Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

O pastor herege

Imagem
“Deus nos livre de um Brasil evangélico”, disse o pastor Ricardo Gondim, em entrevista à revista Carta Capital, esta semana. Polêmico e cada vez mais famoso – e perseguido – por causa de suas posições contundentes e sem meias palavras, Gondim é presidente da Igreja Assembléia de Deus Betesda e mestre em Teologia pela Universidade Metodista de São Paulo. “Sou o herege da vez”, disse ele na entrevista ao jornalista Gerson Freitas.

“Quanto mais cresce, mais o movimento evangélico se deixa influenciar”, disse Gondim. O crescimento dissipa o rigor doutrinário e os valores que são mais fortes nos pequenos grupos, aproximando os evangélicos “do perfil religioso típico brasileiro”.

Com isso, começa a delinear-se um perfil eclético, no qual “pela primeira vez, temos evangélicos que pertencem também a comunidades católicas ou espíritas. Já se fala em um evangelicalismo popular, nos moldes do catolicismo popular, e em evangélicos não praticantes, o que não existia até pouco tempo atrás”, descreve…

Mangá profético alertou sobre Fukushima

Imagem
Vinte e três anos antes do acidente nuclear na usina de Fukushima, a desenhista Ryoko Yamagishi havia feito um mangá – histórias em quadrinhos em estilo japonês – preto e branco de 46 páginas, prevendo algo assim. Com o nome de Phaethon – na mitologia grega é o filho de Hélios, deus do sol que colocou a terra em perigo –, o mangá antinuclear foi inspirado na tragédia de Chernobyl, acontecida cinco anos antes da publicação.

Em entrevista ao jornal El Pais, a autora contou que depois do acidente nuclear na Ucrânia ela percebeu o risco real por trás da energia nuclear. Questionada sobre a relação com Fukushima, Yamagishi afirmou que realmente já havia pensado sobre o risco de ocorrer um acidente na região quando escreveu o mangá, mas que nenhuma autoridade assumiria a possibilidade. “Entrei em pânico quando o acidente aconteceu de fato, mas pensei que a advertência do meu desenho não serviu para nada. Fiquei muito triste”, disse.

Entretanto, após o terremoto e o tsunami que atingiram a reg…

Chernobyl: 25 anos de um alerta

As fadas estão tristes

Imagem
Dois impérios desviam as atenções dos seus súditos para temas menos problemáticos do que aqueles que queimam as mãos como batatas quentes.

O primeiro reino é o britânico. O casamento de William e Kate veio a calhar para mandar a crise econômica e social direto para debaixo do tapete. E todo mundo festeja e se alegra e deixa se levar pelo conto de fadas. É uma história que se repete. Sabemos para onde caminha e no que vai dar. O que se repete, já se sabe...

O segundo reino é o mais antigo reinado patriarcal da história humana. Roma não “locuta” mais sobre o caliente tema dos abusos, nem sobre a questão do ministério feminino, ou mesmo sobre o necessário fim do celibato. É “causa finita”. Vão beatificar Karol Woytilla/João de Deus/João Paulo Segundo. E todos se deixam levar, mesmo puxando o canto da boca quando se pergunta sobre o excesso de entusiasmo neste processo sumário de beatificação. Até os poloneses estão achando isso exagerado. Mas, quando se precisa tapar o sol com uma peneira…

A nossa Páscoa é standby

Imagem
O feriadão foi entre nuvens e chuvas no Vale do Itajaí. Especialmente ontem, o Domingo de Páscoa, não teve manhã de sol, nem luz suficiente para aquecer e dar esperança de flores enfeitando tudo. Li agora, no blog “Tribo de Jacob” (http://tribodejacob.blogspot.com/), que não ficaria nada bem celebrar a Páscoa em pleno inverno. Acima da frase, um campo repleto de margaridas brancas, com corações amarelos, cobrindo tudo, onipresentes.

