Um comentário necessário


O governo do estado alemão da Baviera irá publicar em 2015 uma edição comentada do livro de Adolf Hitler, Mein Kampf. Em três anos, a obra que fundamenta o maior horror da história da humanidade terá seus direitos autorais tornados de domínio público. A decisão é uma tentativa de desmistificar o livro, bem como de reduzir o aproveitamento comercial da obra oferecendo uma edição com comentários de especialistas.

“O objetivo é desmistificar o Mein Kampf e elucidar os alunos sobre o caráter da obra, porque a abolição dos direitos autorais pode levar a uma propagação mais ampla dela junto aos jovens”, declarou o secretário das Finanças da Baviera, Markus Soeder, ao site DW-World. O estado da Baviera é o detentor dos direitos autorais do livro do ditador nazista, porque foi a última morada do ditador, e impede qualquer publicação da obra. Esse poder, entretanto, termina com o domínio público sobre o livro de Hitler em 2015.

“Queremos tornar claro o grande disparate que é o Mein Kampf, mas um disparate com consequências funestas”, acrescentou Soeder, aludindo ao genocídio de 6 milhões de judeus pelo regime nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

A primeira edição de Mein Kampf surgiu em 1925. Até o fim da ditadurta de Hitler, em 1945, foram vendidos 9,8 milhões de exemplares. A partir de 1933, ano em que Hitler chegou ao poder, o livro era entregue a cada casal no dia do casamento civil e era considerado leitura obrigatória no Reich.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”