Jovens luteranos estão na Rio+20

Um grupo de jovens luteranos participa da Cúpula dos Povos, no Rio de Janeiro (RJ) - evento organizado pela sociedade civil paralelamente à conferência oficial da Rio+20. Os 18 jovens da IECLB e seis de igrejas luteranas da Bolívia, Chile, Colômbia, Nicarágua e El Salvador integram o projeto Criatitude – Rumo à Rio+20.

O projeto foi desenvolvido pela Secretaria Geral da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), junto com a Fundação Luterana de Diaconia (FLD) e a Federação Luterana Mundial (FLM).

O grupo integra a Caravana da Juventude, organizada pela Rede Ecumênica de Juventude (REJU). São cerca de 200 pessoas – jovens e adultos – hospedadas no Instituto Bennet, colégio e faculdade metodistas, localizado próximo do Aterro do Flamengo, onde está montada a Cúpula dos Povos.

O Criatitude criou uma cartilha a partir do Tema do Ano da IECLB de 2011, Paz na Criação de Deus, Esperança e Compromisso, já pensando na Rio+20. O material serviu como ferramenta para trabalhar o Mês de Missão de 2011 do Conselho Nacional da Juventude (Conaje).

“A cartilha foi a semente para o Criatitude – Rio+20”, relatou a coordenadora do Programa de Voluntários de Missão Internacional e pessoa de referência para assuntos da juventude, a diácona Simone Voigt. “Essa iniciativa coloca a juventude luterana como protagonista em um evento histórico, internacional”, afirmou a assessora de projetos da FLD, Marilu Nörnberg Menezes, que também está na coordenação do projeto.

Os jovens e as jovens participaram da Vigília da Paz, no domingo. Também inistram oficinas no Bennet para outros jovens e vão apresentar palestra na Cúpula dos Povos, amanhã, intitulada Criatividade e Protagonismo – Criatitude, na tenda da Juventude e Justiça Socioambiental. Além disso, vão participar com milhares de outras pessoas do Dia da Mobilização Global, no dia 20 de junho.

(Fonte: ALC)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”