Pois é, caro Jorge, no Hemisfério Sul nós celebramos a Páscoa em tempo de poucas flores. Aqui, nessa época, não vemos campos floridos, nem pássaros alucinados e cantantes. Não há coelhos saindo das tocas, esticando os membros rígidos pelo tempo do encolhimento no calor dos esconderijos da hibernação. Ao contrário! As nossas lebres recolhem palhas para confeccionar seus abrigos protetores contra as noites frias que vêm por aí.

Mesmo assim, há Páscoa. Enquanto o sol teimava em manter-se debaixo da coberta de nuvens, insistíamos na mensagem da vida, na celebraç…

Vai em paz, Hulda!

Imagem
Hulda Hertel está à direita, nesta foto.

Morreu, nesta noite, a irmã Hulda Hertel. Deus a levou, depois de uma luta desesperadora contra o câncer. Toda a comunidade do Ministério Ordenado da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil está com o peito apertado... a dor tomando conta. Ela morreu ontem à noite, no Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Será enterrada amanhã, na Casa Matriz de Diaconisas.

Hulda, mulher admirável, que se fez diaconisa e não titubeou em tornar-se também teóloga e pastora... tudo para cumprir bem, cumprir plenamente a missão que se havia proposto. Sua morte causa dor e revolta. Acho que Deus exagerou na dose, nessa história da Hulda. Do mesmo jeito que ele exagerou em lançar sobre o seu filho todo o pecado da humanidade. Que neste vácuo de 33 horas, em que jaz estático o corpo de alguém que jamais demonstrou cansaço em vida, que nunca se entregou, para quem jamais houve qualquer tarefa difícil demais... que neste vácuo de 33 horas de despedida, Deus também …

Nós falamos demais na Igreja

Imagem
“Muitas vezes queixamo-nos da imensa ignorância dos jovens relativamente ao Cristianismo. Mas será uma pura perda de tempo produzirmos mais documentos, vídeos, programas de rádio e de televisão, se não nos esforçarmos também por fazer da Igreja um lugar de coragem, alegria e esperança evidentes. Devemos escolher com cuidado as palavras que usamos. A Verdade conta. Mas as nossas palavras serão inúteis, se não estiverem ancoradas em comunidades que mostrem como estão apontadas para além de nós mesmos, para Aquele que nos procurou e nos deu a sua Palavra. Santo António, o pregador franciscano do século XIII, queixava-se de que a Igreja estava “farta” de palavras. As coisas não mudaram muito. Continuamos a produzir grandes quantidades de documentos, longos e aborrecidos sermões, mas se não se apreender uma lufada de liberdade nas nossas vidas, as nossas palavras corromperão radicalmente a pregação do Evangelho.” (Timothy Radcliffe*, citado de http://tribodejacob.blogspot.com/)

* TIMOTHY RA…

A eterna Paixão dos indígenas

Imagem
Hoje é o dia do índio. Aliás, esta é uma semana em que todas as comemorações religiosas e históricas de abril se fundem, num feriadão que pode passar uma borracha sobre alguns fatos relevantes. É uma mistura de datas, todas elas claras histórias de paixão, sofrimento e sacrifício extremos.

Há a inconfidência mineira (dia 21), história em que o corpo esquartejado de Tiradentes lembra inequivocamente o sacrifício violento de Jesus na sexta-feira santa. Ele, um simples peão do tabuleiro do xadrez dos nobres que queriam o Brasil separado de Portugal, pagou o pato por todos os que não podiam ter seus nomes arrastados na lama.

Há a duvidosa história de Cabral (dia 22), revelando a existência do paraíso à Europa, mais belo que o bíblico – as fulgurantes palavras da carta de Caminha viraram o discurso de posse desse paraíso, que foi transformado em mina e ajudou a sustentar o renascimento e a industrialização do Velho Continente. Fizeram de conta que isso aqui era o ninho de Páscoa reservado p…

Livros podem virar vassouras?

Imagem
Essa imagem é muita maldade. Veja o que fizeram com um exemplar da Encyclopedia Britannica, uma das mais espetaculares obras já publicadas sobre o conhecimento humano em todos os tempos.

