Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

Outro mundo é possível, também em Detroit

Imagem
Imagens da decadência de Detroit, a meca da indústria automobilística dos EUA.

Por esses dias está acontecendo o segundo Fórum Social dos Estados Unidos, na ex-meca da indústria automobilística dos EUA, a cidade de Detroit. A mídia norte-americana não divulga isso, embora o evento tenha sido muito maior do que qualquer convenção do movimento conservador Tea Party. Mais de 10.000 cidadãos, ativistas e líderes comunitários – existe isso lá também, pasme você! – participaram durante quatro dias de oficinas, reuniões e passeatas no Fórum, que ocorre, não por acaso, em Detroit.
O US-Fórum Social define-se como “um espaço aberto de encontro para reflexão, o debate democrático de ideias, formulação de propostas e troca livre de experiências”. O fato de acontecer em Detroit, esta cidade que sofreu o colapso da indústria automotiva e o pior da crise das hipotecas, a cidade é o exemplo máximo do completo fracasso do capitalismo e, ao mesmo tempo, de diversas iniciativas populares para construir …

Rudinei Bernardi poderia ter sido salvo

Imagem
Chocante, a morte de Rudinei Bernardi ontem, em Blumenau (http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,186,2953784,14990). Não o conheço, mas a fatalidade estúpida do seu acidente mexeu comigo. Morrer no dia do aniversário de 25 anos, poucas horas depois de realizar o sonho de comprar a tão esperada motocicleta, é uma tragédia que não se pode medir, especialmente para os pais e familiares envolvidos. Perguntas inevitáveis vão martelar as cabeças deles por muito tempo: "Por que deixamos ele comprar a moto? Por que Deus permite uma fatalidade dessas, ainda mais com um jovem trabalhador e sonhador? Por que ele não afivelou o capacete direito?"
Acidentes de moto podem acontecer com qualquer motociclista. Mas eles não precisam ser tão frequentes, nem fatais. Para isso, alguns cuidados mínimos são fundamentais. E o primeiro deles é a direção defensiva, ainda mais para quem compra a sua primeira moto. Estar habilitado não significa estar pronto para pilotar uma moto. É preciso ter pa…

Um manual contra o tráfico de pessoas

Imagem
“O tráfico de pessoas é uma violação aos direitos humanos que já atingiu aproximadamente 2,5 milhões de mulheres, homens, crianças e adolescentes no mundo. Esta violação quase sempre vem acompanhada de outras violações como o cerceamento da liberdade, o trabalho forçado e escravo e a exploração sexual.”

A definição está no manual “Cidadania, Direitos Humanos e Tráfico de Pessoas”, de 75 páginas, lançado na quarta-feira, 24 de junho na Universidade de Brasília, para ajudar as promotoras legais populares na difícil tarefa de identificar possíveis vítimas deste delito. O curso capacita dirigentes de associações de mulheres a atuar legalmente em defesa dos direitos humanos de mulheres em situação de risco e violência nos cursos de promotoras legais populares desde 1992.

O manual dá informações especialmente às mulheres que fazem o curso em lugares onde o tráfico de pessoas e a existência de rotas do tráfico são uma dramática realidade. Adriana Miranda, investigadora do Núcleo de Estudos par…

Em nome de Deus?

Imagem
O filósofo judeu Martin Buber, na versão de Andy Warhol

“Deus é a palavra mais vilipendiada de todas as palavras humanas. Nenhuma tem sido tão manchada, tão mutilada... As gerações humanas têm feito rodar sobre esta palavra o peso de sua vida angustiada, e a têm espremido contra o solo. Jaz no pó e suporta o peso de todas elas. As gerações humanas, com seus partidarismos religiosos, têm desgarrado esta palavra. A têm matado e se deixado matar por ela. Esta palavra leva suas impressões digitais e seu sangue... Os homens vestem um manequim e escrevem debaixo dele a palavra ‘Deus’. Assassinam-se uns aos outros e dizem: ‘o fazemos em nome de Deus’... Devemos respeitar os que proíbem esta palavra, porque se rebelam contra a injustiça e os excessos que com tanta facilidade se cometem com uma suposta autorização de ‘Deus’.”

