Filho adotivo mata bispo Cavalcanti


O Bispo Diocesano da Igreja Anglicana no Recife, dom Edward Robinson Cavalcanti (64 anos), e sua esposa, a professora aposentada Mirian Nunes Machado Cotias Cavalcanti (64 anos), foram brutalmente assassinados na noite de domingo (26 de fevereiro), em casa. O autor do crime bárbaro é o próprio filho adotivo do casal, Eduardo Olímpio Cotias Cavalcanti (29 anos).

Eduardo residia nos EUA desde os 16 anos e voltou ao Brasil há duas semanas, depois de ter sido preso várias vezes por porte de drogas e outros delitos, sofrendo processo de extradição. Segundo um amigo do bispo, o rapaz já perguntou no aeroporto onde poderia comprar uma arma.

No último domingo, Eduardo passou o dia bebendo na praia e, ao voltar para a casa dos pais à noite, discutiu com o pai e o atacou com uma faca. A professora Miriam tentou defender o marido e também foi golpeada. O bispo Robinson morreu no quarto e sua esposa foi levada ao hospital, mas já chegou sem vida. Eduardo tentou o suicídio com medicamentos e facadas no próprio peito. Mal sucedido no intento, ele está internado no Hospital da Restauração.

O bispo Edward Cavalcanti era cientista político e foi reitor da Universidade Rural Federal de Pernambuco, além de ter sido coordenador regional da primeira campanha de Lula à presidência da República, além de ter sido candidato a deputado federal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”