Dia Mundial da Água


Hoje é o Dia Mundial da Água. A data é marcada há duas décadas. Vinte anos de denúncias e advertências que mudaram muito pouco no Planeta Água. O mar continua sendo o esgoto do mundo. Os rios não passam de "canos de esgoto" em muitas cidades absolutamente erguidas sobre a desordem.

Cada gota de suór que cai do meu rosto, cada copo de água que mata a minha cede, cada regador de água que rega o meu jardim, cada banho, momento de higiene ou de lazer numa praia me recordam o quanto sou dependente desse líquido. Se fosse ouro, estaria determinando a nossa vida e ditando regras de valores em bolsas de Nova York. Mas é o líquido mais vilipendiado, abusado e detonado do universo.

Na atualidade, pelo menos 12 países do Sudeste Asiático e do Oriente Médio vivem em “absoluta escassez” de água, mostra o Relatório Mundial sobre o Desenvolvimento da Água, preparado pela ONU e apresentado no Fórum Mundial de Águas, reunido há dias em Marselha, na França.

O quadro vai piorar. Sem novas políticas de manejo da água, mais de 40% da população mundial viverá em áreas de alto estresse hídrico até 2050, alerta a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Água é motivo de conflitos armados e de ferrenhas disputas. Relatório do Senado estadunidense, de fevereiro do ano passado, alertava para o risco de uma “guerra da água” entre o Paquistão e o Afeganistão. A média de recursos de água disponível por habitante tem caído nos dois países, para 1,7 mil metros cúbicos na Índia e 1 mil metros cúbicos no Paquistão.

A agricultura é o grande consumidor da água do planeta. Ela representa em torno de 70% do consumo. Projeções indicam que esse setor necessitará de 19% a mais de água até 2050 para atender a demanda crescente da produção de alimentos voltada a uma população mundial em expansão e que se aproxima dos 9,3 bilhões de habitantes. A produção de alimentos deverá crescer 60% até 2050, calcula a Agência para Agricultura e Alimentação (FAO).

Omã, Síria e Iêmen importam boa parte de grãos para preservar a água e destiná-la ao consumo humano. Estimativas apontam que, hoje, 800 milhões de pessoas não têm acesso à água no planeta. A Ásia, que concentra 60% da população mundial, dispõe de apenas um terço da água potável da Terra.

O Brasil concentra 12% da água doce do mundo. Mas 70% desse volume correm na Bacia Amazônica e menos da metade da população brasileira tem acesso à água tratada.

Com informações da ALC (Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”