Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Os mártires de Chicago

Imagem
O primeiro de maio de 1886 não foi um dia qualquer em Chicago (EUA). A União Central Operária daquela cidade havia convocado seus filiados para uma assembléia e uma greve geral, para exigir que a jornada de trabalho fosse reduzida para oito horas. No dia 1° de maio, trabalhadores de distintas fábricas atenderam ao chamado e mais de 200.000 trabalhadores participaram em cerca de 5.000 greves.

Em 4 de maio foi convocada uma manifestação no Parque Haymarket (Parque do Mercado de Feno) de Chicago, em protesto contra os acontecimentos do dia 1º. Em plena assembléia estourou uma bomba diante dos policiais, produzindo feridos e mortos entre eles. Em represália, a repressão contra os manifestantes foi incontrolável. Nunca foi possível precisar quantos participantes da assembléia morreram, nem quantos ficaram feridos. Foi declarado estado de sítio e toque de recolher, prendendo centenas de trabalhadores e dirigentes sindicais, que foram acusados de serem culpados pelo massacre.

Processados, …

Palavras que edificam um novo mundo

Imagem
“Temos um mundo a construir”. Portanto, “ousem ouvir as vozes hereges, ousem criar grupos de estudo, ousem navegar nos livros velhos escondidos nas prateleiras”. É com esse conselho, que a jornalista Elaine Tavares, professora da UFSC em Florianópolis, incentiva os estudantes de Comunicação e colegas de profissão a compreenderem “que há mais coisas no jornalismo do que aquilo que é repetido nas salas de aula”.

Com uma longa experiência em diversos veículos de comunicação, Elaine enfatiza que os jornalistas devem caminhar em busca da boa utopia e isso significa ultrapassar as barreiras de manipulação à direita e à esquerda, e praticar jornalismo “como uma forma de conhecimento”. Autora do livro recém lançado, “Em busca da Utopia – os caminhos da reportagem no Brasil, dos anos 50 aos anos 90” (Florianópolis: Ed. Instituto de Estudos Latinoamericano-Americanos, 2012), ela ressalta que a prática jornalística pode levar o “leitor/espectador a pensar, a se desalojar do mundo tal qual ele é…

O STF e as cotas

Imagem
A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de aprovar ontem, por unanimidade, o ingresso por cotas raciais de estudantes em universidades brasileiras levanta duas perguntas. A primeira baseia-se no fato de que a esmagadora maioria dos brasileiros, em enquetes de jornais Brasil afora, é contra o sistema de cotas: O STF está na contramão da democracia? A segunda pergunta é mais direta: A decisão do STF está certa ou errada?

A primeira pergunta levanta outra, inevitável. Quem é essa “esmagadora maioria”? Em minha opinião, há coisas que não podem ser resolvidas simplesmente pelo voto da “maioria”. Afinal, essa “maioria” dos que participam das enquetes dos periódicos não é, nem de longe, a maioria do povo brasileiro. Está ali um recorte, uma “nata” de iguais, que pensam todos do mesmo jeito e não podem ser classificados como maioria da sociedade.

“Erros das gerações anteriores podem e devem ser corrigidos pelas gerações futuras”, discursou Ayres Brito, com sabedoria. E um dos erros hist…

Emagreça com Coca-Cola

Imagem
Tem certas coisas que devem estar muito acima da nossa capacidade simples mortal de compreender. Uma das áreas que está completamente fora da compreensão das pessoas normais são algumas decisões de órgãos do governo. Algumas dessas decisões para nós inatingíveis, por exemplo, são tomadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Vejam esta, por exemplo.

Todo mundo já sabe que o Brasil está em flagrante regime de engorda. Agora tem criança gordinha até na novela das 9 da Globo. Elas estão em todos os lugares, nas mansões e nas favelas. Todos também já sabem que é necessário fazer alguma coisa. E até nós simples mortais sabemos que esta é uma tarefa que cabe a quem? Obviamente, à Anvisa!

O que faz a Anvisa? Em vez de criar uma campanha publicitária de nível, que conscientize a população sobre o risco evidente do consumo de certos alimentos, abriga e apoia a campanha “Emagrece, Brasil”, que é patrocinada por ninguém menos que a Coca-Cola.

