A história recente esconde coisas que a gente até duvida que existiam. Hoje, você vê corridas de Superbike, com os pilotos inclinando suas máquinas até encostar o joelho no chão e dando sempre a impressão de que, na próxima curva, realmente irão beijar o solo. E, de fato, não é raro que o beijem.

Pois havia um tempo em que as motos não passavam de bicicletas motorizadas. Mas já havia corridas. Só que as pistas eram ovais... e de tábuas de madeira. Isso mesmo, tábuas de madeira! Essas corridas eram chamadas de “Board Track Racing” ou “Motordrome” e eram muito populares nos EUA no início do século 20.

Segundo o blog “Pelas estradas”, a primeira pista coberta de madeira foi inaugurada em 1909 em Los Angeles e tinha o nome de Coliseu de Los Angeles e se inspirava nas famosas pistas de madeira para corridas de bicicleta, que eram usadas nas Olimpíadas à época.

Nessas pistas aconteciam “espetáculos onde homens pilotavam motos a velocidades de quebrar o pescoço”, diz o blog, que chegavam a 100 MPH (Miles Per Hour). Em 1910 essas pistas aumentaram de tamanho, de um terço de milha para uma milha, e a inclinação passou de 25 graus para 60 graus, tudo para aumentar a velocidade. Havia grandes arquibancadas ao redor das pistas para os espectadores.

É curioso que essas motos não tinham freios porque se julgava mais seguro. A única maneira de parar era acionando uma alavanca que funcionava como freio de motor. Essa falta de freios ocasionou diversos acidentes em que as motos iam para cima do público.

Isso era tão arriscado, tanto para os pilotos quanto para os espectadores, que uma pista em Nova Jersey, por exemplo, foi inaugurada em julho de 1912 e fecha em setembro, depois de um acidente em que morreram dois pilotos e cinco espectadores.


Essas corridas atraíam em torno de 15 mil espectadores, o eu atiçou a cobiça dos fabricantes de motos, que as usavam como instrumento de marketing. Na década de 1930 essas corridas foram perdendo público por conta do alto risco e ao alto custo das pistas de madeira. Existe apenas um filme dessas corridas, encontradas debaixo da cama de uma senhora em 1995, na República Tcheca. É este filme aí, no post.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”