Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

A Antártica e Brasília

Imagem
O incêndio na Estação Antártica Comandante Ferraz, no final de fevereiro, foi um duro golpe para os projetos científicos realizados pelo Brasil no continente. O principal problema é a descontinuidade das pesquisas que lá eram feitas. Muitas eram baseadas em séries históricas, ou seja, avaliadas ao longo do tempo. Com essa interrupção, parte do trabalho, ou mesmo trabalhos inteiros podem ser perdidos.

Backup é uma palavra bem comum entre os especialistas que lidam com dados. É um procedimento de segurança, que segue algumas regras, entre elas a de sempre ter uma cópia de tudo o que se faz e de nunca guardar tal cópia no mesmo lugar dos originais. Perguntinha que não quer calar: Os tarimbados cientistas e pesquisadores brasileiros na Antártica nunca fizeram backup de suas pesquisas?

Havia backup de uma parte dos materiais coletados nos últimos anos pelos pesquisadores, enquanto outras pesquisas estão sendo realizadas a bordo de navios na região e, portanto, não foram afetadas pela tra…

A miséria infantil no mundo

Imagem
Rio de lixo: Criança na periferia de Luanda (Angola).

As metrópoles no mundo inteiro apresentam infinitos problemas urbanos. Um dos mais dramáticos, entretanto, é o vivido pelas crianças. Um bilhão delas vivem nas periferias dos maiores aglomerados urbanos do planeta. Isso corresponde à metade de todas as crianças da Terra. Uma em cada três dessas crianças vive numa favela, sem poder usufruir das oportunidades que oferece a vida numa grande cidade.

Duas crianças numa favela na Cidade do Cabo (África do Sul).

O relatório do UNICEF sobre “A Situação das Crianças no Mundo em 2012”, ocupa-se com a vida das crianças nessas metrópoles, o que para muitas delas é o mesmo que uma vida na miséria. Elas nascem e crescem nas periferias. As fotos do UNICEF falam por si mesmas.

Ganhar o sustento: Crianças ganham a vida como malabaristas em Salvador.

É uma realidade dramática e crescente. Se há meio século somente 30 por cento das crianças viviam nessas periferias, o relatório do UNICEF revela que, p…

"As Malvinas são argentinas"

Imagem
Roger Waters está na América do Sul para uma série de shows para os saudosos fãs do Pink Floyd. Ele também passará pelo Brasil com suas apresentações. Durante uma entrevista coletiva no Chile, há poucos dias de uma série de nove concertos que fará em Buenos Aires, no estádio do River Plate, o cantor inglês e ex líder da banda Pink Floyd, reivindicou a soberania argentina das ilhas do Atlântico sul e afirmou que a guerra de 1982 serviu apenas para “salvar a carreira política” de Margaret Thatcher “mas matou muitos britânicos e argentinos”.

Trabalho infantil é prática comum no futebol profissional brasileiro

Imagem
A morte do adolescente Wendel Junior Venâncio da Silva, de 14 anos, durante teste de futebol no Vasco, em 9 de fevereiro, fez o Ministério Público do Trabalho (MPT) desistir de negociar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e decidir processar o clube. A ação na Justiça terá como base uma série de irregularidades trabalhistas nas categorias de base, incluindo exploração de trabalho infantil, segundo informou à Repórter Brasil a procuradora Danielle Cramer, da Procuradoria Regional do Trabalho da 1ª Região (PRT-1).

Estamos negociando [o TAC] há mais de um ano. O clube toda vez se compromete a assinar, mas não assina. Sempre propõe novas cláusulas. Cansamos de esperar boa vontade e vamos partir para a Justiça”, argumenta Danielle. Wendel faleceu de morte súbita enquanto participava de uma seleção para entrar nas categorias de base da equipe.

A tragédia chamou atenção de autoridades para problemas nas categorias de base não só do Vasco, mas em todo o país. Com base no episódio, repr…

Não se cale, apesar de tudo...

Imagem
O pastor Renato, que não se calou e pagou para ver.