Peraí! Parou, parou! A Coca-Cola?…

Küng escolhe um sucessor luterano

Imagem
O teólogo católico Hans Küng criou e conduziu a Fundação Ethos Global ao longo de muitos anos. Prestes a completar 85 anos, em março de 2013, o feroz crítico do papa se ocupa na busca de um sucessor para conduzir a sua fundação. Seu candidato é o ex-presidente alemão Horst Köhler.

Küng é um teólogo que nunca poupou a entrevada hierarquia católica de suas críticas e um defensor de maior abertura ecumênica de Roma para com as demais denominações cristãs. Horst Köhler é economista, um luterano ligado à Igreja Evangélica da Alemanha, que também foi presidente do Fundo Monetário Internacional. Os dois se conheceram na universidade Tübingen.

A fundação de Küng agora foi assumida pela universidade de Tübingen, dando-lhe uma casa científica para propagar seu pensamento. O anúncio aconteceu na noite da inauguração da nova casa da Fundação, durante um ciclo de palestras seguidas de um diálogo com Küng.

Horst Köhler apóia a fundação de Küng desde sua fundação, em 1995. Como presidente do FMI e…

Direito de morar com dignidade

Imagem
Sonia e seu filho deficiente

A Corte Suprema de Justiça da Argentina condenou a prefeitura de Buenos Aires, no dia 24 de abril, a prover residência e apoio a uma mulher e seu filho com deficiência, com o argumento de que cabe ao estado dar proteção mínima a pobres e moradores de rua.

A garantia desses direitos em casos de “extrema vulnerabilidade” é “insuficiente” e desconhece “os direitos econômicos, sociais e culturais” básicos, disse a promotora Graciela Christe em sua sentença. A corte condenou a administração do prefeito Mauricio Macri a conceder à reclamante e seu filho deficiente, que viviam na rua, um alojamento “em condições adequadas à patologia apresentada pela criança”, bem como uma solução permanente diante da “situação excepcional e necessidade reivindicadas”, por meio de algum programa de casa própria do governo. Enquanto a solução não chega, a prefeitura também foi condenada a pagar o hotel em que os dois vivem precariamente.

A corte escolheu o caso mais dramático ent…

Um comentário necessário

Imagem
O governo do estado alemão da Baviera irá publicar em 2015 uma edição comentada do livro de Adolf Hitler, Mein Kampf. Em três anos, a obra que fundamenta o maior horror da história da humanidade terá seus direitos autorais tornados de domínio público. A decisão é uma tentativa de desmistificar o livro, bem como de reduzir o aproveitamento comercial da obra oferecendo uma edição com comentários de especialistas.

“O objetivo é desmistificar o Mein Kampf e elucidar os alunos sobre o caráter da obra, porque a abolição dos direitos autorais pode levar a uma propagação mais ampla dela junto aos jovens”, declarou o secretário das Finanças da Baviera, Markus Soeder, ao site DW-World. O estado da Baviera é o detentor dos direitos autorais do livro do ditador nazista, porque foi a última morada do ditador, e impede qualquer publicação da obra. Esse poder, entretanto, termina com o domínio público sobre o livro de Hitler em 2015.

“Queremos tornar claro o grande disparate que é o Mein Kampf, m…

Vaticano de olho nas freiras

Imagem
A Congregação para a Doutrina da Fé, sob a coordenação do cardeal estadunidense William Levada, designou o arcebispo de Seattle, dom Peter Sartain, para supervisionar a Conferência de Mulheres Religiosas (Leadership Conference of Women Religious) porque entende que a entidade assumiu posturas liberais frente a temas como a homossexualidade e a eutanásia.

A interferência tem por propósito disciplinar a maior agrupação de freiras existente nos Estados Unidos.

Comunicado difundido na semana passada pela Rádio Vaticano informou que a Santa Sé reconhece o grande trabalho das religiosas, presentes em numerosas escolas e instituições norte-americanas, como hospitais e lares de assistência a pessoas com necessidades especiais, mas reprova a falta de empenho na defesa do "direito à vida desde sua concepção até a morte natural, um tema fundamental no debate público, como o aborto e a eutanásia".

