Postagens

Mostrando postagens de 2014

Alcantaro, segurança e confiança

Imagem
A morte de Alcantaro Correa mexeu comigo. Conheci o homem pessoalmente, quando ele era o diretor presidente da Electro Aço Altona. Eu, com um orgulho enorme, tinha esta empresa na minha carteira de clientes, nos primeiros anos da Mythos Comunicação e, mensalmente, sentava com o RH da empresa para montar o informativo que ia para os mil e poucos funcionários da maior fundição do Vale do Itajaí. Falei pessoalmente com ele na grande festa dos 80 anos da Altona. Era um homem simples, correto, e extremamente competente. Alcantaro Correa tirou a Altona de uma difícil situação nos anos 80 e a projetou internacionalmente nos anos 90. Lembro de algumas fotos publicadas no informativo da empresa, de enormes turbinas que saíam de lá de madrugada, sobre carretas com dezenas de rodados. Foi naquele tempo que eu tive contatos em 3D com as regras da gestão empresarial séria, internacionalmente regulada pelas rígidas normas ISO. Aquela enorme fundição, que no passado já era um verdadeiro caos mistura…

O medo primordial

Imagem
Estou impressionado! Alguns dias de Guarda Municipal de Blumenau apontando o radar móvel para as belas curvas da Rua das Missões/Dois de Setembro, e uma deliciosa ordem se instalou. A velocidade máxima no trecho entre a rodoviária e a ponte de ferro reduziu, milagrosamente, de 100 Km/h para 70 Km/h. E a velocidade média, pasmem vocês, está dentro do limite da via, que é de 60 Km/h! Não é fantástico isso? Só um rígido controlador externo para por ordem na nossa incontrolável propensão à desobediência. A lei, os guardas e, mais, o medo das consequências - a multa que vem pelo Correio e os pontos na Habilitação - inibem a infantil peraltice desobediente dentro das pessoas. Tem a ver com um medo primordial. O medo do castigo eterno pelo pecado; de um Deus de barba branca e olhos de cyborg (lembra, do tutututututu e a visão ampliada de Steve Austin, o Homem de Seis Milhões de Dólares?)... Na infância, a gente tinha certeza de alguém aí em cima, nos vigiando o tempo todo, não é? E é este me…

A tragédia do amianto. Santa Catarina participa.

Imagem
A insistência da indústria brasileira com o amianto é uma tragédia e uma vergonha mundial. O jornal The Guardian divulgou um vídeo mostrando que mais de 15 mil brasileiros morrem todos os anos por conta de doenças provocadas pelo amianto. Isso é três vezes o número de pessoas que morreram de ebola na África e representa dez por cento do total mundial de vítimas. Mesmo assim, a indústria brasileira do amianto, seguindo na contramão do mundo inteiro, trava uma luta feroz na justiça contra as multas que deve pagar às famílias das vítimas e contra a decisão de assinar o tratado de banimento mundial do amianto. A principal indústria do setor no Brasil é a Eternit. Em vista da pressão dessa indústria, o Brasil reluta em assinar os tratados internacionais acordados na Convenção de Roterdã, tendo o Ministério das Minas e Energia como leão de chácara. O produto já foi banido pela indústria em 66 países, entre eles a Argentina, o Chile e o Uruguai. Até em diversos estados brasileiros a proibiçã…

Bolivarianismo?

Imagem
Pronto, inventaram mais um palavrão para xingar nas redes sociais. Depois de comunista, terrorista, petralha ou coxinha, agora as pessoas vêm com essa de bolivariano. Ninguém sabe muito bem o que quer dizer, mas tá bombando! Serve pra xingar desafetos políticos, então vamos usar. Afinal, é preciso impedir que o Brasil vire um país "bolivariano". Como diz o Emir Sader, o povo agora anda com medo de ter um bolivariano debaixo da sua cama... Que coisa! Bem, antes de imaginar que está numa heroica luta para livrar o Brasil daquela "pereba" do chavismo venezuelano, consulte a Wikipedia. Quem foi Simón Bolívar (1783-1830), afinal? Este é um bom começo. O nome de Bolívar tem um importante significado para um amplo espectro político que vai da esquerda à direita, em toda a América Latina, mesmo após 200 anos de sua morte. O que há de realmente original nisso é de se perguntar. O "bolivarianismo" é algo muito vago e impreciso. Já o próprio personagem histórico era…

