O pastor Gierus e sua esposa Helga

Em meio a tudo isso, veio também a tarefa de ser o diretor de redação. Com a aposentadoria do pastor Friedrich Gierus, que foi a grande força motriz que alavancou O Caminho rumo ao grande jornal que ele é hoje, esta parte também cabe a mim. Esta é uma tarefa de grande responsabilidade. Em primeiro lugar porque, para substituir o pastor Gierus, não é fácil. Quem o conhece, sabe bem. Quando todos já estão com a língua de fora, ele liga o turbo e redobra as forças... Um ritmo quase alucinante, de tirar o fôlego. Em segundo lugar, porque é uma tarefa de liderança, num jornal feito historicamente em mutirão. E em terceiro lugar, porque é um papel que exige muito cuidado, muito tato e serenidade, pois é preciso manter um bom nível comunicacional e coerência com a proposta do jornal.

Enfim, 25 anos nesta batalha e muitas lições aprendidas. Algumas delas literalmente mudaram a minha vida. Peço a Deus todos os dias para que eu possa cumprir com dignidade esta grandiosa missão. Todo mundo comete erros e eu certamente falho todos os dias. Mas prefiro fazer as coisas errando do que deixar de fazê-las por medo de cometer erros.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”