70 anos de Taizé

Os jovens são atraídos de modo especial pela comunidade
No dia 20 de Agosto de 1940, em meio à II Guerra Mundial, o irmão Roger chegou a Taizé, com o projeto de fundar uma comunidade. Morreu a 16 de Agosto de 2005, assassinado por uma senhora bem no meio da oração comunitária da noite, diante dos celebrantes. Lembro hoje este duplo aniversário, dos 70 anos da fundação da Comunidade e dos cinco da morte do irmão Roger.

Segundo o secretário-geral da Federação Luterana Mundial, Ishmael Noko, “Não podemos lembrar-nos da violenta morte do irmão Roger sem estarmos ainda mais conscientes de que ele foi testemunha de uma outra visão de vida. O empenho de Taizé pela reconciliação, a paz e a unidade da humanidade é mais atual do que nunca.”

Segundo o secretário-geral do Conselho Mundial das Igrejas, Olav Fykse-Tveit, “A ‘parábola da comunidade’ foi um serviço pioneiro: inspirou Igrejas do mundo inteiro e é um modelo para estas atenderem às necessidades espirituais e materiais do povo de Deus e, mais particularmente, dos jovens.”

Para o irmão Roger, Deus está unido a todo o ser humano, mesmo àqueles que não têm consciência disso. Nesta confiança na presença de Deus, ele encontrava uma paz que procurava comunicar aos outros.

A comunidade de Taizé originou um estilo único de música contemplativa que reflete a natureza meditativa da comunidade. A música de Taizé dá preferência a frases simples, usualmente linhas dos Salmos ou outro pedaço da Bíblia, repetidas para ajudar na meditação e na oração. A comunidade acolher pessoas e tradições cristãs do mundo todo. As músicas são cantadas em muitas línguas, cada vez mais incluindo cânticos e ícones provenientes da tradição Ortodoxa Oriental.

A comunidade de Taizé tornou-se um importante destino de peregrinação cristã com milhares de pessoas que a visitam todos os anos, chegando a seis mil pessoas por semana, especialmente durante o verão. Os encontros de uma semana com jovens de várias nacionalidades (para jovens dos 17 aos 30 anos de idade) são a prioridade da comunidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”