Eu tenho diploma de datilógrafo

Imagem
Fiquei com saudades do meu diploma de datilógrafo. Cada vez menos gente sabe o real significado de ter um desses na pasta de documentos. Era quase como uma passagem para uma vida melhor. Muitos o emolduravam e penduravam na parede. Orgulho-me de ser treinado para usar os dez dedos no teclado de uma pesada máquina de escrever.
Esse súbito ataque de nostalgia me sobreveio ao saber que Tom Hanks coleciona máquinas de escrever. Tem mais de 200 em seu acervo pessoal. Não satisfeito, ele acaba de criar um programa de computador que resgata a maioria das sensações da produção de um texto numa máquina de escrever. Trata-se do HANX WRITER. Uma vez instalado, permite ouvir o som das tecladas durante a produção do texto, enquanto um papel virtual vai brotando na tela enquanto o texto cresce.
Segundo o arquivista Aldemir Chiaramelli, do Estadão, o aplicativo é especial. “O barulho dos teclados, as letras, os tipos são perfeitos, igualzinho a uma máquina de escrever de verdade”.
Já fui bom nisso …

Imagine-se sem pátria alguma

Imagem
Enquanto alguns que se dizem “brasileiros” querem dividir a nossa pátria, dez milhões de seres humanos no mundo vivem sem pátria alguma. Apátrida é a designação para essa gente. Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), a situação dessa gente é dramática. O órgão da ONU lançou hoje (4 de novembro) uma campanha pedindo aos governos dos países para que tomem uma série de medidas que acabe com o problema no mundo em dez anos. Essas pessoas vivem sem nacionalidade por diferentes motivos. E isso não quer dizer apenas que não têm passaporte, nem uma pátria para chamar de sua. Os apátridas são pessoas privadas de seus direitos básicos, como acesso a educação, a saúde, a emprego, a segurança e ao simples direito de ir e vir. Quando morrem, sequer têm direito a um atestado de óbito ou a um enterro digno. Segundo a ONU, mais de um terço dos apátridas do mundo são crianças. Imagine-se vivendo assim, sem um lugar para chamar de seu... Pensar nessa gente, é refleti…

Reduzir a maioridade penal irá prejudicar nossos filhos

Imagem
Reproduzo aqui uma pequena história para ilustrar porque sou contra a redução da maioridade penal para 16 anos. Essa história verídica aconteceu na Inglaterra, um país onde uma criança é tratada como adulta e responsável diante da lei a partir dos 10 anos. Leia a história e se pergunte: é isso que você quer para os nossos jovens, para os seus filhos e para as suas filhas? Em 1966 o então menino Bob Ashford (13 anos) foi persuadido por um grupo de garotos mais velhos da escola a invadir a linha do trem para brincar com uma pistola de ar comprimido. Ele não queria ir, mas temia sofrer represálias. Alguém viu o grupo “armado” e chamou a polícia. “Os garotos mais velhos fugiram, eu e outros dois ficamos paralisados de medo e fomos apanhados”, recorda Ashford. O resultado: ele foi levado a julgamento e condenado por invasão da linha ferroviária e porte de arma. O preço da travessura infantil, porém, foi muito além da multa que pagou à época: 46 anos depois, ao candidatar-se ao cargo de com…

A internet é o pelourinho global

Imagem
A era da comunicação digital é fascinante. Frequentemente é possível saber dos acontecimentos quase na mesma hora em que acontecem. Em qualquer parte do planeta, há “olheiros” de plantão, sempre prontos a divulgar as novidades. A internet – mormente as redes sociais – contribui enormemente para tal agilidade.
A agilidade é tanta que os meios tradicionais de comunicação, os noticiosos televisivos e impressos, perdem de goleada para a internet. Quase diariamente, ao ver o jornal na TV ou ler as páginas do diário impresso, a sensação é de déjà vu. Ou seja, vivemos num tempo em que os noticiários da noite e os jornais do dia seguinte parecem comida requentada.
Essa versatilidade da internet está longe de ser um problema. Muito pelo contrário, a rapidez da informação beneficia todos, inclusive os meios tradicionais.
Entretanto, o maior problema da pulverizada informação a jato dos meios digitais é de caráter ético. O jornalismo tradicional era “controlado” por uma série de regras escrita…

