A Flor do Deserto



Um dos posts mais visitados deste blog é aquele que fala da mutilação genital feminina (reveja aqui). O primeiro post revelou aos meus leitores e leitoras a história da modelo somali Waris Dirie, vítima da prática milenar de sua tribo nômade no deserto da Somália. Já famosa, ela chegou a fazer pronunciamento na assembléia da ONU contra a prática. A sua história rendeu o terceiro post mais visitado deste blog, com 3.000 visualizações até o momento. Mesmo tendo sido postado em 8 de fevereiro de 2010, ele continua sendo lido periodicamente e está lá no alto da lista dos meus posts mais visitados.

O tema foi tratado em outra oportunidade aqui e despertou um interesse significativo. Talvez pelo inusitado ou pelo curioso, mas eu creio que é porque realmente é algo chocante. Muitos reagiram estarrecidos diante de uma prática de barbárie e preconceito contra a mulher, que, entretanto, continua sendo praticada não somente na África, mas, como denunciei aqui, até na Alemanha, entre descendentes de culturas que praticam a mutilação genital nas suas mulheres há séculos e continuam com a prática, mesmo vivendo na Europa.

Em protesto contra essa agressão ao corpo da mulher, que é realizada por motivos pseudo-culturais e pseudo-religiosos (pois nem mesmo é determinada pelo Alcorão), recomendo que fiquem atentos, por esses dias, nas exibições do canal Telecine, que está mostrando o filme “A Flor do Deserto”, que relata a dramática experiência de vida da modelo Waris Dirie. O filme é baseado no livro homônimo, escrito pela própria protagonista, relatando a sua experiência horripilante e de superação. Se você perder a exibição na TV por assinatura, passe na locadora e pegue o filme. Vale a pena rever esta história arrepiante e 100% verdadeira.

Comentários

  1. As razões que levam o ser humano a praticar barbáries como essas(MGF), são inexplicáveis, porém, é necessário que o mundo acorde e leve o som bem alto da repulsa aos cantos mais escondidos desse lindo planeta azul.
    Essa somaliana forte e que teve determinação suficiente para dedicar parte de sua vida ao combate desse crime, merece todo o respeito por parte de todos nós!
    ledalbsoares@hotmail.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”