Central Europeu, Jea…

Para pessoas comuns com sonhos extraordinários

Esse vídeo é baseado numa história real, que mostra a mobilização de um grupo de amigos, hoje com 81 anos, que decidem, após a morte de um deles, empreender uma expedição com suas antigas motocicletas... O que impressiona é a determinação que pode brotar do mais profundo tédio e depressão, fazendo retornar a juventude e a vitalidade. "Para que vivem as pessoas?", é a pergunta. Responda com uma virada no seu modo de viver e de encarar a vida. Você irá se surpreender! Sonhe e realize seus sonhos. Sonhar é viver. Este vídeo é a prova. Ele foi formatado para pessoas comuns com sonhos nada comuns. A propósito, obrigado ao amigo Alexandre, que fez chegar este vídeo às nossas mãos. Publico aqui com entusiasmo.

A cumbuca segura a mão

Imagem
Segundo o filósofo de política internacional Michael Walzer, a intervenção armada do ocidente na Líbia é um erro. Tal ato intervencionista somente se justificaria em caso de um genocídio, o que daria motivo para promover uma “guerra humanitária”. Segundo Walzer, entretanto, o que acontece na Líbia no momento não justifica uma guerra humanitária, nem representa um genocídio, no sentido de um massacre como o que vinha sendo promovido pelo Khmer Vermelho no Camboja, nos anos 70.

A intervenção irá provocar um banho de sangue na Líbia e não conseguirá seu principal intento, que é o de pegar Kadafi (embora esse objetivo não esteja bem claro também). Apoiar uma oposição que já está praticamente derrotada é temerário e não se justifica, porque dessa maneira se teria que intervir em outros países também só porque a oposição não consegue vencer quem está no comando (a Venezuela, por exemplo).

A comunidade internacional não deveria abrir uma trilha tão temerária para justificar esse tipo de inte…

Os refugiados do clima

Imagem
(Clique sobre a imagem para ampliá-la. Quando abrir, clique novamente para ver no tamanho máximo)

Cada vez mais pessoas, especialmente nos lugares mais pobres do planeta, estão sendo desalojadas de suas regiões de natalidade por causa de catástrofes provocadas pelas mudanças climáticas. É um novo tipo de exílio, que deve aumentar muito nos próximos anos: o das pessoas que perdem o seu “chão” por causa de tragédias ambientais. Essas pessoas são classificadas como refugiados do clima.

O Conselho Português para os Refugiados (CPR) é uma ONG sem fins lucrativos, cujo objetivo principal é promover, através de análises, trabalhos e trocas de informações, uma política de asilo mais humana e liberal, a nível nacional e internacional.

Esse é um de dois anúncios que foram criados pela ONG para promover o seu nono Congresso, e introduzem um conceito ainda desconhecido para a maioria das pessoas: de que as mudanças climáticas devem aumentar todos os anos o número de pessoas refugiadas por causa do …

Japão refaz rodovia em seis dias

Imagem
Foto do dia 11 de março mostrava a rodovia destruída pelo terremoto em Naka.


Outra foto tirada no dia 17 de março no mesmo local já mostra a rodovia totalmente refeita. (Fotos AP)

Não dá para não comentar, sem ficar humilhado. Aqui em Blumenau, o buraco da Rua das Missões, que resultou da queda de parte da pista em vista dos deslizamentos de 2008, foi se alargando, alargando e alargando, até engolir o rodado de um caminhão, meio ano depois. Aí, somente aí, a rua foi interditada, porque durante esse tempo se construiu um desvio (asfaltado!) para o trânsito.

A partir de então, mais de um ano depois, a pista foi sendo reconstruída e finalmente entregue ao tráfego no final do ano passado. Foram dois longos anos! Tudo bem que havia uma eclusa para o ribeirão Fortaleza e ser concluída etc. Só que essa eclusa já estava em obras há pelo menos seis anos. A previsão é que toda a reconstrução do Japão pós-tsunami irá levar menos de cinco anos. Ou seja, menos tempo do que a obra daquela “eclusinha”…

O McDonald's e o trabalho infantil

Imagem
Assédio moral, falta de comunicação de acidentes de trabalho, ausência de condições mínimas de conforto para os trabalhadores, extensão da jornada de trabalho além do permitido por lei e fornecimento de alimentação inadequada são algumas das irregularidades apontadas por trabalhadores da maior rede de fast food do mundo. Para fugir de uma multa milionária, a rede compromete-se em fazer propaganda contra o trabalho infantil por nove anos.