Este desabafo de Martin Buber me faz pensar que o recém-falecido escritor José Saramago tinha razão na sua ácida crítica às religiões. Nós, em nossas instituições, templos …

Um lugar genial sobre a genialidade humana

Este espetacular arquivo da genialidade humana é coisa do milionário excêntrico Jay Walker. A Library of Human Imagination (Biblioteca da Imaginação Humana) é uma verdadeira Disneylândia intelectual, um parque performático da genialidade (e também dos delírios e exageros) da espécie humana ao longo da história. O espaço é montado como uma mistura arquitetônica de biblioteca clássica de atmosfera vitoriana e arranjo hi-tech, com painéis de vidro iluminados com luzes azuladas que formam desenhos das grandes conquistas da humanidade.

Mas não tem só desenhos bonitos na escada. Walker investiu milhões numa coleção particular única, que tem obras exclusivas, que não estão nem nas melhores bibliotecas do planeta. Estão ali uma Bíblia escrita a mão por monges em 1240, o primeiro livro médico ilustrado do mundo, publicado em 1499, o primeiro mapa a colocar o Sol como centro do universo conhecido, de 1699, o guardanapo em que Roosevelt desenhou a estratégia para vencer a Segunda Guerra Mundial q…

Um São João só nosso

Imagem
Todo esse tempo já passou. Entretanto, ainda parece ter sido ontem. Dia de São João. Festa grande. A maior de Rio do Sul durante todo o ano. As barracas cercam a matriz e o povo toma conta do pátio, da praça Ermembergo Pellizzetti, do centro da cidade. É assim todos os anos.
Mas o dia 24 de junho, há 32 anos, foi ainda mais digno de nota. Naquele dia, às 18 horas, começava uma outra festa.
Durante meses eu havia me preparado para ela. Todos os dias eu abria a caixa dos sapatos para admirá-los, sentir o cheiro do couro, espelhar-me no seu brilho. Jamais havia possuído um par tão especial, significativo, bonito. Enquanto admirava os sapatos, os sonhos corriam soltos, como cavalos selvagens. Longe da noiva, naqueles últimos dias antes do casamento, o peito doía. Ao mesmo tempo, o coração pulava de emoção pela expectativa do dia 24 de junho.
Passaram-se 32 anos. É uma vida inteira. Nesses tempos de uniões cada vez mais blitz, nós dois somos quase uma aberração estatística. Mas isso não nos …

O teatro Nuclear

Imagem
As bombas lançadas pelos EUA sobre Hiroshima e Nagasaki em 1945

A proliferação de armas nucleares e um possível desarmamento se encontram entre os principais temas da agenda política mundial apesar de as chamadas armas leves e portáteis (pistolas, rifles, metralhadoras leves, lança-granadas, morteiros, armas anti-tanques móveis e lança-foguetes, inclusive lança-mísseis anti-aéreos portáteis) serem as verdadeiras armas de destruição em massa. A Small Arms Survey realizou pesquisa em 2009 que confirma o crescimento contínuo do comércio global dessas armas. O valor do comércio mundial de atingiu US $ 2,9 bilhões em 2006, um aumento de 28% desde 2000. Os Estados Unidos, aparecem como o maior exportador e o maior importador dessas armas que entre 2001 e de 2006 foram responsáveis pela morte de 450.000 pessoas.

O ano de 2010 se revela de particular importância na questão nuclear. O acordo firmado entre Rússia e os Estados Unidos sobre a redução da armas nucleares estratégicas, a publicação d…

Vida boa longe do problema

Imagem
Você pensa que os responsáveis pela maior lambança energética da história humana estão preocupados em resolver o problema? Enquanto a graxa grudenta sangra há dois meses do fundo da Terra, nas profundezas do Golfo do México, Tony Hayward pega o seu luxuoso iate e vai velejar. Ele quer de volta a doce vida do passado, longe dos problemas e bem pertinho do luxo e da felicidade.

Não que ele não tenha direito a isso, ou que devessemos invejá-lo ou amaldiçoá-lo por causa do seu desejo de paz e sossego. Ele tem muito dinheiro e pode comprar o que quiser, inclusive o direito de velejar num luxuoso iate, num mar azul e despoluído, longe daquela meleca grudenta que boia, impávida, empestiando as águas do Golfo do México.

O único problema de Hayward é ele ser quem é, ou seja, nada menos que o Diretor da Brittish Petroleum, a entrementes tristemente famosa BP, a incompetente companhia petrolífera britânica causadora do maior desastre com o ouro negro de que se tem notícia na história humana. A Cas…

Um cubinho que não largava a gente

Imagem
O inventor do cubo mágico, Ernö Rubik, em Londres (1981)
O cubo original, feito de madeira.

