Na Olimpíada vamos de Record



Enquanto isso, a Rede Globo ignora solenemente o maior evento esportivo do planeta. Nada que cheire a Olimpíada tem figurado na maior emissora de televisão do país. Nem mesmo mencionaram a viagem da presidenta Dilma Rousseff a Londres para uma série de reuniões e para acompanhar a abertura das Olimpíadas.  A esta altura, seria de se imaginar o narrador Galvão Bueno e um quase infinito elenco de comentaristas aparecendo confiantes na telinha, celebrando a festa do esporte, exaltando o caráter de integração capaz de superar diferenças políticas, econômicas e culturais em prol da paz. Mas, não. Ao que tudo indica, a rede da família Marinho levará até o último minuto a política de não mencionar o evento, com transmissão da Rede Record, concorrente em termos de audiência. Já que é assim, desistimos de vez da Vênus Platinada e vamos de Record na transmissão das Olimpíadas. O povo saberá ficar por lá para ver outros programas também...

Comentários

  1. Record e Globo são iguais em sua manipulação barata , a diferença é que a record é a cópia , a globo ao menos é "original" , embora isso não seja um elogiu.


    Daniel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está certo, Daniel. Nós é que somos os manipulados. Se quisermos acesso a informações, dependemos dessa gente...

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”