O homossexualismo, a lei e o evangelho

Imagem
Você é contra os homossexuais porque a Bíblia condena, certo? Quantos versículos tem a Bíblia, você sabe? Pois saiba que são 31.278 versículos, registrados em 1.189 capítulos de 66 livros. É verdade que, ali no meio, tem menos de dez versículos que condenam a prática do homossexualismo. Não é, por certo, nenhuma novidade para você, que é um bom estudioso da Bíblia, mas eles são Gênesis 19.4-5,24-25; Levítico 18.22; Levítico 20.13; Romanos 1.26-28 e 1 Coríntios 6.9-11.
Mas,se for para ler a Bíblia assim, sobram ainda 31.250 versículos que certamente têm o mesmo peso que se dá a esses daí, não é mesmo? Eu, ao menos, acho. E olha que tem umas coisas lá que iriam nos colocar numa verdadeira sinuca de bico. A ilustração em anexo fala de apenas três situações bem escabrosas, que estão lá em Levíticos (pra ficar só num desses 66 livros). Mas, depois de Cristo, os óculos da leitura bíblica receberam as poderosas lentes do AMOR. Eu não consigo ler a Bíblia sem esses óculos de Cristo. Experimen…

São Paulo falou, tá falado

Imagem
Paulo Roberto Costa, o boca santa da vez.
O que dizer diante da recente polêmica em torno da Petrobrás? Ora, VEJA bem, eu diria...

Este país é engraçado. Tem uma montanha de gente que fala mal dos corruptos, quer vê-los atrás das grades a todo custo. E eu também penso que este é o melhor lugar para eles. Mas quando estão lá, não mais que repentinamente, eles viram arautos da verdade!

Não foi assim no caso do publicitário Marcos Valério? De repente, a boca dele virou santa! Tudo que ele dizia, em sua metralhadora giratória para salvar a própria pele, virava versículo bíblico.

Agora, o arauto da verdade chama-se Paulo Roberto Costa. Não é, Marina? Contra São Campos nada deve ser dito, porque é somente uma declaração sem provas. Mas que o resto da turma tem que ser investigado com rigor, ah, isso tem! Porque isso é mais que evidente que o que Costa afirma, pelas costas, só pode ter alguma verdade nisso...

Afinal, o fato de Paulo Roberto Costa ter sido exonerado como diretor da Petrobrás …

Assustado com o ISIS

Imagem
Você sabe como surgiu o grupo terrorista mais poderoso do mundo? Pois o ISIS (Islamic State in Iraq and Syria, sigla Inglês), um estado islâmico apócrifo na fronteira entre o Iraque e a Síria, é resultado direto do combate ao terrorismo. E aí já está dito quase tudo que é preciso dizer, resumido em três letras: EUA. 

Os americanos, não mais satisfeitos com seu antigo aliado Saddam Hussein, resolveram fazer uma guerra para derrubá-lo e abrir caminho paraos interesses americanos no Iraque. Aliás, a imagem de Saddam Hussein enfiado num buraco feito um rato e sendo caçado como um cachorro louco não me sai da cabeça, com aquele aspecto de mendigo que mora no esgoto.

Mentiras, imperialismo e a falta absoluta de alguém neste planeta que tenha peito para enfrentar os americanos, resultaram no fim do regime de Hussein. Morreu muita gente por conta disso. Ele foi derrubado por mentiras sobre armas de destruição em massa, das quais nem sequer foram encontrados os eventuais projetos.