“Abraham Kuyeper, pastor reformado, muda a face da Holanda; Martin Niemoeller resiste ao nazismo; o mesmo regime martiriza, Dietrich Bonhoeffer. Martin Luther King Jr. tem um sonho, que uma bala assassina quer transformar em pesadelo, mas que termina por socializar esse sonho em milhões de corações. Desmond Tutu faz tremer os alicerces do apartheid. Arriscados são os caminhos dos ungidos do Senhor, desinstalados e desinstaladores, que ousam além da rotina paroquial. Oscar Romero nos lembra que os que “perdem a cabeça” de João Batista ainda o fazem literalmente, enquanto que leigos conservadores ou clérigos amofinados apenas (e “bondosamente”) o fazem ao nível do simbólico.”

Essas palavras foram escritas pelo bispo Robinson Cavalcanti (brutalmente assassinado pelo próprio filho adotivo no domingo passado, conforme você pode conferir no meu post de ontem). O texto é parte do prefácio do livro do pastor Renato Luiz Becker, que relata a s…

Filho adotivo mata bispo Cavalcanti

Imagem
O Bispo Diocesano da Igreja Anglicana no Recife, dom Edward Robinson Cavalcanti (64 anos), e sua esposa, a professora aposentada Mirian Nunes Machado Cotias Cavalcanti (64 anos), foram brutalmente assassinados na noite de domingo (26 de fevereiro), em casa. O autor do crime bárbaro é o próprio filho adotivo do casal, Eduardo Olímpio Cotias Cavalcanti (29 anos).

Eduardo residia nos EUA desde os 16 anos e voltou ao Brasil há duas semanas, depois de ter sido preso várias vezes por porte de drogas e outros delitos, sofrendo processo de extradição. Segundo um amigo do bispo, o rapaz já perguntou no aeroporto onde poderia comprar uma arma.

No último domingo, Eduardo passou o dia bebendo na praia e, ao voltar para a casa dos pais à noite, discutiu com o pai e o atacou com uma faca. A professora Miriam tentou defender o marido e também foi golpeada. O bispo Robinson morreu no quarto e sua esposa foi levada ao hospital, mas já chegou sem vida. Eduardo tentou o suicídio com medicamentos e faca…

Cada vez mais conflitos

Imagem
O número de guerras e conflitos violentos registrados no ano passado é o mais alto desde a segunda guerra mundial. De um total de 388 crises resultaram 38 conflitos de extrema violência, dos quais 20 devem ser enquadrados como guerras. Os dados são do Basrômetro de Conflitos, do Instituto de Heidelberg para Pesquisa Internacional de Conflitos. O instituto alemão também alertou para o risco de novas guerras, sobretudo na África. O ano de 2010 contabilizava somente 28 conflitos, com seis guerras entre eles.

Segundo o instituto, no Paquistão o exército realizou duas grandes ofensivas contra o Talibã, numa guerra que matou 4.200 pessoas em 2011. Na guerra do Afeganistão a morte de civis na primeira metade de 2011 cresceu 28 por cento em comparação ao mesmo período do ano anterior. No Iraque os ataques de militantes sunitas vitimaram 4.000 pessoas.

No Iêmen, na Líbia e na Síria surgiram novos conflitos, segundo o relatório. Onze novas guerras entraram na lista no período, entre outras na…

Como se explica o ano bissexto

Imagem
O ano de 2012 é outro daqueles anos „bissextos“, que tem 29 dias. Segundo a regra, cada ano divisível por 4 é ano bissexto. Exceção à regra são os algarismos dos anos com centenas redondas, a não ser que sejam divisíveis por 400. Segundo esse princípio, o ano de 1900 não foi considerado ano bissexto. Já o ano 2000 entrou na lista deles, e o mesmo irá acontecer com o ano de 2400. Os anos de 2100, 2200 e 2300, apesar de estarem na vez de terem 29 dias em fevereiro, não o terão. Isso é necessário para compensar um restinho de dia que falta, apesar de um dia a mais a cada quatro anos.

A explicação para essa construção do calendário dos anos bissextos é dada pela astronomia: A Terra percorre 940 milhões de quilômetros todos os anos, durante sua órbita ao redor do Sol. Ela faz esse percurso a uma velocidade de 107.000 quilômetros horários e utiliza 365,24 dias para essa viagem. Um ano normal tem 365 dias. Os restantes 0,24 de dia vão sendo somados até formarem um quase novo dia inteiro, o …

Ressaca social

Imagem
O carnaval passou e, com ele, os dias mais agitados que encerram os meses de letargia na Terra Brasilis. A festa, como sempre, deixa atrás de si um rastro de ressaca e gosto de cabo de guarda-chuva na boca de muita gente. E isso vale tanto para quem desfilou na avenida, passou as madrugadas numa arquibancada, no meio da rua pulando atrás de um trio elétrico, integrando o cortejo dos foliões que seguem os bonecos de Olinda, ou até quem ficou em casa, na frente da TV, assistindo a tudo no conforto do lar. Tudo valeu, em nome da alegria. Mas nem tudo foi, digamos, louvável, aceitável ou mesmo condizente com um jeito civilizado de levar a vida.

