Essa ilha é minha!

O general Galtieri anunciando a guerra contra os ingleses.

No dia de hoje, há 30 anos, começava uma guerra por um arquipélago insignificante, no sul do Oceano Atlântico. No dia 2 de abril de 1982 iniciava o conflito armado entre a Argentina e a Grã-Bretanha em torno das Ilhas Malvinas, denominadas Falkland pelos seus donos, os britânicos. A guerra durou 74 dias, matando 266 militares britânicos e 650 militares argentinos.

As ilhas continuam sob bandeira britânica, e a guerra precipitou o fim da falida ditadura militar argentina, sob o comando do general Leopoldo Galtieri, e deu novo impulso à primeira ministra Margareth Tatscher.

Olhando no mapa, as Malvinas são obviamente argentinas. Para os britânicos, entretanto, elas ainda hoje representam um pouco o decadente Império Britânico, no qual o sol nunca se punha. Só que já faz séculos que isso não é mais assim. De todo aquele poderio ficou somente o orgulho. E é somente o orgulho britânico que mantém aquelas ilhas insignificantes como uma parte da Grã-Bretanha.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”