O que nunca se …

Mosquito ensebado no Morro dos Cavalos

Imagem
Nem um mosquito ensebado conseguiria se infiltrar nas matérias sobre os índios guarani publicadas nesta semana noDiário Catarinense (DC). A expressão é usada, pelo menos no Amazonas, para designar algo fechado, impenetrável, difícil de entrar, seja a bola no gol, uma ideia na cabeça ou um "mosquito ensebado" numa fortaleza inexpugnável. É o caso do jornal do grupo RBS de Comunicação, que está absolutamente fechado a qualquer informação fornecida pelos índios. Durante cinco dias, publicou 20 páginas sobre os guarani e cometeu a façanha de não ouvir nenhum dos envolvidos. Sequer uma linha, uma palavra, uma vírgula guarani.
Editado em Florianópolis há mais de 28 anos, o Diário já tem idade para criar vergonha na página. Não criou. As matérias assinadas por Joice Barcelo e Ivan Rodrigues, sob o título "Terra Contestada", publicadas entre os dias 07 a 11 de agosto, ocuparam caderno com 20 páginas para desqualificar os índios guarani, atacar a demarcação da Terra Indíge…
A história recente esconde coisas que a gente até duvida que existiam. Hoje, você vê corridas de Superbike, com os pilotos inclinando suas máquinas até encostar o joelho no chão e dando sempre a impressão de que, na próxima curva, realmente irão beijar o solo. E, de fato, não é raro que o beijem.
Pois havia um tempo em que as motos não passavam de bicicletas motorizadas. Mas já havia corridas. Só que as pistas eram ovais... e de tábuas de madeira. Isso mesmo, tábuas de madeira! Essas corridas eram chamadas de “Board Track Racing” ou “Motordrome” e eram muito populares nos EUA no início do século 20.
Segundo o blog “Pelas estradas”, a primeira pista coberta de madeira foi inaugurada em 1909 em Los Angeles e tinha o nome de Coliseu de Los Angeles e se inspirava nas famosas pistas de madeira para corridas de bicicleta, que eram usadas nas Olimpíadas à época.
Nessas pistas aconteciam “espetáculos onde homens pilotavam motos a velocidades de quebrar o pescoço”, diz o blog, que chegavam a …

O Bolsa Família da Família Neves

Imagem
A lambança vem desde 1983, com Tancredo governador. Acompanhe o passo-a-passo de um plano que pode livrar o titio Múcio de uma devolução de dinheiro público desviado para seu terreno particular, pelo cunhado e então governador mineiro. Resumo: 1) Tancredo acertou com Múcio (prefeito de Cláudio em 1983) gastar, em valores atualizados, 497,5 mil Reais com uma pista de terra na fazenda do então prefeito. Que teria de desapropriar a sua própria fazenda para a obra pública. 2) Múcio se “esqueceu” de desapropriá-la e Tancredo fez a obra sem fiscalizar o processo de desapropriação. O MP abriu ação de improbidade administrativa e exigia o ressarcimento aos cofres público do investimento feito. 3) Décadas depois (2008), o neto de Tancredo, já governador do estado, resolve a querela: desapropriou o terreno que já era objeto de disputa judicial e fez o aeroporto. 4) Num jogo que parece combinado, o tio Múcio (o mesmo de 1983 e proprietário do terreno) entra na justiça, contestando o valor da de…

A única verdade é a morte

Imagem
Alguma vez, já faz muito tempo, porém diante de outra situação bélica, escrevi que para além dos argumentos, válidos ou não, das explicações, que na maioria dos casos se parecem mais com desculpas ou pretextos do que com razões que surgiram na inteligência humana, a única verdade é a morte. É isto que está acontecendo por esses dias na Faixa de Gaza. A isso se poderia acrescentar, com a mesma força e as mesmas evidências, o episódio recente que terminou com a derrubada de um avião comercial na Ucrânia. À margem das palavras, a morte de seres humanos inocentes é a verdade terrível e acusadora que nos atinge na cara como sociedade, como comunidade humana, como civilização.

Poderíamos ingressar no campo das análises e das considerações políticas. Elas existem e não são menos importantes. Mas nem sequer vale a pena entrar nesse terreno quando os campos e as ruas se cobrem de corpos inertes, sem que ninguém possa explicar minimamente a razoabilidade da absurda e demente semeadura de morte. …

Tragédia, a nossa?

Imagem
Enquanto o país inteiro chora, faz piada e entope as redes sociais com sua raiva intestinal, extravasando seu lamento pela "tragédia" dos 7x1, outra tragédia real vai sendo construída bem debaixo do nosso nariz: Para cada gol, uma criança morta. É isso mesmo. E olha que nem o golzinho do Brasil escapou de entrar na conta. 

Uma insana chuva de mísseis israelenses na Faixa de Gaza já matou oito crianças. A destruição de 64 casas palestinas, a morte de 32 palestinos e ferimentos sérios em outros 230 é o resultado de uma chacina patrocinada por Israel.

Trata-se de uma clara demonstração de que o principal alvo de Israel não é militar. Israel quer varrer a Faixa de Gaza do mapa, num absurdo exercício de extermínio em massa para limpar o terreno.