Virou notícia ontem a história lamentável da interrupção violenta da apuração da pontuação do desfile das escolas de samba de São Paulo. Tudo ali não acabou em samba, mas em grossa pancadaria. Como aconteceu diante das câmeras, virou notícia. Mas certamente não foi um ato isolado, nesse imenso país do carnaval, do carteiraço, do “sabe com quem est…

Tempos menos bicudos

Imagem
O legendário depósito mega-vigiado de ouro de Fort Knox foi construído em 1936 e ampliado durante a segunda guerra mundial. Inspiração de muitos filmes e alvo de bandidos da mais alta especialização, esse megadepósito dourado já fez a cabeça dos habitantes do mundo.

A foto desse ouro todo foi tirada no dia 23 de setembro de 1974, durante uma inspeção de congressistas e jornalistas americanos.

Segundo dados oficiais, Fort Knox tem 4.580 toneladas de ouro em depósito (dados de agosto de 1911). Os EUA são o país com as maiores reservas em ouro do planeta, seguidos da Alemanha.

Marca registrada de um tempo espetacular nos EUA, seu significado traz um brilho opaco nesses tempos bicudos de crise financeira que não termina. Nem a maior reserva de ouro do planeta salva a economia americana do colapso.

O espeto está virando

Imagem
Notícia publicada no Diário Catarinense do dia 7 de fevereiro dá conta de que um milhão e duzentos mil catarinenses estão na miséria e à beira de passarem a tornar-se sem-teto, vivendo na rua. Esse é o número exato de pessoas a viver em situação de pobreza em nosso estado e, segundo o Diário, "a longo prazo, integrar a lista de moradores de rua do estado".

A reportagem denuncia que já há 150 delas vivendo nas ruas de Florianópolis, dos quais 89% são homens e 67% com algum tipo de vício. O texto não indica qual, mas não há duvidas que a lista se resume basicamente a bebidas alcoólicas e drogas, como o crack.

Os próprios moradores de rua foram à Câmara de Vereadores da capital catarinense reivindicar seus direitos, estabelecidos na lei que institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua, aprovada em 2009. Eles querem acesso a saúde, abrigo para passar a noite e mais segurança. Temem jovens insanos da classe média se divertindo nas madrugadas com a desgraça a…

Enamorada, noiva, casada e demitida

Imagem
Carmen quer ser pastora luterana, mas é casada com o muçulmano Monir...

A candidata ao pastorado Carmen Häcker, demitida da igreja luterana de Württemberg, na Alemanha, por conta de seu casamento com um muçulmano, foi acolhida em Berlim, onde poderá concluir seu vicariato. Ela concluirá seu período prático na área de Ensino Religioso Escolar, numa escola de Zehlendorf. A partir de março ela irá assumir funções pastorais na Comunidade de Paulo, no mesmo bairro berlinense.

Carmen Häcker casou-se com o muçulmano Monir Khan, de Bangladesh, em agosto do ano passado. Em vista disso, a direção da igreja de Württemberg a suspendeu de suas atividades ministeriais e a demitiu em 31 de dezembro.

A demissão causou comoção na Alemanha e foi recebida como um atentado à liberdade religiosa e atitude xenófoba. Carmen e seu relacionamento “proibido” viraram notícia na imprensa. Manchetes como “Enamorada, noiva, casada e demitida” pipocaram nas capas de jornais e revistas. Todos se indignaram que ela …

Adeus, Whitney

Whitney Houston, um nome para não ser esquecido. A mais extraordinária intérprete musical de todos os tempos, tinha uma voz e um domínio do canto como jamais vi em ninguém. Suas interpretações me causam arrepios só com o que está gravado na minha memória, mesmo sem ouvir o belíssimo timbre de sua voz.

