Palavra que equivale a um xingamento


"Sozialtourismus" (turismo social) foi considerada "Unwort", a palavra mais desprezível, de 2013 na Alemanha. O conceito tem conotação pejorativa contra os imigrantes indesejados, em especial do Leste europeu, que vêm à Alemanha em busca de vida digna. O verbete distorce esta busca e a transforma numa viagem de lazer às custas da economia alemã. A palavra foi escolhida por um júri independente de linguistas, jornalistas e escritores, depois de ser selecionada entre 746 outras palavras.

A conceituação dessa migração como "turismo" distorce os fatos e sugere que a viagem na verdade tem objetivos similares a uma viagem de férias. Já a palavra "social" reduz a migração a um ato oportunista de querer tirar proveito do sistema social alemão. Segundo a justificativa do júri, o conceito discrimina as pessoas que vêm à Alemanha em busca de um futuro melhor e lhes nega o direito a isso.


A ideia foi lançada no ano de 1991 pelo linguista Horst Dieter Schlosser para refletir sobre a discriminação na linguagem. Em anos anteriores o júri escolheu palavras como "capital humano" (2004) ou "emigração voluntária" (2006).

Segundo relatório do governo alemão, no ano de 2012 mais de um milhão de pessoas imigraram para a Alemanha. Mais de 620 mil desses imigrantes vieram de países da União Europeia, com a Polônia na ponta da lista desde 2006, seguida da Romênia e da Bulgária. Mais de 18 por cento alegam razões familiares, enquanto 16 por cento vem para estudar e 13 por cento em busca de trabalho. Em torno de 27 mil desses imigrantes eram de pessoas altamente qualificadas do ponto de vista profissional.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”