Pois é, sempre que vou a um desses sebos que vendem livros velhos e me delicio com obras fantásticas, que as pessoas vendem ao risível preço do seu peso em papel, não consigo tirar os olhos de dezenas de exemplares de enciclopédias Barsa, Delta Larousse e outras. Tenho composto parte da minha biblioteca com livros comprados nesses sebos. E eu tenho uma enorme dificuldade em jogar livros fora. Mesmo desatualizados eles ficam lá, como sábios anciãos, no seu lugarzinho de destaque na estante.

Quando eu era criança, o meu pai não tinha dinheiro para comprar uma Barsa. Em seu lugar comprou, caprichosamente, cada um dos fascículos da Enciclopédia “Conhecer”, que eram vendidos pela Abril. Foi uma luta para o meu pai, mas ele comprou todos, inclusive as capas. Nunca fez a encadernação porque estava além de sua…

A água e o vinho

Imagem
Nos Alpes Italianos existia um pequeno vilarejo que se dedicava ao cultivo de uvas para produção de vinho. Uma vez por ano, lá ocorria uma grande festa para comemorar o sucesso da colheita. A tradição exigia que nesta festa cada morador do vilarejo trouxesse uma garrafa do seu melhor vinho, para colocar dentro de um grande barril, que ficava na praça central. Entretanto, um dos moradores pensou: “Por que deverei levar uma garrafa do meu mais puro vinho? Levarei uma de água, pois no meio de tanto vinho o meu não fará falta”. Assim pensou e assim fez.

No auge dos acontecimentos, como era de costume, todos se reuniram na praça, cada um com sua caneca para provar daquele vinho, cuja fama se estendia muito além das fronteiras do país. Contudo, ao abrir a torneira, um absoluto silêncio tomou conta da multidão. Daquele barril saiu... água!

Como isto aconteceu? Fora justamente porque todos pensaram como aquele morador: “A ausência da minha parte não fará falta”. Muitas vezes somos conduzidos a …

Um padre muito gente fina!

Imagem
(Clique nas imagens para ampliar e ler o texto da revista).

O significado do ovo de Páscoa

Imagem
Foto: Jens Meyer/AP

O casal alemão Christa e Volker Kraft decorou uma árvore com 9.800 ovos de Páscoa no jardim de sua casa, em Saalfeld, na Alemanha. Christa e Volker Kraft montam a árvore com os ovos de Páscoa há mais de 40 anos.

Esta é uma tradição ainda bastante desconhecida por aqui. Temos alguns ovos pendurados num pequeno arbusto, no nosso jardim, e uma árvore de Páscoa dentro de casa, montada num galho seco. Fica muito decorativo e bonito. Transmite o significado da nova vida que brota, depois do inverno gelado no hemisfério norte. O ovo tem um significado muito especial em relação à Páscoa, que tem origem nos tempos em que Roma perseguia os cristãos e os matava.

Diz a lenda que a filha do faraó egípcio, que vivia em Alexandria quando o Egito era governado pelo imperador romano Maxentius, falou ao soberano sobre esse Jesus, que havia sido crucificado pelos romanos e que se dizia ter ressuscitado. Apesar de ter gostado das muitas histórias que ela lhe havia contado sobre Jesus, ri…

Sabemos quem temos apoiado?

Imagem
Nos conflitos que ora estão em curso no Chifre da África e em outras partes do mundo, o ocidente tem pedido que seus países interfiram e ajudem a resolver. Assim, a OTAN tem se envolvido em inúmeros conflitos e a ONU em tantos outros. A maioria de nós apoia esse tipo de ingerência, sempre sob o mote de que “alguém, afinal, tem que fazer alguma coisa!”.

O último caso típico é o do apoio do ocidente aos rebeldes que tentam derrubar Kadaffi na Líbia. A França e a Grã Bretanha, por exemplo, até chegaram a cobrar que a OTAN não tem feito o suficiente, nem agido com o necessário rigor, para pôr um fim mais rápido aos desmandos do ditador desprezado por todos.