Somente no Brasil, o McDonald’s tem mais de 600 lojas e emprega 34 mil funcionários, em sua maioria jovens de 16 a 24 anos. As relações de trabalho impostas pelo McDonald’s são objetos de estudo de muitos pesquisadores. Do mesmo modo, pelas irregularidades recorrentes, a rede de fast food é alvo de diversas denúncias na Justiça do Trabalho. Em São Paulo, o Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis e Restaurantes de São Paulo (Sinthoresp), ao longo dos anos, tem denunciado as más condições a que são submetidos os funcionários do McDonald’s.

Recentemente, res…

Rumo à serra Fluminense

Estou seguindo hoje para Petrópolis, região serrana do Rio, onde devo participar da Conferência Ministerial do Sínodo Sudeste da IECLB. Será um confronto direto com os acontecimentos recentes daquela região.

Para quem sente necessidade de ter uma avaliação diferenciada e humana da tragédia lá ocorrida, acesse o blog do jornalista Paulo Hebmüller. É o mais impressionante e tocante relato que eu li sobre o ocorrido. Paulo, que também estudou teologia e é casado com uma pastora da IECLB, passou uma semana como voluntário em meio à lama e à dor daquelas pessoas. É uma extensa crônica sobre a solidariedade humana, que ele chama de viajante do inverso. Vale a pena visitar: http://viajantedoinverso.blogspot.com/.

A visita de um astro em declínio

Imagem
Segundo o La Nación, o Brasil prepara uma recepção de estrela de rock para o presidente norte-americano Barak Obama, durante sua visita neste final de semana. Vai ter muito carnaval, mulatas, visita ao Cristo Redentor e outras frescuras típicas da bajulação dos grandes artistas.

Tratado a pão-de-ló, o presidente da esperança – que é o homem certo para governar o país errado na hora errada (segundo a revista Carta Capital) – não parece muito confortável no posto de homem mais poderoso do planeta. Obama é uma estrela cadente, ou uma grande anã branca que emite muita luz, porém está perto do fim.

Fragorosamente derrotado no meio do seu mandato por eleições para compor o novo congresso, o presidente que voa no Air Force One ainda não sofreu um golpe porque governa a mais tradicional democracia do planeta, que inclusive pode tolerar um negro no comando da Casa Branca por quatro anos.

Mas mandar, ele não manda pivicas. No momento, ele está até tendo que ceder a chantagens semanais do congresso…

O sistema bancário e a usura

Imagem
Se um correntista tivesse depositado R$ 100,00 (Cem Reais) na poupança em qualquer banco, no dia 1º de julho de 1994 (data de lançamento do Real), teria hoje na conta a fantástica quantia de R$ 374,00 (Trezentos e Setenta e Quatro Reais).

Se esse mesmo correntista tivesse sacado R$ 100,00 (Cem Reais) no cheque especial, na mesma data, teria hoje uma pequena dívida de R$ 139.259,00 (Cento e Trinta e Nove Mil e Duzentos Cinquenta e Nove Reais), no mesmo banco.

Ou seja: com R$ 100,00 do cheque especial, ele ficaria devendo nove carros populares, e com os R$ 100,00 da poupança, conseguiria comprar apenas três pneus, e dos bem simples! Não é à toa que o Bradesco teve quase R$ 2.000.000.000,00 (Dois Bilhões de Reais) de lucro líquido somente no 1º semestre, seguido de perto do Itaú etc. Dá para comprar outro banco por semestre!

Lutero ficava indignado com as pessoas que emprestavam aos outros dinheiro e cobravam juros sobre juros, o que tem o nome de “usura”. Ele escreveu longos tratados sobre…

Parem o mundo que eu quero descer!

