Celulares estão na mira


Os celulares estão na mira ultimamente. Há 20 dias, uma notícia no portal da Globo dava conta da influência dos sinais eletromagnéticos dos aparelhos celulares no desaparecimento das abelhas. Hoje, uma nova notícia no G1 afirma que a OMS descobriu que a sua radiação está associada à causa de um tipo de câncer no cérebro.

Segundo anúncio feito hoje 31 de maio na França, pela Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer, um braço da Organização Mundial de Saúde (OMS), os pesquisadores colocaram a radiação dos telefones móveis no mesmo nível de perigo da emissão de gases de automóveis, como o chumbo e o clorofórmio, “possivelmente carcinogênicos para humanos”. A agência, no entanto, ressaltou que, até agora, não foram registrados casos de problemas de saúde ligados ao uso do aparelho, mas pode ocorrer no futuro. A conclusão é de 31 cientistas de 14 países, sobre a existência de mais de 5 bilhões de aparelhos celulares em operação no mundo.

A notícia veiculada n o site da Globo no dia 13 de maio afirma que o desaparecimento das abelhas, a ponto de prejudicar a produção de mel e a polinização de culturas como a da maçã , em Santa Catarina, pode estar ligado às emissões dos sinais eletromagnéticos dos celulares. Esses sinais podem estar confundindo e até matando abelhas ao redor do mundo, segundo uma pesquisa realizada por Daniel Favre do Instituto Federal de Tecnologia da Suíça.

O estudo foi realizado em 2009, mas só foi publicado agora. Para o experimento, Favre gravou os sons de abelhas expostas a sinais electromagnéticos emitidos por celulares, e observou a produção de sons semelhantes ao que as abelhas produzem quando abandonam a colmeia. Favre expôs a abelha a ondas de celulares por 20 horas, exposição prolongada que fez com que as abelhas não mais encontrassem o caminho de volta para a colmeia, deixando-a praticamente vazia entre 5 e 10 dias.

Com a exposição, as abelhas fizeram sons como se estivessem abandonando a colméia, embora permanecessem, o que significa que estavam confusas. Um relatório da ONU publicado em 2010 revelou uma queda global na população de abelhas. Isso é motivo de preocupação porque entre os 100 produtos agrícolas responsáveis por 90% dos alimentos consumidos mundialmente, 71 são polinizados por abelhas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”