Rosa não saiu do lugar

Rosa Parks sendo fichada na polícia depois de seu ato de rebeldia

Rosa Parks, metodista e costureira negra americana, ficou famosa por ter recusado ceder o seu lugar a um branco no ônibus. O episódio aconteceu em Montgomery, no dia 1º de dezembro de 1955, e obteve uma repercussão extraordinária, iniciando o movimento de luta pela igualdade de direitos entre negros e brancos nos EUA, liderada por Martin Luther King. Depois do seu ato de rebeldia, pelo qual ela foi expulsa do ônibus e presa, da noite para o dia foram impressos mais de 35 mil folhetos e, no dia seguinte, os negros passaram a boicotar os ônibus de Montgomery.

O ônibus em que Rosa se recusou a ceder lugar está no museu.

Rosa Parks não foi a primeira a recusar o lugar a um branco nem a primeira a ser expulsa do ônibus e presa. Mas porque era membro do National Association for the Advancement of Colored People, o seu caso obteve um eco que viria a chegar a Martin Luther King e a mudar a história dos EUA. Rosa Parks nasceu em Tuskegee, no dia 4 de fevereiro de 1913, e morreu em Detroit, no dia 24 de Outubro de 2005. O ônibus no qual ela cometeu o seu ato de rebeldia foi restaurado e pode ser visto no museu dedicado ao tema.
Rosa com o pastor Martin Luther King Jr.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”