Inauguração do Centro Ambiental Jardim das Florestas




Centro Ambiental Jardim das Florestas, da APREMAVI, inaugurado em 14.09.2013

Depois daquela notícia aviltante, que estampou a capa do Jornal de Santa Catarina nos primeiros dias de agosto, mostrando Wigold Schaeffer lutando pela vida – a dos animais da floresta e a sua! – com um caçador que lhe apontava um rifle, nada podia ser mais compensador. A maravilhosa festa de inauguração do Centro Ambiental Jardim das Florestas, em Atalanta, no sábado 14 de setembro, foi emocionante. E eu pude testemunhar emocionado.Foi um privilégio ainda maior estar ali como IECLB e, especialmente, como representante do Programa Ambiental Galo Verde.

Wigold Schaeffer, Miriam Prochnow, Marina Silva e Edegold Schaeffer.

Os irmãos Edegold e Wigold Schaeffer, Miriam Prochnow e toda a militante equipe da APREMAVI realizaram um trabalho gigantesco e brilhante. Como diz o também ambientalista e amigo Nelcio Lindner, são pessoas iluminadas, pois Edegold é “ Ouro Nobre” (Edel Gold), e Wigold é “Como o ouro” (Wie Gold).

Acrescento eu que Miriam deve entrar nesta lista de nobreza, pois seu nome homenageia uma das mulheres mais importantes do antigo testamento. Ela foi a irmã mais velha de Moisés, a quem o patriarca deve a vida e a educação na própria corte de faraó. Foi Miriam que colocou Moisés ainda bebê no cesto de vime e, confiando em Javé, o soltou rio Nilo abaixo, até que fosse pescado pela filha de faraó, adotado por ela e criado dentro do palácio, preparando-o para ser o libertador do povo de Israel. Corajosa, persuasiva e bondosa, Miriam foi a líder das mulheres que tiveram um papel fundamental em manter a sobrevivência do povo de Israel no Egito. Segundo a tradição judaica, “foi por mérito das mulheres que nossos pais foram redimidos do Egito”. Foram elas que, com coragem, sabedoria e fé em Deus, ajudaram a manter alta a moral de seus maridos, mesmo nos momentos mais difíceis.

Miriam Prochnow, a profetisa da APREMAVI, não suportou o jugo ao qual a floresta vinha sendo submetida e lançou no rio do futuro o cesto da preservação, que cresceu e abriu o mar de indiferença e morte, para tornar a preservação ambiental  um programa de envergadura e reconhecimento.

A Associação de Preservação das Matas do Alto Vale do Itajaí surgiu como um trabalho de formiguinha. Num persistente carreiro em defesa das florestas, foi aglutinando resultados, e semeando uma ideia, que foi se transformando numa ação profética, ousada e gigante. Sim, foi nobre como o ouro e profética como o gesto de Miriam no Nilo, salvando a vida do libertador do povo de Israel. Agora vem o reconhecimento merecido, não só da comunidade do entorno, mas de nomes tão gigantes como o de Marina Silva, que esteve também na festa.

Ao lado de Marina Silva, como admirador de sua trajetória desde os tempos de Chico Mendes

Marina não estava ali como senadora, como política. Ela estava em Atalanta como Ambientalista com “A” maiúsculo. Citou Chico Mendes e lembrou sua pioneira trajetória em defesa da floresta. E ninguém mais do que Marina sabe da luta de Chico. Ela é a própria continuidade desta luta, pois cresceu na sua sombra e, tal qual uma pequena semente na mata, tornou-se árvore frondosa, que produz muito fruto.

Em suma, foi um privilégio assistir a tudo isto. Foi um privilégio maior ainda abençoar esta emocionante trajetória da APREMAVI e estar ali como igreja, não apenas como IECLB, mas como entidade ecumênica, que acompanha com olhos de bênção, há décadas, todo este trabalho de formiguinha de todos os dourados e as proféticas ambientalistas.