Imagem
“Isso que está acontecendo no meu país me faz sofrer muito, é muito triste. Nós, os sobreviventes das bombas nucleares, lutamos pela paz e contra a energia nuclear. A radiação é a pior arma que existe. Não tem cheiro, não podemos vê-la, não tem barulho, não deixa rastro. As pessoas vão sentir seus efeitos ao longo do tempo.” Takashi Morita, 87 anos, sobrevivente de Hiroshima, que reside em São Paulo.

Em vista da catástrofe nuclear após o terremoto no Japão, as igrejas exigem o fim do uso da energia atômica. “Uma tecnologia que não perdoa erros não nos faz bem”, disse o presidente da Igreja Evangélica na Alemanha (IEA), Nikolaus Schneider. O dirigente da Conferência alemã dos bispos católicos, Robert Zollitsch, afirmou que a “energia nuclear não é energia do futuro”.

Segundo ele, são necessárias novas formas de energia que preservem o ambiente e que possam ser controladas sem riscos. Para o pastor Schneider “precisamos sair dessa forma de energia o quanto antes, pois lidamos em terreno i…

O dólar precisa de Deus

Imagem
O Supremo Tribunal dos EUA recusou a tentativa de retirar a frase “In God we trust” (“Em Deus confiamos”) das notas e moedas de dólar. A ação foi interposta pelo advogado Michael Newdow, que sustenta que a frase é discriminatória ao promover uma religião monoteísta. Newdow dirige associação de ateus FACTS e considera que a discriminação contra os ateus é similar à que sofreram em outros momentos da história dos EUA as mulheres, os homossexuais e os negros.

Certamente muitos cristãos também não fazem muita questão de manter esta inscrição no papel-moeda que simboliza o que há de pior no mundo dos negócios escusos da economia mundial. Mas sondagens afirmam que 90 por cento dos norte-americanos concordam com a alusão a Deus em sua moeda. Alguns deles também não teriam dificuldades em colocá-la ao lado e no mesmo patamar dos mais tradicionais símbolos da fé cristã, como a cruz, a pia batismal e os elementos da eucaristia.

Na verdade, para a economia americana em franca decadência, a confian…

Programado para quebrar

Como somos levados a comprar coisas que não necessitamos? Esta é, afinal, a base sobre a qual se edifica toda a economia ocidental. Repor, renovar, trocar, descartar para renovar. A economia precisa girar. Dinheiro parado é dinheiro morto. Isso sempre foi assim? Qual é a estratégia mais oculta, para fazer com que a economia cresça, não para melhorar as coisas, mas cresça por crescer; sem parar, como uma bola de neve, infinita e que não se pode parar.

O nome desta, que é uma das mais lucrativas descobertas da economia de mercado, tem o pomposo nome de obsolescência programada. Assista ao vídeo acima, de 50 minutos, e descubra o tamanho da armadilha em que estamos presos. Tudo começou com a lâmpada incandescente, essa impressionante invenção de Edison. As primeiras duravam muito. Há uma dessas lâmpadas num quartel de corpo de bombeiros, nos EUA, que funciona desde 1909. Centenas de pessoas vieram para comemorar os seus 100 anos de funcionamento. Hoje, elas duram menos de mil horas.

Depois…

Um tapa na cara das tradições

Imagem
Stammtisch na véspera da Semana Santa, uma afronta às nossas mais caras tradições.

Perfeito! Mais uma vez, Blumenau se supera. Está marcada para o sábado 16 de abril a maior farra gastronômica e alcoólica germânica de que se tem notícia nas Américas; o Stammtisch de Blumenau. Nada contra nem a favor do famoso Stammtisch. Afinal, ele junta uma multidão inigualável ao longo da Rua XV para cultivar uma tradição absurda, que nem na Alemanha se pratica e que se vende como se tradição fosse. “Fress- und Sauftag” (dia de comilança e bebedeira) devia ser o nome disso que se faz por aqui.

