Não é de Mário Quintana


Há um texto muito significativo, daqueles que provoca suspiros, sendo usado em casamentos no lugar da tradicional pergunta "Você promete... então responda sim". O texto é muito bonito, porque faz uma série de colocações diretas e que desafiam à reflexão dos noivos e de todos os casais presentes à cerimônia. O texto é o xodó dos casamentos de famosos e não tanto assim, e está sendo usado por sacerdotes de diversas denominações e por celebrantes independentes. Ele até faz parte do novo manual de casamentos da IECLB. Eu mesmo já o usei num dos últimos casamentos que fiz.

Atribuído ao poeta gaúcho Mário Quintana, o texto não pode ser encontrado em toda a obra publicada do famoso escritor. Em notícia de hoje, da Folha de S. Paulo (leia o artigo na íntegra aqui), é dito que o referido texto é de autoria da escritora e colunista da RBS Martha Medeiros, que por sua vez afirma que o mesmo já sofreu diversas alterações, alguns inclusive de mau gosto. O mantra queridinho dos casamentos chiques é mais uma daquelas coisas que só a internet consegue fazer com os textos. Mas é bonito e significativo. Eu ao vou deixar de usá-lo no futuro, porque o que importa, conforme o texto de JB, é que os noivos tentem cumprir aquelas promessas e que sejam felizes. Mas, de agora em diante, não vou dizer mais que o texto é de Mário Quintana. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”