Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Pelo fim do regime de Mubarak

Imagem
Foi só falar. Os protestos no Cairo e em diversas outras cidades egípcias estão incendiando a nação. O regime de Mubarak faz de tudo para sufocar as rebeliões, inclusive sabotar o twitter e prender milhares de opositores. No confronto entre a população e as forças de segurança houve mortos e feridos. A polícia não hesita em abrir fogo contra os demonstrantes. O Egito vive a maior revolta das últimas décadas.

Cuba no carnaval de Floripa

Imagem
Uma forte emoção,
No meu coração…
Liberdade!
Eu sou União
A voz de um povo pela igualdade

Sonhos… de um poeta ecoam no ar
Cuba… o desejo de se libertar
Conquistou a independência
Do Tio Sam sofreu influência
Momentos de luta estão na memória
Fidel e Che fizeram história
Me levam na busca por um ideal
Que vai embalar, nosso carnaval!

Guerreiros unidos na Revolução
Pelo bem de uma Nação
Um preço a pagar, não vou negar
Mas a Comunidade em primeiro lugar

Os sonhos se tornam verdade
Trazendo pra muitos a felicidade
Com saúde, educação
A base pra um cidadão
Esporte, cultura, na arte… mistura
Riqueza, o Mundo se encantou
No Cabaré Tropicana,
Carmem Miranda deu um show!
Ilha de pura Magia
Vem sambar…
Verde, Branco e Ouro
Na Avenida vai brilhar.

Compositores: Júlio Maestri e Vinícius da Imperatriz

“Cuba sim! Em nome da verdade” é o surpreendente samba-enredo da Escola de Samba União da Ilha da Magia, de Floripa, para o carnaval deste ano. Pela primeira vez no Brasil uma escola de samba vai tratar do tema Cuba durante o des…

Desconecte para conectar

Uma boa mensagem, num mundo cada vez mais interligado pelas modernas tecnologias de comunicação, mas que fabrica pessoas-ilha. Cada um está sozinho diante do teclado, às vezes falando virtualmente com alguém que está ao seu lado. Se desviarmos os olhos por um segundo das ferramentas com as quais tentamos nos comunicar, talvez consigamos comunicação... e de maneira fantástica e direta. (Obrigado ao Odilon por me alertar para a existência deste vídeo espetacular).

Surpresa: a Tunísia era uma ditadura

Imagem
Ben Ali, presidente da Tunísia, foi derrubado após ocupar o poder por 23 anos.

Reproduzo abaixo um texto do jornalista Igor Fuser sobre o espanto acerca de situações aceitas como “normais”, quando convêm aos interesses das grandes potências. Por exemplo, você sabia que a Tunísia era uma ditadura? E o Egito, outra ditadura que atentam frontalmente contra os direitos humanos, mantendo quase toda a oposição atrás das grades? Por que não se divulga isso? Não chegou ao meu conhecimento, pelo menos. Provavelmente, também não até você. De minha parte, eu confesso que me causava certa estranheza ouvir o nome de Hosni Mubarak – sempre ele, há décadas – como presidente do Egito. Pelo artigo de Fuser, descobri que ele não larga a cadeira desde 1981. Tudo com o tácito apoio dos EUA... (aqui no Brasil, estamos no sexto presidente desde 1985!). Pois é.

Ao texto de Fuser:

Quando eu ingressei como redator na editoria de assuntos internacionais da Folha de S.Paulo, um colega veterano me ensinou como se f…

Eu sou a justiça

Imagem
Bruce Willis é um justiceiro do gênero.

Fazer justiça pelas próprias mãos está virando um procedimento aceito com naturalidade. Segundo Luiz Gonzaga Belluzzo, a origem dessa prática vem dos Estados Unidos, onde os massacres promovidos por uma só pessoa são quase uma rotina. Segundo Belluzzo, “há nos EUA um culto à violência e não é difícil perceber as razões. Suas origens estão na concepção peculiar do povo sobre algumas questões cruciais. A liberdade individual, por exemplo, está acima das conveniências sociais”.

Para Belluzzo, o cinema e a literatura americanos ajudaram a celebrar “a figura do cavaleiro solitário, aquele indivíduo dotado de uma coragem e um senso de justiça extraordinários, destinado a impor a ordem e a moralidade à sociedade corrupta e às instituições ineficazes”. Nos filmes de faroeste, por exemplo, quase sempre “o xerife é covarde, os juízes são corruptos e os bandidos, audazes”. No cinema moderno, este papel foi interpretado com maestria por Bruce Willis na série…

Abaixo os muros que nos dividem

Imagem
O muro que isola o território dos EUA do México e da América Latina toda.