O Stammtisch dos nossos antepassados era bem outra coisa. Era um lugar de encontro de amigos, em torno de uma mesa cativa, num ambiente público. Para comer e beber, sim. Mas também para debater e conversar sobre temas polêmicos ou assuntos da urbe. Eram grupos de pessoas com interesses temáticos semelhantes, que se encontravam regularmente para trocar ideias. Nesse sentido, um motoclube é uma espécie de Stammti…

Sem desculpas esfarrapadas

Imagem
FUI EU! Sete semanas sem desculpas, diz o texto em alemão, num dos cartazes da campanha da Igreja Evangélica da Alemanha para a Quaresma de 2011, Sieben Wochen Ohne.

A tradicional ação de Quaresma “Sete Semanas Sem” (Sieben Wochen Ohne), da Igreja Evangélica da Alemanha, apela para a verdade nua e crua em 2011. O objetivo desta edição é colocar um ponto final nas desculpas esfarrapadas e acabar com as mentiras de ocasião, propondo uma quaresma da verdade, com o tema “Diante de Deus não necessitamos de desculpas”.

Será possível passar sete semanas sem faltar com a verdade uma única vez? A realidade parece confirmar que esse será um desafio complicado. As mentiras de ocasião já começam a aparecer nos primeiros anos de vida da criança. Conforme a pessoa se torna adulta, a dissimulação, o disfarce, a desonestidade e as meias verdades vão se tornando cada vez mais sofisticados.

Hoje há até especialistas em montar álibis, que cobram bem para construir uma convincente saída para quem se mete e…

Quaresma, tempo de abstinência

Imagem
O ator Charlie Sheen lança fora a sua vida, enquanto o pai tenta desesperadamente salvá-lo.

Nesta quarta-feira de cinzas inicia o período da Quaresma, um período do ano destinado à abstinência e à penitência. Está aí algo que está fora de moda. Ninguém mais quer abster-se de nada. Vivemos na época do gozo pleno, do consumo sem limites, do prazer a qualquer custo. A abstinência não tem espaço.

Hoje, no princípio da Quaresma, vem à minha mente a imagem de algumas pessoas que viveram a vida intensamente, sem qualquer controle, sem abrir mão de nada, de absolutamente nenhum prazer. Poder-se-ia citar uma lista enorme de nomes. Mas o que me vem à mente como o exemplo mais forte do momento, é o do ator Charlie Sheen. Famoso e premiado, já habituado ao mundo da fama como filho de ator (seu pai é o ator Martin Sheen), Charlie perdeu de tal maneira o controle sobre a sua vida depois de envolver-se com diversos tipos de drogas que está entrando num buraco sem fundo. Ontem mesmo (8 de março), ele f…

Estudo alerta para risco de extinção em massa pela humanidade

Imagem
Cada vez mais raro na natureza, o tigre indiano está na lista dos animais em sério risco de desaparecer da face da Terra.

Segundo um extenso estudo sobre espécies ameaçadas de extinção, divulgado no início de março pela revista Nature, a espécie humana pode estar causando a sexta onda de extinções em massa na Terra. As outras cinco extinções em massa no planeta ocorreram ao longo dos últimos 540 milhões de anos e foram todas causadas por fenômenos naturais. Evidências coletadas em fósseis sugerem que, nessas cinco grandes extinções, 75% de todas as espécies animais simplesmente desapareceram.

Milhares de espécies estão desaparecendo para sempre da face da terra neste exato momento, tudo por causa da ação humana. Entre os principais motivos estão a redução dos habitats, a caça e pesca indiscriminadas, a disseminação de germes e vírus, a introdução de espécies exóticas em habitats sem predadores naturais para as mesmas e as mudanças climáticas provocadas pela emissão de gases causadores d…

Academia de falsos doutores

Imagem
Karl-Theodor zu Guttenberg perdeu o título de doutor e o cargo de ministro da defesa da Alemanha.

