Para ver e entrar no ritmo



Sonho com um mundo assim também, Marcelo. Todos no mesmo ritmo, sem ninguém para atravessar o samba, quebrar o ritmo, querer ser mais do que o outro. Um mundo que pulsa num único ritmo, numa batucada comum, gigantesca e transformadora. Todos juntos, num só coração, irmanados e solidários de norte a sul, de leste a oeste.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”