A diretora da Conferência, que aglutina mais de 80% das 57 mil freiras que existem no pa…

Inconfidência mineira em ruínas

Imagem
Como amanhã, 21 de abril, é o dia da Inconfidência Mineira, segue mais uma historinha para mostrar o quanto valorizamos pouco a nossa própria história. Também, num país em que escolas viram ruínas, como esperar que prédios históricos mereçam melhor atenção.

Quem passa por esta ruína, entre Conselheiro Lafaiete e São Braz do Suaçuí, no centro de Minas Gerais, usando a rodovia MG-383, imagina estar diante de mais uma história de fazendeiro falido.

Esta, entretanto, era a sede da fazenda de Inácio José de Alvarenga Peixoto, poeta e advogado mineiro que, junto com um grupo de amigos, usava a casa para planejar como se livrar do domínio da coroa portuguesa, no século 18. Entre eles estava o alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, que morreu pelo grupo como exemplo, tendo seu corpo esquartejado e pendurado em postes ao longo da Estrada Real.

Nos Autos da Devassa – os inquéritos contra os traidores – a casa era citada como “Covão”, por conta de uma cova formada pela topografia …

Promoção da paz

Imagem
“Não podemos ter paz se estamos apenas preocupados em promover a paz. A guerra não é um acidente. É o resultado lógico de um determinado modo de vida. Se quisermos lutar contra a guerra, temos que lutar contra este modo de vida.”

“Não existe um caminho para a paz. A paz é o caminho.”

Abraham Johannes Muste, ativista americano

Limonada da solidariedade

Imagem
Desde adolescente sou leitor de HQ, as famosas histórias em quadrinhos. Uma cena recorrente em histórias traduzidas ou nacionais é a de crianças ganhando um troquinho com uma barraca de venda de limonada.

Huguinho, Zezinho e Luizinho faziam isso volta e meia, em suas histórias. A Luluzinha, o Cebolinha e muitos outros foram “empreendedores” ousados e montaram uma caixinha com um velho guarda-sol de praia do lado e uma jarra de limonada geladinha, com um respeitável anúncio do produto à venda. Genial! E sempre ganhavam um troco legal para comprar um presente para o Pato Donald, ou outro objetivo, quase sempre para ajudar ou presentear alguém. Genial, de novo.


Mais genial ainda, entretanto, é a notícia que vi hoje no G1. Pois não é que essa história típica de HQs saltou dos gibis para a vida real? Mais impressionante é que o enredo, o altruísmo e o sucesso dos vendedores de limonada dos gibis também se tornou real.

O menino americano Drew Cox, de 6 anos, usou uma barraca de limonada p…

Deus afundaria um navio?

Imagem
No dia 15 de abril, há 100 anos, o Titanic batia num iceberg e afundava. É o épico dos épicos dos desastres marítimos de todos os tempos. Um século depois, ainda daria para construir diversos outros Titanics, só com o dinheiro que esta história continua rendendo. Acho até que o próprio James Cameron poderia construir um só com o dinheiro que ganhou com o filme com Di Caprio.

Ao lado de todos os filmes, matérias em jornais e revistas, reportagens na internet e documentários do Discovery e do NatGeo, da BBC de Londres, do Times, de Veja, Istoé e Estadão, de milhões e milhões de palavras já ditas e escritas, com ou sem razão, especulativas ou em busca sincera pela verdade, há um fato que eu ainda não vi ninguém relembrar.

Desde que este navio afundou, se fala de uma terrível maldição. Esta maldição foi tão usada e abusada em pregações, evangelizações e o mais variado kitsch pentecostal ao longo desses 100 anos, que bate outro recorde. A maldição evocada é veio por conta da afirmação do …

Como eu poderia falar???

Imagem
Mais uma charge espetacular de Daniel Paz & Rudy, o chargista da Pagina 12. Para quem não se lembra ou nem conhece, Jorge Rafael Videla foi um dos generais argentinos que assumiram a presidência durante o sangrento regime militar no país vizinho.
Imagem
O fundador do Wikileaks, Julian Assange, que está em prisão domiciliar em Londres, anuncia um programa de TV. Nesta terça-feira deve ser exibido o primeiro programa da série gravada pela TV russa Rússia Today. O programa, no qual Assange se auto-apresenta como palatino da verdade, pretende lançar um olhar para a sociedade do futuro a partir da realidade que vivemos hoje. Durante o talkshow, Assange entrevista personalidades internacionais sobre temas da atualidade. Os programas estão sendo gravados na própria casa de Assange, em Londres, de onde ele não pode sair por conta da prisão domiciliar que cumpre no Reino Unido. Os programas deverão também ser disponibilizados na internet.

