Regime militar em debate na universidade



Exibições gratuitas de filmes seguidas de debates sobre o período da Ditadura Civil-Militar no Brasil estão ocorrendo de maio a julho em 81 universidades brasileiras. O Festival é realizado pelo Instituto Cultura em Movimento em parceria com o Ministério da Justiça, por meio da Comissão de Anistia.

O festival exibe filmes e documentários que abordam este período da história do Brasil e promove debates com acadêmicos, pesquisadores, pessoas de movimentos sociais e culturais com a participação especial de diretores produtores dos filmes exibidos. O projeto Cinema pela Verdade aposta na utilização de material audiovisual como instrumento de resgate da memória para, a partir dos debates, criar um espaço para a troca de conhecimento entre debatedores e estudantes, fomentando a discussão.

De 16 de maio a 15 de junho, o projeto foi realizado em 24 estados (faltam apenas São Paulo, Maranhão e Distrito Federal) e 7 deles receberam um diretor ou produtor de algum dos filmes. Foram realizadas 121 sessões, em 58 universidades, seguidos de 117 debates, com o recolhimento de 8.208 assinaturas. O público estimado foi de 10.000 pessoas em junho.

Em Florianópolis o festival foi sediado no Centro de Artes da Udesc (Universidade de Santa Catarina), na UFSC e no Cesusc (Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina).

Foi exibido o documentário “Cidadão Boilesen” (2009), de Chaim Litewski, que apresenta um capítulo subterrâneo dos anos de chumbo no Brasil: o financiamento da repressão violenta à luta armada por grandes empresários. O vídeo mostra ligações de Henning Albert Boilesen (1916-1971), presidente do grupo Ultra, com a ditadura militar e acusações de que assistira voluntariamente a sessões de tortura.

Também foi exibido “Hércules 56” (2006), de Silvio Da-Rin. Na semana da independência de 1969 o então embaixador americano no Brasil, Charles Burke Elbrick, foi sequestrado. Em sua troca foi exigida a divulgação de um manifesto revolucionário e a libertação de 15 presos políticos.

Em outras universidades foram exibidas obras como Condor (2007), Diário de uma Busca (2010) e Uma Grande Viagem (2011).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”