Há 30 anos, o húngaro Ernö Rubik apareceu de trás da Cortina de Ferro com um brinquedo que rapidamente tornou-se uma mania mundial. Trata-se do cubo mágico. Segundo Rubik, do primeiro esboço ao sucesso comercial passaram-se seis anos. Em pouco tempo, apareceram recordistas de todos os lados e diversos livros foram lançados, explicando passo a passo como resolver o enigma, fazendo as seis faces do cubo de uma só cor. Como poucos conseguiam resolver o enigma sozinhos, esses livros entraram na lista dos bestsellers em pouco tempo.

Quase três décadas depois, nem o Tadeu Schmidt escapou do brinquedo. Veja neste vídeo do Fantástico:


Na falta de bom futebol, vamos de Mandela

Imagem
Nelson Mandela com sua bisneta Zenani, que morreu na sexta-feira em acidente de carro e foi sepultada ontem.

Ontem, durante o jogo da África do Sul e do Uruguai (que pena, a derrota da Bafana Bafana), uma jovem perguntou-me: "Quem é esse tal de Mandela, que todo mundo fala?". Pacientemente, em tom professoral, expliquei a ela quem é este ser humano, cuja fantástica herança moral e explêndido legado histórico reacende minha fé na espécie humana.
Talvez, o resgate da história e da conquista de Nelson Mandela seja uma das poucas coisas boas que esta copa tem feito. A melhor imagem ao vivo que foi transmitida da África do Sul até agora foi o também Nobel da Paz e não menos ícone bispo Desmond Tutu, vestido com a camisa da Bafana Bafana, levando o estádio inteiro a gritar "Mandiba! Mandiba!", para que o grandioso herói de 92 anos pudesse sentir o carinho do povo.
Porque de futebol na Copa, até hoje, não se viu nada. Sinceramente, ainda guardo na memória o mais espetacular …

Direção defensiva com humor

Imagem
Alguns de vocês usam o retrovisor somente para passar o fio dental nos dentes, por isso, eu uso equipamentos de segurança.

A maioria de vocês pensa que usar o pisca-pisca é opcional, por isso eu uso capacete.

Pilotar seguro é mais do que colocar o capacete na cabeça. Você precisa estar literalmente preparado para tudo e antever os riscos na própria atitude suspeita e displicente dos outros em meio ao caos do trânsito. A campanha publicitária bem-humorada acima foi criada pela agência Amálie Company para o Departamento de Trânsito do Colorado (EUA). Ela tem como foco chamar a atenção dos motoristas descuidados para a existência dos motociclistas.
Carros têm parachoques. Motociclistas têm ossos.
Para carros e caminhões, o inceto é você.
O vento é uma delícia no seu rosto. Parachoques, nem tanto.
Já esta outra campanha, foi criada pela agência Richter7 para o Departamento de Trânsito de Utach (EUA), com o objetivo de reduzir os acidentes de moto. Duas boas ideias para copiar aqui entre nós, on…

Stammtisch, Lederhosen e Blasmusick

Imagem
O verdadeiro motivo para comemorar hoje não é a provável vitória do Brasil na Copa sobre a Coreia do Norte, mas a decisão do juiz Osmar Tomazoni, titular da Vara da Fazenda Pública, que concedeu liminar ontem à tarde, suspendendo a execução do contrato de privatização do tratamento de esgoto de Blumenau.

Tomazoni determinou a retirada imediata de todos os funcionários da empresa Foz do Brasil (que nome, hein? Vocês têm que ouvir a Voz do Brasil!) das instalações do Samae e o cancelamento das suas senhas no sistema da prefeitura. Ou seja, a empresa é privada, mas eles estão nos quadros do funcionalismo público.
Comemoro também a ação do promotor Gustavo Ruiz Diaz, do Ministério Público Estadual, autor da ação civil pública que levou à decisão do juiz. Eternos e audaciosos vigilantes, esses promotores percebem quando o povo está sendo ludibriado e a lei tratada como pano de chão.
Não se pode esquecer também do empenho do coordenador jurídico do Comitê Contra a Privatização do Esgoto, o ad…

Um Index para defender o pensamento único?

Imagem
Para combater o movimento da Reforma, no ano de 1559 durante o Concílio de Trento, a igreja de Roma criou uma lista de livros que ninguém devia ler. Era o Index Librorum Prohibitorum (Lista dos Livros Proibidos).

Obviamente, as obras dos reformadores constavam desta lista. Por incitação de Roma, os livros de Martim Lutero foram queimados em praça pública. Quando o Reformador luterano foi excomungado, ele queimou a Bula Papal também.