Breivik diante dos juízes

Imagem
Inicia nesta segunda-feira o maior júri da história do Pós-guerra. A Noruega inteira está em polvorosa, porque segundo os juízes, coisas terríveis serão ditas no tribunal. O protagonista dessa história de preconceito, intolerância, xenofobia e ódio religioso é Anders Breivik, autor da mais inacreditável chacina de jovens. Por mais de duas horas, no ano passado, como um desvairado, Breivik saiu por Oslo com um objetivo macabro em mente: acabar com um congresso de jovens do partido trabalhista norueguês, que estava ocorrendo numa ilha. Agora ele vai ter que enfrentar os juízes e a fúria do planeta indignado. Nem de louco ele pode ser enquadrado, como queria a defesa. Segundo os médicos, Breivik é normal, com total domínio de suas faculdades mentais. Mesmo assim, como um louco, ele continuará afirmando ao mundo que faria tudo de novo, e que deveria ser tratado como um herói, por livrar a Noruega de uma juventude perigosa, que acredita em coisas como direitos humanos, liberdade, igua…

Empresas cúmplices

Imagem
Direção das igrejas Metodista Unida e Presbiteriana, dos Estados Unidos, vão encaminhar moção às respectivas assembleias gerais a proposta de isolamento das empresas que lucram com a ocupação israelense na Palestina. São lembradas, entre outras, empresas como a Caterpillar, a Motorola e a Hewlett-Packard.

A jornalista Elizabeth Bolton, da Jewis Voice for Peace Rabbinical Council (Voz Judaica para a Paz do Conselho de Rabinos) relatou que as duas denominações e seus seguidores que defendem o fim dos assentamentos israelenses na Cisjordânia e na parte leste de Jerusalém estão sendo atacadas violentamente por causa dessa posição.

Rabinos emitiram carta de apoio a metodistas e reformados. “Cremos que investir em empresas que estão se beneficiando com a injusta ocupação reduz as possibilidades de atingir a paz e é contrária aos valores judeus”, argumentaram.

A carta dos rabinos reporta-se aos tempos de cativeiro do povo judeu, “uma experiência que não queremos nem para nós nem para os …

A Flor do Deserto

Um dos posts mais visitados deste blog é aquele que fala da mutilação genital feminina (reveja aqui). O primeiro post revelou aos meus leitores e leitoras a história da modelo somali Waris Dirie, vítima da prática milenar de sua tribo nômade no deserto da Somália. Já famosa, ela chegou a fazer pronunciamento na assembléia da ONU contra a prática. A sua história rendeu o terceiro post mais visitado deste blog, com 3.000 visualizações até o momento. Mesmo tendo sido postado em 8 de fevereiro de 2010, ele continua sendo lido periodicamente e está lá no alto da lista dos meus posts mais visitados.

O tema foi tratado em outra oportunidade aqui e despertou um interesse significativo. Talvez pelo inusitado ou pelo curioso, mas eu creio que é porque realmente é algo chocante. Muitos reagiram estarrecidos diante de uma prática de barbárie e preconceito contra a mulher, que, entretanto, continua sendo praticada não somente na África, mas, como denunciei aqui, até na Alemanha, entre descendente…

Uma decisão histérica

O grau de exagero com que o moderno estado de Israel encara seus opositores ficou mais uma vez expresso no caso da poesia do Nobel de Literatura alemão Günter Grass. O escritor acusou Israel de querer aniquilar o Irã belicamente e o seu país, a Alemanha, de ser conivente com tal devaneio. Por conta do texto, o escritor foi declarado Persona Non Grata por Israel, o que é o mesmo que dizer que ele não é mais bem-vindo no país. A declaração foi transmitida pelo ministro do interior de Israel, Eli Jischai, que classificou o poema de Grass como uma tentativa de alimentar o ódio contra o povo e o estado de Israel. A declaração foi considerada exagerada e “um tanto histérica”. Segundo um ex-diplomata israelense em Berlim, a proibição é populista, uma vez que Grass nunca foi anti-semita.