O governo grego anunciou que vai construir um muro com cerca de 13 quilômetros de extensão e três metros de altura na fronteira com a Turquia para evitar a entrada de “imigrantes ilegais”. O modelo copiado pelas autoridades gregas é o muro entre a Califórnia e o México.

O muro de Berlim, derrubado euforicamente há mais de 20 anos, continua sendo cada vez mais copiado em todo o mundo. Já há muros entre as Coreias, entre Marrocos e o Saara Ocidental, entre os EUA e o México, na Cisjordânia, entre Israel e o Egito, Israel e a Faixa de Gaza, entre o Paquistão e o Afeganistão. Agora o muro grego na fronteira com a Turquia entrará nessa lista. Será o segundo a separar zonas de influência dos dois países, contando com o que existe em Chipre.

A chamada “Fortaleza Europa” vai começar a ter forma física na zona fronteiriça de Orestidada, segundo as autoridades gregas. De acordo com dados de Atenas e da agência europeia Fron…

A solidariedade afasta os abutres

Imagem
Com a marca da morte atingindo o nível de quase 700 pessoas e ainda incontáveis desaparecidas – sem levar em consideração os milhares de animais de todos os portes que morreram sob a lama e a água –, o cheiro de cadáver começa a tornar o ar insuportável na outrora bela serra do Rio de Janeiro.

Os abutres vivem da morte alheia, e esta condição lhes é natural e até necessária. Mas não são os abutres que estão aparecendo em grande quantidade naquele cenário de tragédia. Em meio à crescente horda de gente solidária e disposta a ajudar, infiltram-se os insensíveis que se aproveitam da desgraça alheia para se dar bem.

A primeira espécie desses abutres são os que se aproveitam do abandono dos lares e estabelecimentos comerciais atingidos para surrupiar objetos de valor. Aconteceu também aqui, em Blumenau. E não eram bandidos, no estrito sentido da palavra. Era gente comum, que nunca roubou, sem ficha corrida na polícia. Eles chegam como quem não quer nada, até ajudam quando solicitados, mas nã…

Notícias da região da tragédia

Imagem
O templo luterano de Nova Friburgo foi atingido pelas águas (assinalado em vermelho)

Por intermédio do pastor Guilherme Lieven chegam as primeiras notícias dos luteranos das áreas atingidas na serra fluminense. O pastor sinodal do Sínodo Sudeste da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil-IECLB (São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro) trocou e-mails e telefonemas com pastores e lideranças das comunidades de Petrópolis e Nova Friburgo. As informações completas estão disponíveis no portal http://www.luteranos.com.br/.

“Aqui em Nova Friburgo está um caos. A nossa Igreja foi invadida por água e lama. A água foi na altura do altar. O salão social também. A secretaria foi para o brejo, literalmente. Estamos fazendo a limpeza para poder transformar o nosso espaço num centro de serviço social. Temos muito trabalho pela frente. O Pastor Adelcio Kronbauer tem-se mostrado incansável”, foi o primeiro contato do líder Márcio Rebouças ao pastor sinodal.
A foto, postada por Lieven no portal…

Hora de solidariedade

Imagem
Uma multidão se reúne para identificar os corpos da tragédia.

Hoje o número de mortos na região serrana do Rio de Janeiro já ultrapassa quinhentas vítimas. É a maior tragédia ambiental da história do Brasil e uma das maiores do mundo. Atinge três grandes cidades da serra fluminense que, somadas, têm mais de meio milhão de habitantes. Inúmeras pequenas localidades periféricas foram totalmente varridas do mapa pelas avalanches de lama, árvores e pedras. Os restos das cidades mais altas foram se misturando aos das mais baixas, transformando tudo num amálgama com cheiro de morte e destruição.

Aos luteranos que visitam este blog, lembro que há duas paróquias da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil-IECLB no epicentro da tragédia. O pastor Odemir Simon atende a paróquia de Nova Friburgo e o pastor Elton Pothin atende a paróquia de Petrópolis. Lembro que o drama de comunidades como a do Baú e de Fidélis, em Blumenau, repetem-se aqui em dose dobrada. Isso cria um vínculo muito forte…

Avalanche repetitiva

Imagem
Uma repetição apavorante. Nós aqui, do Vale do Itajaí, sabemos bem o que é. Lama. Lama por todos os lados. Destruição. Destruição em qualquer direção que se olhe. É uma efetiva experiência de caos. Impotência. Impotência total e um caminhar sem direção. E morte. Morte cercando tudo, atingindo todos, ceifando famílias inteiras, penetrando nas casas com ainda mais força destrutiva do que a água e a lama. Ao povo desesperado de Teresópolis, Nova Iguaçú e Petrópolis as minhas orações, minha total solidariedade e empatia. Às vítimas das inundações em todo o Brasil, a minha solidariedade.