Durante os séculos, a lista foi incluindo todo tipo de livros, até mesmo romances e obras de pensadores famosos. Tanto assim que a 32ª e última edição do Index, publicada pela Cúria Romana em 1948, continha quatro mil títulos.

Entre os escritores famosos que constavam do Index estavam Daniel Defoe, Victor Hugo (inclusive a sua famosa obra Os Miseráveis), Honore de Balzac, Alexandre Dumas Pai, Gustave Flaubert, Nikos Kazantzakis, Descartes, Montaigne, Espinosa, Jean-Jacques Rousseau, Blaise Pascal, Kant, John Stuart Mill, Ernest Renan, Henri Bergson e muitos …

Para curtir no final de semana

As belas mulheres do cinema.

Margot Kässmann dá a volta por cima

Imagem
A ex-presidente da Igreja Evangélica da Alemanha e ex-bispa da Igreja Territorial de Hannover, pastora Margot Kässmann, continua uma das mulheres mais admiradas e estimadas da Alemanha. Ela abriu mão recentemente de todos os seus cargos por ter sido flagrada embriagada ao volante do seu carro, em Hannover. Sua decisão de abdicar foi motivada pela convicção de que sua autoridade de bispa e de maior portavoz da igreja evangélica alemã estava prejudicada por conta do seu erro. O fato e a decisão de Kässmann repercutiram em todo o mundo e despertaram ainda mais a admiração pela postura ética que ela teve na ocasião.

Os dividendos por sua irretocável postura não tardaram a aparecer. Mesmo de volta a uma função de pouca expressividade, Margot Kässmann assumiu o topo da lista de nomes de eminências alemãs escolhidas pela revista Stern para compor uma enquete: "Escolha você mesmo o próximo presidente da Alemanha".
A enquete no site da revista (http://www.stern.de/politik/deutschland/…

Homenagem a Dieter Prinz

Daqui há pouco, tenho um compromisso fúnebre (9h00). Vou render a última homenagem ao pastor Dieter Prinz, que recebeu a graça do alívio ao seu longo sofrimento, no dia de ontem. Ele está na minha memória do tempo de jovem estudante, de estagiário em Blumenau, quando eu era candidato a pastor.

Visto de dentro dos meus olhos de então (1976), o pastor Dieter Prinz era uma imagem forte, de um homem determinado e que era estimado pela sua paróquia, na qual atuou por mais de duas décadas. Como até ali eu só tinha ensaiado tímidos passos de liderança num grupo de juventude, eu admirava a sua destreza como líder, a sua agilidade mental e de argumentação em assembléias e concílios.

Me impressionava a sua determinação em não se contentar com o aceitável e em buscar qualidade, num tempo em que era bastante comum oferecer cadeiras de palha ou mesas de tábuas rústicas em dependências de comunidades. Com ele não havia essa de "está bom assim". Ou era bom, ou não era. E quando ele falava &q…

Quem é culpado pela lambança?

Imagem
A catástrofe interminável; assim já é conhecida, entrementes, a maior tragédia da história humana da exploração de petróleo. No início ela foi comparada ao desastre do petroleiro Exxon Valdez, em 1989.

Mas, aos poucos, depois de 40 dias de óleo jorrando do fundo do mar, a referência é outra. Cada vez mais especialistas não têm dúvida: em termos de desastres motivados por causa da sede humana por todo tipo de energia, o parâmetro agora é Chernobyl. Quem se lembra da explosão da usina atômica na Ucrânia?

Bem, isso foi em 1986. Quem nasceu naquele ano, já tem 24 anos. Mas, para quem nunca viu, pode fazer uma viagem virtual pela “Terra dos Lobos” e conhecer as cidades fantasmas da região (http://www.kiddofspeed.com/chernobyl-land-of-the-wolves/author.html). Elas estão lá, como um mórbido museu da maior tragédia atômica depois de Hiroshima e Nagasaki.

