Obrigado, Mercedes


Para muito além de Gracias a La Vida,
Viveste teu talento para cantar o nosso povo,
Suas tradições, amores, sonhos e tormentos,
Angústias, temores e esperanças.
Tua voz maravilhosa falou aos poderosos
Sobre a vida sofrida e rica da nossa gente comum.
Obrigado, Mercedes, por teres sido a nossa voz.
Por emprestares teu talento à nossa boca muda;
Por teu encorpado canto, que nossa dor desnuda.
Em tua garganta, nosso lamento tornou-se esperança.
Tornaste nossas canções ainda mais belas, inesquecíveis.
Partiste depois de hercúlea luta,
Mas teu talento continua brilhando,
Como o sol da manhã que anunciaste,
No outrora pálido horizonte da América.
Obrigado, Mercedes!
Por teres sido a nossa voz
E por nos animares a continuar erguendo a nossa própria.
Agora temos voz, porque não calaste a tua...

Comentários

  1. Gostei do seu poema. Nos dias atuais, são poucos os artistas engajados; a maioria pensa mais em discos de ouro e dólares no caixa do que em causas sociais. E Mercedes Sosa foi e continuará sendo um exemplo de artista engajada. (Anamaria)

    ResponderExcluir
  2. Certamente muitos já manifestaram gratidão pelo seu trabalho, lazer, e/ou exercício de cidadania manifestos em seu Blog. Eu quero unir-me a esse grupo e partilhar minha gratidão por ver e acompanhar o seu modo insistente de manifestar-se diante de temas e repartir suas opiniões e carisma. Rogo a deus para abençoá-lo em todos momentos da sua vida. PAZ! (Guilherme Lieven)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”