O Brasil e a guerra dos fundamentalismos

Imagem
Sarah Palin: A beleza americana tem alma fundamentalista

A realidade político-religiosa nos EUA sempre foi marcada pelo fundamentalismo e pelo extremismo exacerbado de direita. Fica até complicado para um brasileiro, como eu, entender a cabeça daquela gente. A base de tudo, ali, não é a política, mas o fundamentalismo religioso. Este é um complicador histórico e de difícil solução. Embora alguns segmentos mais radicais dos nossos partidos mais à direita tenham realizado um apagado movimento de jogar com argumentos religiosos numa campanha presidencial, no ano passado, nada faz sequer lembrar o que acontece neste campo escorregadio nos EUA. Não há nada parecido no ocidente.

Em poucas palavras, quem determina os movimentos decisivos no tabuleiro da política norte-americana é o fundamentalismo construído sobre os legados históricos do movimento evangelista, com destaque para Billy Graham e seus filhos, Jimmy Swaggart, Rex Humbard e muitos outros. Eles passaram a vida semeando o ideário no…

A Folha forçando a barra (de novo)

Imagem
A Folha de S. Paulo – a mesma que declarara seu voto em José Serra em um polêmico editorial durante as eleições – não perde a oportunidade de tentar denegrir a imagem da presidente recém-empossada. No último domingo (9 de janeiro), tentando mais uma vez criar conflito entre Dilma Roussef e os evangélicos, lascou a escandalosa manchete na capa: “Bíblia e crucifixo são retirados do gabinete de Dilma no Planalto”.

A matéria abaixo da manchete noticiava: “em sua primeira semana, Dilma Rousseff fez mudanças em seu gabinete. Substituiu um computador por um laptop e retirou a Bíblia da mesa e o crucifixo da parede. Durante a campanha eleitoral, a então candidata se declarou católica e foi atacada pelos adversários sob a acusação de ter mudado suas posições religiosas”.

O monstruoso factóide que o jornal paulista tentou passar não se sustentou por mais de alguns minutos. Mas, como sempre, desmentido nenhum foi publicado. Graças a quatro curtas mensagens no Twitter, a ministra Helena Chagas, da …

Chernobyl será aberta a visitação

Imagem
Elena no topo de um edifício abandonado na cidade fantasma.

No dia 26 de abril de 2011, o acidente nuclear de Chernobyl completa 25 anos. Naquele ano de 1986, foi um dos eventos mais terríveis da história moderna. As autoridades da então União Soviética fizeram de tudo para minimizar os fatos, distorcer as informações e esconder a realidade.

O acidente de Chernobyl foi o triste resultado de uma série de erros, descuidos com a segurança e negligências, que fizeram o reator número quatro da Usina Nuclear explodir. Aconteceu na União Soviética. Um trunfo para o ocidente, mas foi um mero acaso ter ocorrido ali e poderia ter sido em qualquer outro local servido por energia nuclear, inclusive nas usinas vaga-lume de Angra, verdadeiras bombas-relógio em pleno território tupiniquim. E, pior, pode repetir-se novamente, a qualquer momento.
Na verdade, até hoje não se sabe exatamente quanta gente aquele desastre nuclear, o maior da história, vitimou. Os dados “oficiais” falam em 3 mil pessoas. Para…

Ano novo, velhos preconceitos

Imagem
Chega o ano novo e, apesar de todas as nossas esperanças, os nossos bons desejos e renovadas vontades de mudar as coisas e de transformar o nosso velho mundo num lugar melhor, tudo continua exatamente como sempre foi. Um atentado numa igreja copta, no Egito, neste sábado de madrugada, cujo resultado são 21 mortos e maisde 50 feridos, é o primeiro exemplo dos muitos que virão na esteira do interminável preconceito que domina nossas almas qual inço que somos incapazes de eliminar.

Cristãos perseguidos no Oriente Médio e na Ásia, muçulmanos escanteados na Europa, minorias postas de lado em muitos lugares, latinos escorraçados nos EUA... Como já disse alguém: duas coisas me causam admiração; a inteligência dos animais e a barbárie dos humanos.

Ninguém se deu conta ainda, mas não estamos somente iniciando mais um novo ano. Com 2011, estamos dando início à segunda década do século 21. Ou seja, já se passaram dez anos desde 2001, o ano do inacreditável atentado de 11 de setembro, e nada conseg…