Pelo centenário de Vinícius

Hoje não posso deixar passar o dia sem traçar algumas linhas sobre Vinícius de Moraes. Ele nascia num dia como este, 19 de outubro, há um século.

A genialidade deste ser humano, repleto de vícios e atormentado pelo insucesso no amor, está justamente nas fraquezas que revelou ao longo da vida. Casou-se nove vezes e falou do amor como nunca, jamais, em momento algum ouvi outro homem falar, dos muitos que conheci e que se deram muito bem neste terreno escorregadio e cheio de armadilhas.

Ele escreveu tantos poemas e frase maravilhosos sobre a relação entre um homem e uma mulher, que não ouso escolher uma só para citar aqui. O único conselho que posso dar, é que você mergulhe na sua música, nos seus poemas, nos seus livros, nas suas entrevistas e conheça a obra gigantesca deste poeta sobre o amor. Talvez por saber demais sobre o tema ele não tenha tido tempo para viver de verdade o amor e se perdeu...

Por falar em amor, as suas companhias mais perenes foram o whisky e o cigarro, os dois amores que lhe tomaram a vida por completo, arrastando-o prematuramente do nosso meio e nos privando de sua genialidade musical e poética. Mas esses dois amores, com certeza, foram os esteios de sua brilhante inspiração. Revelam, com uma clareza desconcertante, que a luta pela perfeição humana é inglória e não costuma produzir gênios. A genialidade é irrequieta, notívaga, boêmia, atormentada.

Vinícius de Moraes, quanta falta você nos faz! Olhe onde fomos parar na MPB sem você e seus comparsas do sambinha bossa nova... Letras pob(d)res... Mediocridade poética... rimas chulas... música barulhenta, que lembra um canteiro de obras...

Sua genialidade poética e voz nicotina combinava com o sussurro doce do violão acústico e brilhante de Toquinho, com a delirante e soberba musicalidade do gênio Jobim (que tinha o "Tom" no nome!!!), com a doçura das vozes de Elis, Miúcha, Nara e tantas outras... Saudades da MPB com letras maiúsculas, que você ajudou a escrever e espalhar pelo mundo.

Você é minha eterna inspiração e a trilha sonora da minha vida!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”