Quem pode sentar-se comigo


A empresa aérea holandesa KLM lançou, no início de 2012, um novo sistema de check-in on-line que permitirá ao passageiro escolher seu vizinho de poltrona por meio das redes sociais. O usuário que desejar, já que o serviço é opcional, pode veicular seu perfil do Facebook ou do LinkedIn na hora de confirmar seu voo e visualizar quem pode sentar ao seu lado. Além da KLM, a Malaysia Airlines também lançará campanha semelhante, possibilitando que as pessoas vejam quem está indo para o mesmo destino que elas.

Essa de escolher com quem queremos nos relacionar parece ser uma necessidade de sobrevivência do ser humano. Minha esposa é professora e a cada início de ano é a mesma história na escola. Os pais querem formatar a sala e, se puder, também querem determinar quem irá sentar com o seu filho e o lugar (na frente, de preferência). Parece incrível, mas todos os anos a sala quase precisa ter 30 carteiras de primeira fila. Nem sempre, obviamente, dá para atender todos os pedidos. Até porque, em alguns casos, razões pedagógicas ou de saúde impedem que cada um estabeleça seu próprio lugar na conformação da sala.

Será interessante saber como a KLM vai lidar com isso na prática. Pelos relatos da minha esposa, não vai ser uma tarefa fácil organizar cada voo. Talvez também devessem começar a pensar em argumentos “pedagógicos” para facilitar a acomodação e para permitir novas experiências a pessoas que não terão escrúpulos em tratar do direito de escolha a partir de argumentos puramente preconceituosos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”