Solução sem tiros


O capitão Nascimento, herói do cinema brasileiro promovido a coronel em “Tropa de Elite 2”, será uma das estrelas da campanha do desarmamento, que começa hoje em todo o País. Nascimento, interpretado pelo ator Wagner Moura, emprestou a voz ao vídeo da campanha, de 30 segundos, que será divulgado nas emissoras de rádio e televisão. A coleta de armas se estenderá até 31 de dezembro e o governo vai pagar de R$ 100 a 300 por arma devolvida, conforme o calibre.

O filme usa imagens da campanha de 2009, que mostra a trajetória de uma bala perdida, passando de raspão ao lado de crianças que brincam num parque, populares nas ruas. Moura dirá, com a firmeza de comando de seu personagem, que “não é à bala que se resolvem as coisas”. O slogan da campanha é “Tire uma arma do futuro do Brasil”.

A campanha, a terceira desde 2004, foi lançada hoje, em solenidade na Prefeitura do Rio, pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o governador do Estado, Sérgio Cabral, e o prefeito Eduardo Paes, além de representantes dos entidades parceiras, como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e as ONGs Viva Rio e Instituto Sou da Paz. A segunda parte do evento foi a incineração de mil armas apreendidas, no forno da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”