O DNA estampado na cara

Imagem
Foto: Kevin Winter/Facundo Arrizabalaga/Ethan Miller/AFP

O DNA é mesmo um registro magnífico. É impressionante como esta foto me faz retornar à minha adolescência. Mas não são “ELES”, os inconfundíveis Beatles. É a nova geração. Pela ordem, trata-se de James McCartney, Sean Lennon e Dhani Harrison, filhos dos integrantes dos Beatles Paul, John e George, respectivamente.

E não é que, além de acender uma luz brilhante na minha memória, eles estão falando em montar uma banda? Você já pensou? Talvez eles sejam espertos o bastante para não criar uma banda que imite os seus pais. Mas que a ideia mexe com a geração das antigas, ah isso mexe!

Ovo da Páscoa real

Imagem
Mais cristãos poderiam ter uma ideia semelhante. A fábrica de chocolates Meaningful Chocolate Company, de Manchester, na Inglaterra, resolveu realizar uma ação diferente nesta Páscoa. Com o argumento de que a Páscoa lembra mais um festival da primavera do que um feriado cristão que lembra a ressurreição de Cristo, a empresa decidiu produzir um ovo de chocolate de 125g contendo a história da ressurreição estampada na sua embalagem. Parte do preço cobrado por cada ovo vendido será transformada em doação.

A empresa também notifica seus consumidores de que aderiu ao tratado de compra de matérias primas de origem justa, que identifica as empresas que se servem somente de insumos produzidos e comercializados segundo princípios justos para os produtores de cacau, café, chá e outros insumos no terceiro mundo.

Segundo o porta-voz da empresa, a ideia do ovo da Páscoa Real foi de um dos fundadores da empresa, que pratica comércio ético há mais de uma década.

O que precisa ser dito

Imagem
O mais famoso escritor alemão vivo e Nobel de literatura Günter Grass é o principal motivo de uma nova guerra diplomática entre Israel e a Alemanha.

Numa poesia lírica construída em forma de prosa, o escritor de 84 anos diz palavras duras contra Israel, que quer iniciar uma guerra contra o Irã por conta do programa atômico iraniano. Há suspeitas não comprovadas de que o país islâmico estaria secretamente usando o seu programa nuclear para construir bombas atômicas.

O título do poema, “O que precisa ser dito”, acusa Israel de querer desestabilizar a paz mundial, ao querer bombardear as instalações nucleares iranianas. Acusa também a Alemanha de vender submarinos nucleares a Israel, que podem ser usados contra o Irã, tornando a Alemanha cúmplice de um erro inaceitável. Grass diz ainda que sua decisão de falar o que pensa será fatalmente interpretado como anti-semitismo, porque esta sempre foi a forma de encarar qualquer declaração de um cidadão alemão que critique Israel.

Para além d…

Uma nova era geológica

Imagem
A história do planeta Terra – que segundo os cientistas tem 4,5 bilhões de anos – é dividida em eras geológicas. Segundo tal classificação temporal, é possível estabelecer as diferentes épocas da formação geológica. Atualmente vivemos o Holoceno, que marca os últimos 12 mil anos após o fim da última Idade do Gelo, ou era Glacial, com a relativa estabilização dos níveis dos oceanos e marcada pela última grande extinção em massa de espécies que somente conhecemos a partir dos seus fósseis, como o mamute, o tigre de dente de sabre, a nossa preguiça gigante da Amazônia e muitas outras.

Um grupo de cientistas australianos e britânicos, participantes da conferência “Planet under Pressure”, em Londres, está pressionando a comunidade científica para que se anuncie a chegada de uma nova era geológica, que denominam de Antropoceno, ou “era do Homem”.

Os indicadores dessa nova era são as mudanças climáticas dramáticas que estão ocorreno no planeta por conta da ação do homem, e que são, segundo…

Essa luta também é sua

Imagem
O mundo da Internet nos brinda cada vez com maior frequência com aqueles famosos e-mails que começam com o aviso “repassando…” e terminam com o pedido “envie isso para o maior número possível de pessoas”. Todos eles invariavelmente apresentam a fórmula de redenção do mundo.