Agora o cenário mórbido se repete num jorro interminável, em milhões de fotos que nos vêm da região do desastre no Delta do Mississipi. Pássar…

Os rotuladores e sua habilidade de rotular

Imagem
Mais um dia de reações no Jornal de Santa Catarina sobre a questõ de Israel. Posso considerar realizado o meu intento de levar as pessoas à reflexão. Até tive uma produtiva troca de e-mails com o colunista Maicon Tenfen, que apontou para a facilidade que têm as pessoas por aqui de rotular.
Aqui, quem é favelado é "bandido". Quem tem pensamentos de preocupação social é "de esquerda". Pastor com visão social é "marxista". E a coisa vai mais ou menos por aí. Em vez de debater o tema, por falta de argumentos ou no calor do debate, sei lá, o negócio é rotular. E as pessoas por aqui andam com um rolo de rótulos bem grande por aí, e vão colando os ditos cujos nas testas das pessoas. Uma vez rotulado, o seu destino é uma caixinha. Depois disso, você pode dizer o que quiser e o seu lugar já está pré-deternimado no almoxarifado ideológico dessa gente.
Tudo bem. Pelo menos, de vez em quando, as minhas manifestações têm contribuído para que os rotuladores tenham o que …

Junto-me ao protesto da maioria dos luteranos

Imagem
A foto de hoje foi tirada por uma jovem luterana brasileira que está em Genebra-Suíça. Diante do prédio das Nações Unidas (ONU), na capital diplomática do mundo, também aconteceram protestos contra o terrorismo de Israel, que atacou um barco de ajuda humanitária e ainda fez de tudo para difundir a idéia de que matou gente naquele barco em legítima defesa. O mundo inteiro não acredita em Israel, cujo ato foi classificado de assassino (murderer, no cartaz da foto).
Essa jovem luterana é Daniele, que está no Centro Ecumênico em Genebra, local em que funcionam o Conselho Mundial de Igrejas e a Federação Luterana Mundial. É um lugar onde a cristandade procura caminhar unida, no fomento à paz mundial e no apoio às minorias.
Segundo Daniele (http://danielepeter.blogspot.com/), durante toda a semana passada, no Centro Ecumênico, as orações e reflexões matinais nos grupos de oração trabalharam o tema "Semana Mundial pela Paz na Palestina". Durante a semana, todos os grupos de orações, …

Acampamento para sentir na pele

Imagem
A organização Médicos Sem Fronteiras reproduziu um campo de refugiados em várias cidades do Canadá. O objetivo era mostrar às pessoas a dura realidade da vida de milhares de refugiados em todo o mundo, que vivem em situação semelhante à reproduzida. A ação da ONG oferecia visitas guiadas, apresentava vídeos e games que reproduzem a dura realidade dos campos de refugiados. Uma boa ideia para amolecer muitos corações por aqui, que não acreditam na importância dos direitos humanos.

Para curtir no final de semana

Para este final de semana, não custa matar a saudade. O vídeo mostra um trecho retirado da abertura do show/CD de Vinicius de Moraes Ao Vivo no Canecão, de 1977, em que o poeta recita o poema “Dia da Criação”, com acompanhamento musical em jazz. Ouvir isso é ser um pouco mais brasileiro do que de costume.

Mais protestos contra Israel

Imagem
Uma nova sequência de fotos de protestos em todo o mundo contra o ato de terrorismo de Israel. Aqui, o protesto que queima a bandeira de Israel, em Gaza...

... Em Ashdod-Israel

... Em Istambul

... No Egito

... Na Turquia

... Na Jordânia

... Na Síria

... Na Indonésia

... Em Londres

... No Irã

... Em Roma

... Na Grécia

... No Iraque

... Na polônia

Se liga n'ALIGA!

Ontem à noite, vi meu primeiro episódio de A Liga. O novo programa da Band é, de fato, novo. Novo formato, com um layout fantástico e inovador, muito na linha da revista Galileu, numa interação comunicacional perfeita entre a imagem, a narração e os grafismos. Nova abordagem, com atores-jornalistas envolvidos até a medula com as pessoas e o tema das reportagens. É um banho de comunicação e emoção no marasmo da TV aberta brasileira. Parabéns à Band.

O projeto é a única coisa que não é nova. Mas o que é bom deve ser copiado. O projeto do programa vem da produtora argentina Cuatro Cabezas (leia-se “CQC” e “E24″) e investe em um formato jornalístico em que quatro repórteres-atores dão depoimentos subjetivos sobre as experiências das reportagens. O programa usa recursos como a tela dividida para mostrar mais de uma ação ao mesmo tempo.

Sem um âncora do quilate de Caco Barcelos, o programa conseguiu nível A – como o Profissão Repórter – envolvendo gente nova e disposta à emoção da reportagem,…

Este blog junta-se aos protestos no mundo

Imagem
Protesto na República Tcheca...

Na Palestina...

Na Malásia...

Na Líbia...

Na Itália...

Na Indonésia...

Na Austrália...
Em Hong Kong.