Não que eu tenha algo a favor de Kadaffi, longe disso. Mas, assim como não tenho nada a favor do ditador líbio, também não tenho um pingo de apoio a dar a esse tipo de ingerência de umas nações sobre o destino das outras. Pelo simples fato de que, amanhã, alguém cisma com o nosso governante, que nós escolhemos, e resolve ajudar rebeldes…

Meio século de corrida maluca

Imagem
Faz hoje 50 anos que o astronauta soviético Yuri Gagarin se tornou o primeiro ser humano a orbitar o planeta Terra. O famoso astronauta soviético completou a órbita no dia 12 de abril de 1961, na apertada cápsula espacial Wostok. O hoje celebrado como um herói nacional, mesmo depois do fim do império soviético que o popularizou, apostou literalmente a sua vida no projeto. Mantido em segredo até o momento da glória no espaço, o projeto contava com a própria morte de Gagarin durante os arriscados procedimentos de lançar um homem ao espaço.

De fato, um livro escrito 50 anos depois por Yuri Baturin revela documentos, até agora mantidos em segredo, que relatam inúmeras panes e acidentes graves que ocorreram até o dia do lançamento de Gagarin. O incrível lance de sorte colocaria os russos na vanguarda da estúpida e onerosa corrida espacial que marcou a guerra fria entre o ocidente e o oriente, nos anos 60. Para os dirigentes de ambos os lados a morte de um astronauta era o que menos importa…

Realengo, uma assinatura de sangue

Imagem
A lamentável tragédia humana no Realengo, no Rio de Janeiro, infelizmente, deixa uma assinatura de sangue, muito sangue, embaixo do que eu disse aqui neste blog e no Santa há algum tempo sobre a questão do desarmamento. A capa da santa VEJA serve de lembrança para os senhores das armas, que são, afinal, os culpados pelo massacre do Realengo. Na época, fui linchado virtualmente, até pelo presidente da entidade que comandou a derrota do desarmamento no Brasil. Fui acusado por diversos internautas de estar defendendo uma causa amplamente derrotada naquele plebiscito e que eu deveria calar-me, portanto. Relembre você mesmo em http://clovishl.blogspot.com/2009/11/um-debate-com-cheiro-de-polvora.html.

Ninguém quis entender. Ninguém quis ouvir que ter arma em casa leva também a tragédia consigo. Sem armas, Wellington não teria como executar seu tresloucado projeto assassino. E olha que ele entendia de armas. Uma das poucas armas que eu já vi na minha vida é o famoso 38. Fiquei sabendo, depoi…

De mouse pelo universo

Imagem
O sistema solar não é mais um grande mistério para os usuários da internet. O Solar System Scope (SSS), ou Telescópio do Sistema Solar, é um site criado por quatro fãs de astronomia eslovacos que mostra o espaço em uma animação em três dimensões. No site, o usuário pode mover o sistema solar e observá-lo de diferentes ângulos somente com o movimento do mouse. A ferramenta usou cálculos da NASA para posicionar precisamente todos os objetos celestiais. Segundo os desenvolvedores do site, a ideia foi fazer um modelo tão amigável que qualquer pessoa possa entender o movimento dos planetas e reconhecer as constelações. O site permite também que o usuário calcule a distância entre os planetas em determinado momento. “Nós estamos apenas começando, mas queremos melhorar o caráter educacional do projeto. Queremos popularizar a astronomia, especialmente entre os jovens”, afirmou Mito Sadlon, líder da equipe que administra o SSS. Mito promete uma versão do sistema em português em breve. O site …

Água mole em pedra dura...

Imagem
Eles insistem, insistem e, quem sabe, um dia, conseguem. Como se não bastasse o avanço da extrema-direita em todo o continente europeu, vazou ontem (5 de abril) a iniciativa do partido italiano Povo da Liberdade (PDL), legenda do primeiro-ministro Silvio Berlusconi, de apresentar ao Senado da Itália um projeto de lei que busca revogar a proibição do fascismo no país.