Ao mesmo tempo em que foi agraciada com dom tão fenomenal, Whitney foi vítima dele. Por conta do veludo que eram suas cordas vocais, ela tornou-se mais uma vítima precoce da fama. Morreu aos 48 anos, desgraçada pela fama, pelas drogas, pela vida.

A estrela dos anos 80 e 90, a detentora de seis Grammys, a cantora que mais vendeu no mundo da música nessas duas décadas, morreu só. Sua esplendorosa voz era ainda somente uma vaga lembrança do que foi. Ela era, mesmo, uma super-diva. E era linda. Mas tudo se foi, vencido pelo espantoso sucesso, que a derrotou e a levou ao dramático fracasso da sua própria vida.

Como singela homenagem (que mais posso fazer?), deixo com você a Diva cantando su…

Muito além do Costa Concórdia

Imagem
O naufrágio do transatlântico de luxo Costa Concórdia tornou-se uma das principais notícias de tragédias dos últimos anos. Mas, além de azedar o cruzeiro luxuoso de quatro mil e poucas pessoas pelo Mediterrâneo e causar a desgraça profissional e pessoal do capitão italiano, não chegou a vinte o número de pessoas mortas. A notícia do naufrágio foi acompanhada como novela e as reportagens sobre o Costa Concórdia bateram recordes de acesso na internet.

A verdadeira tragédia que vem acontecendo no Mar Mediterrâneo, entretanto, teve poucos olhos voltados em sua direção e despertou interesse quase nulo da imprensa e de seus leitores, sempre tão ávidos por tragédias.

Segundo as Nações Unidas, no ano passado mais de 1.500 pessoas desapareceram ou se afogaram no mesmo mar do Costa Concórdia em pequenos barcos de refugiados africanos, que buscavam refúgio na Europa. É o maior número de mortos desde que começou a contagem, em 2006, segundo o Serviço de Auxílio a Refugiados da ONU.

Segundo a me…

ONU homenageia heróis da floresta

Imagem
O casal de ativistas José Cláudio Ribeiro e Maria do Espírito Santo, assassinado no Pará em maio de 2011, receberá um título especial póstumo das Nações Unidas nesta quinta-feira (9), em Nova York. No mesmo evento, o diretor do Greenpeace para a Amazônia, o brasileiro Paulo Adario, receberá o prêmio "Herói da Floresta" na América Latina e Caribe.

É a primeira vez que a ONU confere o prêmio, em reconhecimento à contribuição para a preservação da floresta. Ele será entregue na cerimônia de encerramento do Ano Internacional das Florestas, comemorado em 2011.

A ONU nomeou “heróis da floresta” na África, Europa, Ásia e América do Norte, depois de receber 90 indicações, de 41 países. Os escolhidos foram Paul Nzegha Mzeka, de Camerões, Shigeatsu Hatakeyama, do Japão, Anatoly Lebedev, da Rússia, e Rhiannon Tomtishen e Madison Vorva, dos Estados Unidos. Segundo a ONU, o Ano Internacional das Florestas oferece a oportunidade de celebrar os esforços de “inúmeros indivíduos ao redor do…

Bloqueio a Cuba completa 50 anos

Imagem
Quando amanheceu o dia 7 de fevereiro de 1962, uma ordem executiva do presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy, assinada quatro dias antes, mudava drasticamente a vida dos cubanos. Como retaliação às nacionalizações de empresas norte-americanas e às crescentes relações com a União Soviética, a Casa Branca praticamente baniu vínculos comerciais com a ilha caribenha, além de proibir linhas de crédito e vários outros tipos de intercâmbio. Tinha início um dos mais duradouros e drásticos bloqueios econômicos da história moderna.

“Ao longo desses 50 anos, as diversas medidas do bloqueio custaram mais de um trilhão de dólares ao nosso país”, afirma ao Opera Mundi o vice-ministro de Investimento Externo e Comércio Exterior, Orlando Guillén. “Os EUA não apenas romperam unilateralmente com o comércio, mas congelaram ativos do Estado cubano e estabeleceram punições a empresas de outros países que queiram ter relações normais conosco.”

Para se ter ideia do estrago, a conta é simples de ser …

Aulas de tortura vieram dos Nazistas

Imagem
Conforme eu afirmei ontem, estou divulgando um documentário revelador sobre como e onde os torturadores das ditaduras militares dos anos 1960 e 1970 na América Latina foram buscar know-how. Eles não tiveram nem calafrios, ao servir-se das sórdidas técnicas de tortura e extermínio em massa desenvolvidas em Auschwitz, Buchenwald, Treblinka e outros campos de concentração nazistas.