Eu sempre imaginei que a fraude científica fosse uma praga que se dá muito bem nas universidades brasileiras. Afinal, a nossa orgulhosa academia se move num planeta à parte, que é o Brasil. Neste mundo em particular, as falsidades mais óbvias são movidas pelas teclas control+C e control+V, que são o meio mais rápido, barato e fácil de construir trabalhos de conclusão de curso, dissertações de pós-graduação e até partes substanciais de teses de doutorado.

Num caso recente na USP, por exemplo, um conceituado professor foi sumariamente demitido do corpo docente da universidade simplesmente porque o seu doutorado, tão apreciado no mundo científico, havia sido construído sobre a movediça areia do plágio de textos de autoria alheia.

Também sempre imaginei que o nosso meio acadêmico fosse um dos poucos terrenos férteis em que proliferam ghostwriters de trabalhos acadêmicos. Eles são discretos. Mas …

Lustrando a biografia em tempo

Imagem
Beyoncé anunciou ter doado ao Haiti o dinheiro que recebeu por uma apresentação em uma festa de ano novo dos filhos de Kadafi, em 2009. O show foi na ilha caribenha de São Bartolomeu. Ela recebeu um milhão de dólares para cantar para Mutassin Kadafi e seus convidados. Segundo a porta-voz da cantora, Yvette Noel-Schure, toda a quantia, incluindo comissões destinadas à sua agência, foram doadas há um ano para as vítimas do terremoto no Haiti. “Assim que tivemos notícia que o evento estava relacionado à família Kadafi, tomamos a decisão de destinar esse dinheiro a uma boa causa”, afirmou a assessora.

Beyoncé não é a única estrela pop a doar o dinheiro de suas apresentações para a caridade. A cantora canadense Nelly Furtado também fez show para os Kadafi e jogou no Twitter, em 28 de fevereiro: “Em 2007, recebi um milhão de dólares por uma performance de 45 minutos. Eu vou doar esse dinheiro”, postou.

Outros artistas famosos também já figuraram na lista de pagamento da família Kadafi. Segund…

O mago da não-violência ativa

Imagem
Toda essa “ola” de protestos que varre o Oriente Médio, na busca pelo fim da tirania de alguns dos mais emblemáticos ditadores da atualidade, traz de volta ao cenário dos debates políticos a velha idéia do uso dos métodos da não-violência ativa como forma de combater a opressão. A maioria das pessoas ao falar em não-violência logo lembra de Mahatma Gandhi e Martin Luther King. As pessoas envolvidas com lutas populares também vão lembrar de Henry David Thoreau, ideólogo da desobediência civil. Aqui no Brasil a gente logo lembra de Chico Mendes. São verdadeiros ícones desta luta, que protesta e procura concretizar suas conquistas sem apelar para a violência, apesar de fazer amplo uso de protestos e ações coletivas.

A “ola” popular do norte da África, onde manifestantes já derrubaram as ditaduras de Zine Ben Ali e Hosni Mubarak, seguiram os ensinamentos do ativista e cientista político americano Gene Sharp (na foto acima). Ele escreveu um livrinho de apenas 93 páginas com o título “Da Dit…

Traço irônico e certeiro

Imagem
Um blog que merece sua visita diária – porque faz refletir de forma crítica –, é o do cartunista católico espanhol Jose Luis Cortés (http://blogs.periodistadigital.com/hermano-cortes.php/). Às vezes de forma reflexiva, outras de maneira contundente, e diversas vezes de forma ácida e irônica, ele coloca o dedo nas contradições existentes entre o evangelho e a ortodoxia da igreja. A tradição atropela o evangelho, mutila a fé genuína e reduz o evangelho a uma sequência infindável de regras e dogmas.

As contradições que ele flagra no arcabouço dogmático cristão chegam a chacoalhar a gente e fazer pensar que, infelizmente, é a própria igreja a maior culpada por hoje ser tão amplamente ridicularizada e vista como ultrapassada. Visite e reflita. Vale a pena.

A charge acima é só um dos muitos exemplos de como o “Hermano Cortés”, com seu traço preciso e seu texto contundente, lança um novo olhar sobre a nossa pequena fé, quase sempre engessada pela tradição e por preceitos pseudo-morais que pouc…