O país vítima do maior holocausto do século 20 agora trata de protagonizar a sua própria versão do horror. Bombardeando qualquer alvo no que já está sendo considerado o maior campo de concentração que existiu: a Faixa de Gaza. Enquanto isso,…

Renovação

Imagem
A obra do fotógrafo e artista digital argentino Martín De Pasquale é inspiradora. Utilize o Fotoshop da determinação e faça isso também na sua vida. Livre-se do ranço, do cheiro de mofo que vem do seu interior. Recicle seus pensamentos e renove suas ideias. Um bom começo é livrar-se do velho homem que encobre o guri que está dentro do seu peito. Rompa a pele das aparências. Tire a máscara. Mostre a sua alma. Escancare o seu espírito. Você vai ver renascer de dentro de você o menino que nunca saiu dali. Ele está lá! Liberte-o!

Como construir uma Pátria

Imagem
Milhares de turistas visitaram Gehlweiler enquanto foi Schabbach
Um dos dias mais impressionantes da nossa viagem à Alemanha foi 25 de maio, quando nossos amigos Erdmuthe e Uli nos levaram ao Hunsrück, região de onde veio grande leva dos imigrantes alemães para o Brasil a partir de 1824, acentuadamente para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
Detalhes impressionantes reproduziram até a miséria da época.
Grande emoção tomou conta de nós quando percorremos as ruas do povoado de Gehlweiler, uma simpática vila de pouco mais de 250 habitantes, com um riacho e uma ponte de pedra.
Uma verdadeira pintura, tudo para "Die Andere Heimat".
O que chamou especial atenção, entretanto, não é a vila como é hoje, parecida com centenas de outras na região. Este lugar foi um dos pontos dos quais centenas de famílias iniciaram uma inacreditável saga de busca de uma pátria que lhes permitisse sair da miséria e construir um futuro para si e para seus descendentes.
Gehlweiler sem as fachadas de Sc…

Nikolaus Schneider renuncia à presidência da Igreja Evangélica na Alemanha

Imagem
Nikolaus Schneider renuncia ao mandato de presidente da Igreja Evangélica na Alemanha e deixa o posto em novembro. O presidente do Conselho da IEA surpreendeu a comunidade protestante alemã e europeia com o anúncio de sua renúncia. O câncer de sua esposa é o motivo. “Acompanhar minha esposa que contraiu um câncer torna este passo inevitável”, disse Schneider em um comunicado à imprensa. “Pretendo dedicar todo o meu tempo ao nosso caminho em comum e este é um desejo que não vou realizar ao lado do ministério na IEA”, concluiu.

Anne e Nikolaus Schneider casaram em 1970 e têm três filhos, sendo que a filha mais nova faleceu em 2005 vítima de leucemia. A luta da filha contra o câncer rendeu um livro que o casal escreveu em conjunto. Schneider, de 66 anos, é o dirigente máximo dos protestantes na Alemanha desde 2010, quando substituiu a bispa Margot Kässmann na função. Seu mandato no comando da IEA iria estender-se até novembro de 2015.

Prefeito destemperado

Imagem
O prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, pisou no tomate ontem. Sua aparição na TV, falando dos grevistas, mostrou um político despreparado para a função que exerce. Destemperado, com a face vincada pelos traços da ira e da irredutibilidade, ele transpirava determinação em defender a administração implacável do orçamento municipal contra as reivindicações dos professores. Ao classificar a justa reivindicação dos nossos mestres de irresponsabilidade, junta-se ao que há de pior no trato do tema Educação de parte da politicalha tupiniquim. O que se viu ali foi um homem irredutível, incompatível com a simpatia e o discurso quase tagarela de outrora. Ele foi curto e grosso. Com isso, em minha avaliação Napoleão Bernardes começa a trilhar um caminho sem volta, o do fim precoce da sua carreira política.

Procura-se pastor motociclista

Imagem
Cerca de 25 mil motociclistas e suas máquinas participaram do culto em Hamburgo, no dia 22 de junho. 
A Igreja Evangélica do Norte da Alemanha está procurando um pastor para coordenar o programa que mantém junto aos motociclistas. O pastor Joachim Lenz, que entrou no programa apesar de ser o ministro responsável pelo Dia da Igreja Evangélica em Fulda, não tem espaço na agenda para tocar os dois projetos. O pastor Joachim Lenz organizou o culto deste ano, mas tem outra função e busca um substituto.
Uma das principais tarefas do pastor dos motociclistas é organizar o encontro anual, junto com uma comissão de voluntários motociclistas coordenada por Bernd Lohmann. O encontro deste ano, em Hamburgo, no dia 22 de junho, reuniu 25 mil motociclistas, apesar da chuva. Estavam sendo esperados 35 mil. O culto na igreja de São Miguel lotou o templo até o último lugar e estava sob o tema “Olhos abertos!”, para o trânsito e para a vida. “No meio de nossos passeios de moto, não percamos o céu de vis…

Estou rindo à toa!

