Briga mortal


Asia Bibi (38 anos) foi condenada à morte no Paquistão depois de uma briga com outras mulheres. Ela é cristã católica e, segundo as suas vizinhas, durante a briga com elas Asia teria desrespeitado o profeta Maomé. Agora Ásia está na cadeia, no corredor da morte. Seu marido Ashiq Masih e as filhas Sidra e Isha estão em Islamabad para levar o seu drama ao conhecimento da imprensa mundial e para pedir o apoio dos políticos. Eles agora moram em Sheikhupura, para poderem visitar Asia na cadeia em que está presa.

Segundo as vizinhas que a levaram diante do tribunal, ela teria afirmado durante a briga que Jesus Cristo havia morrido na cruz pelos pecados da humanidade e o que Maomé fez em comparação? Tanto as vizinhas quanto o tribunal qualificaram isso como prova de blasfêmia. As discussões entre Asia e as vizinhas já vem ocorrendo há mais tempo e este provavelmente é o principal motivo da acusação.

“Na verdade todos nos damos muito bem por aqui”, disse Ashiq Masih, um morador da aldeia em que a briga ocorreu. Os muçulmanos e os cristãos do lugar têm um bom relacionamento. “Eu não entendo por que transformar uma briguinha numa catástrofe tão grande”, ele complementou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”