Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Gestos absolutamente desnecessários

Imagem

Torta de creme de Lutero

Imagem

Espírito olímpico, existe isso?

Imagem

Frei Betto e os massacres nos EUA

Frei Betto faz uma descrição certeira do caldo em que vicejam as cabeças psicopatas dos jovens que, com uma arma  na mão, metem bala sem olhar em quem, escolhendo cuidadosamente o local, para elevar o nível do impacto de sua ação à estratosfera. O texto do escritor, "Eu, o Coringa, venci o Batman!", foi publicado no site da ADITAL, e pode ser lido aqui. Não deixe de ler a análise de Frei Betto.

“Mandai-os sentar” (Jo 6,10)

Imagem
A necessidade de nos alimentarmos é, antes de mais nada, sinal da nossa indigência radical. Obscuramente, vamos percebendo que não nos bastamos a nós mesmos. Na realidade vivemos recebendo, alimentando-nos duma vida que, através da terra, se nos oferece a cada dia para cada um. Por isso, é um gesto profundamente humano recolher-se antes de comer para agradecer a Deus pelos alimentos, partilhando a sua mesa com familiares e amigos. Comer juntos é confraternizar, dialogar, crescer em amizade, partilhar a dádiva da vida. Por isso é tão difícil dar graças a Deus quando uma pessoa tem mais alimento do que o necessário, enquanto outros sofrem miséria e fome.

José Antonio Pagola, retirado daqui.

Tutu prega o respeito aos homossexuais

Imagem
O arcebispo episcopal sul-africano Desmond Tutu defendeu, no último final de semana, a despenalização da homossexualidade, pois as leis homofóbicas provocam uma “terrível perda de potencial humano”. O religioso já se posicionara no passado a favor dos direitos humanos das minorias sexuais. Ele frisou que lésbicas, gays, bissexuais e transsexuais integram a comunidade humana. Destacou que casais homossexuais e seus filhos “já têm todo o amor e a aceitação de Deus” e que cabe à sociedade promover a “aceitação do amor”.
Tutu instou cidadãos do mundo a pressionar os políticos para conseguir mudanças relevantes na aceitação dos direitos humanos da diversidade sexual. “Não tenho nenhuma dúvida de que no futuro as leis que penalizam as diferentes formas de amor e compromisso humano serão encaradas de forma tão equivocadas como nós vemos hoje as leis do 'apartheid'. É uma terrível perda de potencial humano”, afirmou.
__________ Fonte: ALC-Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunic…

Na Olimpíada vamos de Record

Imagem