Ouso corrigir o Castelo Forte

Hoje é um dia especial para mim e para todas as ministras e os ministros da igreja cristã. Minha homenagem a todas as e todos os colegas. Subir num púlpito, missionar ou ensinar não é fácil numa sociedade líquida, em que mudar de opinião também segue os ditames do consumismo e da moda. Por isso, não se trata de modismo, mas a Igreja precisa adaptar sua linguagem a um mundo que muda todos os dias, para falar ao coração das pessoas com clareza. E nós, mulheres e homens dos ministérios, estamos diariamente diante deste desafio gigante!
Às vezes, a dureza da linguagem e o exagerado apego a detalhes da tradição atrapalham a igreja. Por isso, não posso deixar de compartilhar estas duas fotos com um sentimento de frustração. São fotos do devocionário Castelo Forte, na página da meditação para o dia de hoje. Foram tiradas por mãos de mulher. Este dedo de bem decorada unha é da pastora Beta Lieven, ministra da IECLB. Com razão, ela protesta em sua página do Facebook contra o texto e a chamada (esquecimento ou intenção, não sei...) para o dia DO PASTOR, voltada apenas para os homens. Não vou entrar em detalhes aqui sobre a parceria de duas igrejas luteranas que produz o Castelo Forte, uma das quais rejeita as mulheres pastoras (às vezes de forma ostensiva).
Afirmo apenas que não é somente uma questão de linguagem inclusiva. Dói! É como se todas as pastoras e ministras fossem deliberadamente empurradas para fora dos altares das igrejas. É como se o maior devocionário do mundo luterano brasileiro afirmasse a elas: "Sentem-se aí na fila dos bancos e calem-se!". Assim, eu ouso CORRIGIR esta página do Castelo Forte.

DIA DO PASTOR E DA PASTORA
Ou, como bem disse a Valmi Becker, "Dia da Ministra e do Ministro"
1 Coríntios 16.1-12
O texto fala dos dons espirituais, comparando a igreja a um corpo humano. Aponto com o dedo os versículos 4 e 5, que falam da diversidade de DONS e diversidade de MINISTÉRIOS. Insisto que o Espírito inclui as MULHERES entre as pessoas agraciadas pela multiformidade dos dons espirituais e também de TODOS os ministérios da igreja, a saber: missionário, catequético, diaconal e PASTORAL! Vamos tirar do nosso caminho (e dos nossos corações) esta pedra do machismo eclesial. No dia de hoje, eu proclamo: FALEM, MULHERES! VOCÊS TÊM MENSAGENS LINDAS E A IGREJA QUER OUVIR VOCÊS!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”