A verdade é uma pescaria



Empreendemos muito esforço em convencer os outros sobre a nossa verdade. Palavras não representam a verdade. Elas tentam convencer os outros de que nossas ponderações são o mesmo que ela. Entretanto, são somente palavras. E elas têm um sentido quando ditas e outro, muito diferente, quando ouvidas. 

Há sempre ao menos três verdades em jogo numa disputa: a minha verdade, a tua verdade e a verdade.

Bem dizia Francis Bacon, que a verdade é filha do tempo, não da autoridade. Só o tempo prova o certo. O resto é pura argumentação, que é quase sempre retórica e barulhenta.

A busca pela verdade é como uma pescaria. É preciso ter paciência, lançar o anzol e aguardar. Mas também é atenção. Quando a rolha afunda, é preciso estar preparado para recolher a linha...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”