O vazamento da informação provocou grande polêmica entre a oposição, que se mostrou surpresa e espantada com a iniciativa.

O projeto de lei apresentado é intitulado “Derrogação da 12ª disposição transitória e final da Constituição”, em referência à parte da Carta Magna de 1948 que indica que fica “proibida a reorganização, sob qualquer forma, do dissolvido Partido Fascista”.

A iniciativa do PDL foi qualificada de muito grave e ofensiva para a história do país e da república e para a democracia, e qualificado de um ato de provocação insuportável.

Autoridade é uma conquista

Imagem
A conferência mensal de ministros/as da IECLB no Vale Do Itajaí é um encontro mensal de ao redor de meia centena de pastores, pastoras, diáconos e catequistas. O grupo é responsável pelo atendimento eclesiástico dos 80 mil luteranos que vivem na região e se juntam nas mais de vinte paróquias. É uma das mais densas concentrações de luteranos ligados à IECLB no Brasil.

Um desses encontros mensais está acontecendo hoje. Eu estive lá até agora. O grupo está preocupado com a autoridade pastoral. Para trabalhar essa preocupação, eles convidaram o pastor sinodal aposentado Nelso Weingärtner e o psicólogo Claudemir Casarim.

Segundo o pastor Weingärtner, a função pastoral passa por um amplo esvaziamento da condição de porta-voz de Deus para os fiéis. Os pastores foram nivelados com outras funções e, em diversos casos, viraram meros funcionários dos presbitérios, que devem prestar seus serviços segundo um critério cada vez mais empresarial de rendimento. Isso faz com que tenham que demonstrar s…

O golpe de 64 na TV

Como o Brasil não tem a coragem da Argentina para rever as principais feridas da sua história recente e tratá-las com o remédio que merecem, mesmo que dolorido, a temática do período obscuro dos Anos de Chumbo está aparecendo na TV. Uma nova série, que está passando desde ontem, chama-se “O Dia que durou 21 anos”. A série é apresentada pela TV Brasil, desde ontem. Perdi o primeiro capítulo. Hoje vou assistir ao segundo e, amanhã, ao último, sempre às 22h.

Ainda mais ousada é a abordagem do tema pelo SBT, que está lançando hoje a sua nova novela, “Amor e Revolução”. Escrita por Tiago Santiago, a novela mistura ficção e realidade, mostrando todo o drama da tortura, da guerrilha, da truculência de um dos períodos ainda bastante obscuros da história brasileira. A novela estreia hoje à noite, terça-feira, às 22h15min, mostrando o atentado na UNE já no capítulo inicial.

Vale a pena conferir e esperar o que vem. Por menos que seja, irá levantar o assunto. Os que viveram o drama da época e os …

Costa do Marfim afunda na xenofobia

Imagem
Mais uma eleição “democrática” faz aflorar o que as pessoas têm de pior dentro de si. Desta vez, é na Costa do Marfim. Mais uma nação africana “forjada” a ferro e fogo pelo antigo colonialismo europeu, que misturou tradicionais inimigos tribais sob um mesmo guarda-chuva nacional, a Costa do Marfim está longe de ser uma nação de gente que se sente abrigada numa mesma pátria. Ela lembra mais um caldeirão em ebulição, repleto de elementos químicos conflitantes, que explodem quando se fundem. Na Costa do Marfim, esses elementos são a xenofobia e o racismo.

A briga que aflora é entre duas forças eleitorais que não querem reconhecer o resultado das urnas. De um lado, está o atual presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, que não quer deixar o poder. De outro, o presidente eleito e reconhecido pela comunidade internacional, Alassane Ouattara. Em luta feroz, até a última gota de sangue, os partidários dos dois. Entre os brigões está a população civil, que sempre é a parte mais prejudicada…

O sonho de King não se realizou

Imagem
No dia 4 de abril de 1968 Martin Luther King é assassinado a bala em Memphis (EUA). O pastor batista, que fora laureado com o Prêmio Nobel da Paz em 1964 por seu engajamento pela igualdade de direitos de brancos e negros nos Estados Unidos nas décadas de 1950 e 1960, morria os 39 anos de idade.