 Momento da bênção, na inauguração do Centro Ambiental Jardim das Florestas.

Eis as palavras que proferi no momento da bênção à inauguração do Centro Ambiental Jardim das Florestas:
Não consigo imaginar texto melhor da Bíblia para registrar este momento, do que o primeiro versículo do Salmo 24: “Ao Senhor Deus pertencem o mundo e tudo o que nele existe; a terra e todos os seres vivos que nela vivem são dele.”

A principal característica dos movimentos e das pessoas que cuidam da natureza é esta fundamental percepção do autor do Salmo 24. A Natureza não é propriedade da espécie humana! A natureza é de todas as criaturas. E essa clareza também acompanha quem nem aceita a existência de um criador supremo. A natureza não é nossa propriedade! Para os que creem em Deus, ela pertence àquele que criou todas as coisas, não importa que nome damos a ele. A criação é do Criador, e não cabe a nenhuma criatura autoproclamar-se mais importante que as demais, acima ou superior às demais.

O Centro Ambiental Jardim das Florestas, que ora inauguramos, será um poderoso instrumento de conscientização, no sentido de alterar a visão predatória da nossa sociedade sobre os recursos naturais. Construído com o apoio de mais de 60 empresas e pessoas físicas de várias regiões do estado, este Centro já nasce sob o signo da preservação aqui tão largamente realizada pela APREMAVI. Todos os recursos investidos na obra foram captados em forma de permuta, que transformaram cada nota de cinco reais de apoio recebido (material ou dinheiro), em uma muda de árvore como contrapartida. Ou seja, este projeto foi viabilizado com o pensamento voltado para o meio ambiente já durante a sua execução, contribuindo para o plantio de milhares de árvores nativas.

Cada doação foi transformada numa pequena parceria em prol da preservação da natureza, num importante gesto concreto, de testemunho real, de que juntos podemos alterar a odiosa e falsa interpretação de que nós somos os proprietários da terra, dos recursos da terra, dos seres vivos da terra... Essas pequenas parcerias transformaram milhares de pessoas em mordomos, em despenseiros de Deus.

Todos e todas vocês aqui da APREMAVI são como o autor do Salmo 24. Vocês são testemunhas de que a natureza não é uma mina, mas uma dádiva divina a todas as criaturas vivas. E vocês são como sacerdotes, como profetas de Deus, que literalmente dão a vida para que esta maravilhosa obra criadora do nosso Deus seja preservada para as futuras gerações.

E cada um, cada uma de nós aqui presentes neste momento, no lugar em que está e onde atua, é chamado a se envolver nesta parceria pela preservação da criação.

O objetivo deste Centro Ambiental Jardim das Florestas será atender o programa de estágio da APREMAVI, mas também será utilizado para oferecer cursos na área ambiental em parceria com universidades, instituições de ensino e outras entidades. Este espaço também será disponibilizado para a comunidade e as empresas parceiras realizarem cursos e treinamentos para funcionários e colaboradores.

Em suma, o espaço que ora estamos inaugurando será um instrumento muito eficiente para a construção de uma grande rede de pessoas e entidades que envolvem a Criação de Deus num grande abraço, cujo principal recado é este, do Salmo 24: “Ao Senhor Deus pertencem o mundo e tudo o que nele existe; a terra e todos os seres vivos que nela vivem são dele.” Amém!

Comentários

  1. Wigold Bertoldo Schaffer16 de setembro de 2013 09:59

    Parabéns Pastor Clóvis por suas sábias palavras em defesa da vida de todos os seres que compartilham conosco este Planeta. Todas as pessoas com as quais falei, incluindo Marina Silva, João Paulo Capobianco, João de Deus Medeiros, a equipe da Apremavi e muitos outros, elogiaram as suas palavras.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Wigold! Foi um privilégio para mim! Sucesso e bênçãos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”