Amis are going home... really?


Tudo começou com uma mentira. O mundo inteiro acreditou na história do governo Bush de que Saddam fabricava “armas de destruição em massa”. Hoje, após sete anos de muita violência e incontáveis outras mentiras (o número sete não é uma mera coincidência, não?), o exército norte-americano começa a deixar o Iraque. Após dezenas de milhares de mortos e bilhões de dólares que viraram fumaça, Amis are going home... A retirada deve terminar até o final de agosto, o que, no fundo, é só mais uma mentira. Cerca de 50 mil soldados permanecerão em solo iraquiano como “forças de segurança”, por mais um longo ano.

De mala e cuia, as tropas atravessam a fronteira rumo ao Kuwait e, de lá, de volta aos EUA. A Casa Branca evitou fazer alarde, porque não há motivo para dizer que estão saindo vitoriosos. Para muitos dos que partem hoje, tem um próximo alvo no caminho. Faz tempo que a luta no Afeganistão espera por soldados experientes... Afinal, não dá para viver sem uma guerrinha. A vida num planeta em paz seria um tédio total e insuportável.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”