Um desses e-mails vem com o pedido “devolvam-me o mundo que me roubaram!”, listando todos os valores que teriam desaparecido desde o tempo da nossa avó.

A impressão que tenho é que o que tiraram dessas pessoas os filhos a quem deviam ter ensinado tais valores que costumavam valer em outros tempos. Imagino que, se os valores da sociedade se perderam é porque o autor desse desesperado pedido não teve oportunidade ou, simplesmente, se esqueceu de passá-los adiante.

Por isso, aproveito para inverter a questão: não fique reclamando que tiraram o mundo de você. Pergunte o que você fez com o mundo que lhe deram.

Essa ilha é minha!

Imagem
O general Galtieri anunciando a guerra contra os ingleses.

No dia de hoje, há 30 anos, começava uma guerra por um arquipélago insignificante, no sul do Oceano Atlântico. No dia 2 de abril de 1982 iniciava o conflito armado entre a Argentina e a Grã-Bretanha em torno das Ilhas Malvinas, denominadas Falkland pelos seus donos, os britânicos. A guerra durou 74 dias, matando 266 militares britânicos e 650 militares argentinos.

As ilhas continuam sob bandeira britânica, e a guerra precipitou o fim da falida ditadura militar argentina, sob o comando do general Leopoldo Galtieri, e deu novo impulso à primeira ministra Margareth Tatscher.

Olhando no mapa, as Malvinas são obviamente argentinas. Para os britânicos, entretanto, elas ainda hoje representam um pouco o decadente Império Britânico, no qual o sol nunca se punha. Só que já faz séculos que isso não é mais assim. De todo aquele poderio ficou somente o orgulho. E é somente o orgulho britânico que mantém aquelas ilhas insignificantes com…

Dia Mundial pelo autismo

Hoje, 2 de abril, é o Dia Mundial de conscientização pelo Autismo. Veja o vídeo acima e junte-se a nós.Setenta milhões de pessoas em todo o mundo agradecem.

A paixão em banners

Imagem
Desde o dia 26 de março, um imenso banner de dois por oito metros foi afixado na fachada do templo luterano Catarina, da Igreja Luterana de Hessen e Nassau, em Frankfurt-Alemanha. O banner tem uma foto de uma mão em sinal de V da vitória, com um buraco ensaguentado no meio, apoiada pela palavra “Sacrifício?”.

Segundo o presidente da igreja luterana da região, rev. Volker Jung, o objetivo do banner é motivar um debate profundo sobre a sexta-feira da paixão. A partir desta terça-feira, o banner receberá a companhia de outros exemplares em prédios e postes da cidade e da região.

A reflexão dos luteranos é despertar para o sentido da sexta-feira de paixão. Ela é um dia de reflexão sobre a morte injusta de Jesus na cruz do Gólgota em favor da humanidade. É também um dia de esperança pelo fim de todas as formas de violência e de sacrifícios. Não por último, é um dia de luto pelos sacrifícios de toda espécie que continuam a ocorrer entre nós. Entre eles estão os sacrifícios causados por ab…

Entrada nada triunfal

Imagem
Ontem lembramos o início de uma semana decisiva na vida de Jesus. Desde a sua entrada “triunfal” em Jerusalém até o domingo de Páscoa, uma série de acontecimentos vai construindo uma história paradoxal e reveladora. Ao longo desses oito dias vai sendo construído o álbum de fotografias da essência divina e humana. De certo modo, é uma história de sucesso às avessas. O anticlímax é o escopo desta semana, que a cristandade convencionou chamar de “via crucis”.

O primeiro dia da semana já começa com um acontecimento revelador. O que se conhece por entrada triunfal de Jesus em Jerusalém é, na realidade, um irônico teatro do mais puro deboche.

Que entrada “triunfal” é essa, em que o rei vem montado num jegue? Qual é o triunfo de quem chega assim? Seu séquito real é formado por um bando de gente maltrapilha e eremita. Segue Jesus por toda parte, à espera de um milagre. Que recepção é essa em que um grupelho de gente simples e sem importância vai estendendo suas roupas pelo chão, simulando u…