Imagem
Há cerca de dois meses eu falava a quem quisesse ouvir: "Vocês vão ver! Não vai acontecer nada durante a Copa. Vai ser tudo redondinho e essa história de que 'Não Vai Ter Copa' é um discurso vazio, que não vai pegar!"
A minha vontade de rir à toa aumenta desmedidamente, quando leio o editorial da RBS de hoje: "Começam a se confirmar as previsões mais otimistas sobre o impacto da Copa na vida dos brasileiros e de estrangeiros que vieram participar da festa...", embarca a subsidiária da Globo no discurso quase inflamado de euforia pela beleza do espetáculo, pela simpatia do povo brasileiro, pelos poucos deslizes até agora ocorridos.
O editorial chama o Brasil de "anfitrião exemplar". Afirma que "obras atrasadas, questionamentos sobre prioridades, EVENTUAIS(!) falhas de planejamento e problemas PONTUAIS(!) de organização são DA NATUREZA DE ACONTECIMENTOS GRANDIOSOS(!)". Me digam (estou me beliscando!), tenho ou não motivo para rir à toa?
O …

As enchentes e "o outro lado do muro"

Imagem
Vista panorâmica da Barragem Norte, em José Boiteux.
"É de conhecimento e de angústia de todos a situação das nossas cidades frente às chuvas. Blumenau, Jaraguá do Sul, Guaramirim, Rodeio, Corupá, Massaranduba, Schroeder, Gaspar... Desespero e incertezas novamente estão presentes, e em tão pouco tempo.
Eu gostaria de colocar nesta triste lista mais um nome e que por inúmeras vezes é ignorado, e que tem papel fundamental para que a tragédia não seja pior em nossas cidades: o outro lado do muro.
A Barragem Norte, localizada no Município de José Boiteux, é uma das comportas que controla o forte fluxo de água que entra no Rio Itajaí-Açu. Para minimizar a quantidade de água que chega em nossas cidades (imaginem se viesse mais água???), o que tem atrás deste muro precisa ficar submerso. E atrás deste muro têm pessoas, que vivem na Terra Indígena Xokleng-Laklãnõ.
Por estar trabalhando no COMIN (entidade que atua com os povos indígenas dentro da Terra Indígena Xokleng-Laklãnõ), recebi li…

Tentando voltar...

Ao abrir o meu blog, levei um susto. Faz um bocado de tempo que não ando postando nada por aqui. Vou me redimir daqui por diante. É que entrementes estive viajando, com um mês de ricas experiências na Alemanha. Nesse tempo, fiquei mais de duas semanas trabalhando intensamente sobre o tema sustentabilidade, ao lado de um precioso grupo de brasileiros e brasileiras, na Frísia do Norte, na Alemanha. Tem muitas experiências para compartilhar. Aguardem.

Conhecer o índio de carne e osso

Imagem
A professora Ingrid Lindner, da Escola Barão de Blumenau, minha amada esposa, iniciou no ano passado um trabalho cultural/social com a sua turma do quarto ano, voltado a desarmar preconceitos em relação a outros povos e culturas, especialmente em relação ao povo Xokleng que vive na Reserva Duque de Caxias. Graças a seu empenho, todas as turmas do quarto ano da Barão estão indo à Aldeia Bugio, em Dr. Pedrinho (SC), visitar a bela trilha que jovens indígenas organizaram na floresta, bem na nascente do Rio Benedito. É um lugar preservado que, entre outras espécies, tem centenas de exemplares do raríssimo xaxim-bugio - outrora dizimado para fazer potes para orquídeas, também impiedosamente arrancadas da nossa belíssima mata atlântica.

As visitas têm sido um banho de cultura e cidadania. A trilha montada pelos jovens indígenas se transformou numa fonte de renda para eles, e contribui para fixar os jovens na aldeia, além de ajudar no resgate da cultura do seu povo, que é mostrada num lindo m…