Donna do meu coração...



Estou triste. Acabo de abrir o jornal, de papel(!), e descubro que Donna Summer morreu ontem, na Califórnia. Mesmo na era da informação digital, quando não se tem tempo de ficar conectado o tempo todo, as notícias chegam a conta-gotas até a gente.

Mas o meu assunto não é a mídia ou a falta de tempo para estar conectado. O meu assunto e Donna Summer, a grande diva da disco music dos anos 70!

Ainda sinto o coração pulsar no mesmo ritmo da ousada canção, aí do vídeo, acima. Era uma coisa muito especial e a gente abria ao máximo o volume do pequeno rádio transistorizado (!) conectado a uma caixa amplificadora, só para sentir o som pulsante de “I feel Love”. Comprida e, quando terminava, a gente queria mais. Ouvindo essa batida, não é difícil fazer a conexão entre Donna, sua música genialmente ritmada, e Michael Jackson, não é mesmo? Michael endeusava Donna Summer e a considerava sua segunda mãe.

Mais uma vítima da doença do século, Donna foi ceifada pelo câncer aos 63 anos de idade. Nada sabíamos de sua luta terrível. A diva morreu só, mas vive no coração de muito marmanjo de quase 60 anos. Também no meu...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”