Aaron Swartz, 26 anos, morto


Aaron Swartz, o gênio precoce e militante em defesa de uma internet sem dono e livre para todos, está morto. Aos 26 anos. Dizem que cometeu suicídio porque a máquina de moer inimigos dos EUA espremeu o jovem gênio depressivo contra a parede até sair sangue. A internet não é livre. Tem dono. E é um dono zeloso do seu território, que não poupa ninguém quando é contrariado. Não dá para não ficar triste. Não dá para fazer de conta que é só mais um jovem sonhador. Não dá para não ficar indignado com o passamento de Swartz. Veja tudo o que ele fez e o que significou para a internet desde os 14 anos de idade aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”