Razão conquistada a bala


Vamos colecionando casos desse tipo. Hoje pela manhã, antes do sol nascer em Blumenau, um senhor de 69 anos resolveu mostrar a um grupo de jovens madrugadores em frente à sua casa, que isso o incomodava profundamente. Irritado, abriu a janela, direcionou a mira do seu rifle contra o grupo e efetuou vários disparos. O resultado de sua demonstração de "razão" foi a morte quase instantânea de um jovem de 21 anos, assador de carnes numa churrascaria da cidade.

Preso em flagrante, Arcides Urbano da Silva disse que atirou em Kleber Bleichuvehl, de 21 anos, para dar um susto no grupo. Quando o Samu e a divisão de homicídios do DIC chegaram à rua 7 de Setembro, Kleber já estava morto.

Enquanto Kleber está sendo velado pela família, Arcides e sua dose de razão conquistada pelas armas está no presídio regional de Blumenau. Se diz disposto a pagar pela morte do jovem.

Não canso de dizer aqui, e já levei muito grito na orelha por conta disso: Armas, melhor não tê-las. Além de não serem garantia de nada, ajudam você no caminho mais rápido numa direção que, por exemplo, Arcides Urbano da Silva irá amargar. Nem falo das grades. Falo do peso nas costas, na consciência, na vida. Quando ele podia começar a curtir a vida de ancião, prefere mudar sua doce rotina num inferno por conta de um pouco de razão conquistada a bala.

Comentários

  1. Não sou contra uma família ter uma arma em casa , desde que ela fique sempre em casa , e só seja utilizada em casos de vida ou morte , literalmente , o homem da reportagem , é um desequilibrado , nenhum cidadão honesto e mentalmente são , vai dar tiros em direções a pessoas só para dar "sustos" , há de se avaliar os casos de forma isolada.


    Daniel.

    ResponderExcluir
  2. E só para complementar , é óbvio que eu também sou contra qualquer um ter arma em casa , acho que as pessoas que possuem , ou pretendem , deveriam passar por textes preparatórios e principalmente psicológicos.


    Daniel.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”