De que maneira fizeram isso? Com a crescente guerra ideológica entre Ocidente e Oriente, que depois virou a execrável Guerra Fria, os americanos e seus aliados vencedores da Segunda Guerra Mundial, não tiveram escrúpulos em “perdoar” alguns dos principais criminosos ligados a Hitler para usá-los em sua guerra anti-comunista. Facilitaram fugas, organizaram esconderijos para eles e os apoiaram tacitamente para se instalarem na América do Sul e repassar seus conhecimentos aos grupos de combate aos movimentos de esquerda.

O Inimigo do Meu Inimigo (My Enemys Enemy) revela uma escabrosa história paralela do mundo n…

Cenário de exclusão religiosa

Imagem
Essas imagens são testemunhas do preconceito religioso. A Itália tem hoje somente duas mesquitas para mais de um milhão de muçulmanos residentes no país. As fotos deixam claro como é difícil a prática coletiva da fé Islâmica na Itália. Há uma série de proibições sem cabimento e leis que discriminam a fé muçulmana. Um dos maiores países católicos (e, portanto, cristãos) da Europa não pratica a tolerância com a fé dos outros. Ao mesmo tempo, cobra duramente a perseguição aos cristãos católicos na Indonésia, país de maioria islâmica.


Essas fotos fazem parte do ensaio fotográfico The Hiden Islam (O Islã oculto) do fotógrafo Nicolo Degiorgis. Ele mostra como a falta de locais de culto apropriados, como mesquitas, privilegia a proliferação de lugares improvisados para os cultos da fé islâmica na Itália. Os muçulmanos refugiam-se em prédios abandonados ou alugam espaços como porões, armazéns e supermercados.





Herzog e a Comissão da Verdade

Imagem
Silvaldo, com sua tristemente famosa foto de Vladimir Herzog

O ex-fotógrafo policial Silvaldo Leung Viera, levado por militares para fotografar o falso suicídio de Vladimir Herzog, está disposto a contar os detalhes deste e de outros episódios em que testemunhou torturas e assassinatos políticos, segundo a Folha de hoje.

Essa história de Herzog é somente uma de inúmeras outras, que mostra que a conversa fiada de que a “Comissão da Verdade precisa ouvir o outro lado, porque os militares combatiam terroristas e assaltantes de banco” é uma sórdida distorção da história terrível que se desenrolou nos porões da ditadura brasileira.

Esta é a famosa e triste foto de Silvaldo.

Segundo consta dos autos, Herzog apresentou-se espontaneamente ao DOI-CODI. Foi acusado de integrar diversos grupos subversivos, preso e torturado até a morte para arrancar dele alguma informação sobre esses ditos grupos. Depois que o mataram, simularam um patético suicídio, fotografado por Silvaldo. Nele, Herzog está …

Peças egípcias reaparecem após 70 anos

Imagem
Berlim expõe peças egípcias que ficaram sumidas por quase 70 anos.´Trata-se de um conjunto de 44 peças que estavam dentro de duas caixas em Leipzig desde o fim da Segunda Guerra Mundial. O Museu Bode, na ilha dos museus em Berlim, abriu a exposição de objetos egípcios produzidos entre os séculos 4 e 7. As peças estavam perdidas desde o fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945, em duas caixas no museu da Universidade de Leipzig.

Vida de porco vira música

O britânico Matthew Herbert é um músico que trabalha com sons criados na natureza e pela vida e os aproveita eletronicamente. Ele já trabalhou para Björk e Róisín Murphy, além de ter lançado mais de uma dezena de discos das mais variadas vertentes da música eletrônica. Ele é também um dos pioneiros na utilização de sons reais e comuns em seu processo de composição, além de projetos com forte conotação política. Seu disco The Mechanics of Destruction foi feito a partir da destruição de embalagens do McDonald's e de camisetas da Gap, em protesto contra a globalização.

"Está acontecendo uma grande transformação na música. Nos últimos quatro mil anos fomos impressionistas e tentamos imitar sons com instrumentos. Hoje podemos também ser documentaristas, transformar sons reais em música. Tento amplificar as coisas que vejo, criar uma hiper-realidade, ir além do que realmente podemos escutar", declarou o músico à DW Brasil.