O país em que o eloquente pastor negro travou a sua luta se considerava modelo de democracia e liberdade, ao mesmo tempo em que seus habitantes eram classificados de acordo com a raça. Os negros eram discriminados na política, na economia e no aspecto social.

Eles não podiam votar, eram chamados pejorativamente de "nigger" e "boy", seu trabalho não era devidamente remunerado, e as agressões dos brancos eram rotina. Até que, em dezembro de 1955, em Montgomery, a costureira negra de 52 anos Rosa Parks resolveu não ceder seu lugar num ônibus para um passageiro branco. Parks foi presa e, em decorrência, Martin Luther King, pastor da cidade, conclamou um boicote dos negros aos ôni…

Um mundo plural e tolerante

Imagem
Joseph Weiler é o advogado de defesa de um grupo de nações, lideradas pela Itália, que recorreu da decisão do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos que dizia que os crucifixos nas salas de aula italianas violavam a liberdade religiosa (o recurso ainda não obteve resposta). É um dos maiores especialistas em direito constitucional europeu.

Na questão dos crucifixos, argumenta que remover a cruz é algo realmente antiliberal. Permitir a cruz é a posição liberal, a posição pluralista, porque a Europa tem tanto uma França quanto uma Grã-Bretanha. A França é um Estado oficialmente laico, enquanto na Inglaterra o hino nacional é "God Save the Queen" (Deus salve a rainha), e a Rainha é também a chefe da Igreja da Inglaterra. Toda imagem da Rainha em uma sala de aula britânica é tanto um símbolo nacional quanto religioso.

Você poderia dizer que essa é uma grande tradição, que é a Europa autêntica. A posição esclarecida é aceitar uma Europa que inclua a França, como também a Grã-Bretanh…

Eles incendiaram o mundo

Imagem
No ano passado, o carismático pastor Terry Jones (à esquerda na foto), um notório inimigo do islamismo, ameaçou queimar um Alcorão em praça pública no dia 11 de setembro. O próprio presidente Barack Obama pediu que ele não o fizesse, sob pena de provocar uma reação mundial incontrolável do mundo islâmico contra o gesto radical e preconceituoso. Pois no dia 20 de março um de seus fanáticos seguidores, o pastor Wayne Sapp (à direita na foto), completou o serviço para Jones. Ao seu lado, o próprio Jones assistia a tudo, em solene aprovação.

Wayne Sapp o fez durante um encontro solene, um culto no seu templo, diante dos pastores de toda a região vizinha. O livro sagrado dos muçulmanos foi considerado culpado por crimes e, depois, queimado solenemente. O veredito de Sapp, sob as vistas de Jones, parecia indubitável, quando o livro foi ensopado em querosene e incendiado em seguida. Depois do veredito Saap deitou o livro numa bandeja de metal, no centro do templo, e ateou fogo nele. O evento…

Vinte anos de Mythos!

Imagem
Hoje é um dia muito especial. Não porque seja 1º de abril, mas porque algo que parecia mentira acabou virando realidade. Há 20 anos Irene, Rubens e eu recebíamos o registro da Mythos Produções Gráficas Ltda. Este foi o embrião que deu origem à Mythos Comunicação, que é hoje uma agência publicitária, em parceria com o Cristiano Zambiasi, meu genro, e a Débora Lindner Zambiasi, minha filha.

Esses dias alguém me perguntou como é essa vida de pastor e empresário, ao que respondi que passei muitas noites sem dormir quando decidi dar o passo de sair debaixo das asas protetoras da “santa madre igreja” para dar vazão à minha paixão por comunicação. Ingrid, a minha amada esposa de quase 34 anos de convívio, sempre ao meu lado, dando força total e carregando o novo sonho com cores de esperança.

Estamos aí, 20 anos depois disso, lembrando com carinho os eternos amigos e compadres Rubens e Irene, que avançaram esse projeto na direção de um sólido casamento e hoje vivem na Suíça com os seus filhos.

O…