Bruni é prostituta por defender Sakineh

Um jornal controlado pelo governo do Irã chamou a primeira-dama da França, Carla Bruni, e outras personalidades francesas de “prostitutas” em um artigo de opinião. O texto não-assinado, na página 2 da edição de sábado do jornal estatal Kayhan traz o título: “Prostitutas francesas entram no tema direitos humanos”. O artigo critica Carla Bruni e a atriz francesa Isabelle Adjani, que assinaram o abaixo-assinado em defesa de Sakineh. No texto, o jornal afirma que Bruni é uma pessoa “imoral”.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”