Agora Herbert apresenta nos palcos alemães seu último…

O potencial autoritário da democracia

Imagem
Na década de 50, o filósofo alemão Theodor Adorno (1903-1969) uniu-se a um grupo de psicólogos sociais norte-americanos para desenvolver um estudo pioneiro sobre o potencial autoritário inerente a sociedades de democracia liberal, como os Estados Unidos.

O resultado foi, entre outras coisas, um conjunto de testes que permitiam produzir uma escala (conhecida como Escala F, de "fascismo") que visava medir as tendências autoritárias da personalidade individual.

Por mais que certas questões de método possam atualmente ser revistas, o projeto do qual Adorno fazia parte tinha o mérito de mostrar como vários traços do indivíduo liberal tinham profundo potencial autoritário.

O que explicava porque tais sociedades entravam periodicamente em ondas de histeria coletiva xenófoba, securitária e em perseguições contra minorias.

O que Adorno percebeu na sociedade norte-americana vale também para o Brasil. Na semana passada, esta Folha divulgou pesquisa mostrando como a grande maioria dos …

Da da da...

Para recordar que, há 30 anos, já havia um Michel Teló, só que alemão.

“Da da da” foi lançada em fevereiro de 1982 pela banda alemã “Provinzband Trio”, ou simplesmente Trio. O baterista era Peter Behrens (que parece ter frequentado só a primeira aula de bateria), o guitarrista Gerd Krawinkel (até faz uns solinhos diferenciados) e o vocalista Stephan Remmler (que reforça os instrumentos com um vagabundo tecladinho eletrônico de brinquedo da Casio, o Casio VL-1 Pocket Synthesizer).

A brincadeira virou sucesso gigante em mais de 30 países, inclusive no Brasil, e tocava tanto que a gente não se livrava dela nem mudando de estação. Parecia que as rádios estavam todas transmitindo em rede. Foi o único grande sucesso da banda, que torrou tudo em festas e muito luxo. Eles cantaram o “Da da da” tantas vezes em casas lotadas que esqueceram de ensaiar e produzir novos hits. A banda Trio literalmente ficou bêbada de sucesso e foi dissolvida dois anos depois.

Os pobres são mais solidários

Imagem
Dacher Keltner: Os pobres são mais solidários porque fazem mais experiências de ajuda mútua.

Um estudo do psicólogo americano Dacher Keltner, professor da Universidade da Califórnia, concluiu que pessoas de posses são menos solidárias do que as mais pobres. Antes de iniciar suas pesquisas ele partiu de material já existente, como uma pesquisa de entidades beneficentes americanas que revela que pessoas com renda anual de 25 mil dólares doam 4,2% de seus rendimentos, enquanto aquelas que ganham 100 mil dólares ao ano doam apenas 2,7% do que ganham. Pesquisadores de São Francisco analisaram as declarações de renda de americanos com menos de 35 anos e constataram que aqueles que ganham 200 mil dólares ao ano doaram 1,9% para obras de caridade, enquanto que os que declararam ganhar acima disso doaram somente meio por cento.

Ao iniciar seu trabalho, o psicólogo imaginava que os pobres provavelmente são mais religiosos ou provavelmente tenham uma visão política mais à esquerda. Mas ao final …

Solidariedade de fachada

Imagem
Debate acirrado no centro evangélico de Kronberg


Uma grande reportagem no semanário Die Zeit, de Hamburgo, causou alvoroço na cidade de Kronberg no Taunus, na Alemanha. O local está repleto de casarões. Gente rica mesmo, como banqueiros, executivos e industriais, e muitos milionários. Durante a terceira semana do Advento, o jornalista Hennig Sussebach disfarçou-se de sem-teto em companhia de uma atriz e ambos circularam pelas ruas da cidade durante alguns dias, colhendo impressões. O resultado do laboratório foi divulgado pontualmente no Natal, sob o título “Maria e José no gueto do dinheiro” (Leia a matéria em alemão, na íntegra, aqui. É um comovente relato do desprezo do luxo pelo lixo, uma matéria que desnuda o egoísmo e a falta de compaixão de modo cruel e definitivo). Entre outros citados, o próprio pastor luterano da cidade, Hans-Joachim Hackel, apareceu de modo pouco lisonjeiro na reportagem.

A repercussão da matéria levou o superior do Decanato de Kronberg, o decano Eberhard …