O monstro está solto entre nós


Para quem imagina que a minha insistência em levantar assuntos relacionados à intolerância de qualquer espécie é preciosismo e exagero da minha parte, segue abaixo um link que mostra o quanto os pensamentos da extrema direita estão dentro da nossa sociedade.

Enquanto muita gente simplesmente considera exagero tudo isso, essas ideias estúpidas vão se agigantando, tomando forma cada vez mais monstruosa. Não tardará o dia em que consequências dramáticas se revelarão bem presentes também entre nós, o país que todos consideram pacífico, livre do ódio racial, da discriminação. Os mendigos queimados ou assassinados em Brasília enquanto dormiam são apenas exemplos que chegam ao conhecimento da grande imprensa. Muitos outros casos acontecem e não viram notícia.

O jornal Brasil de Fato é um exemplo de imprensa alternativa que tem divulgado sistematicamente violações de direitos humanos no Brasil. Mas as suas denúcias quase nunca chegam à grande imprensa. Os assuntos que levanta não interessam ao público que lê Veja, Estadão, Folha, IstoÉ etc.

O caso da escola infantil Guia Lopes, no bairro Limão, em São Paulo, já foi pichada várias vezes por extremistas neo-nazistas. O motivo é o debate sobre intolerância. Veja a matéria sobre o que ocorreu ali, nessa reportagem. A denúncia é gravíssima e mostra o tamanho do monstro entre nós. Se as autoridades permitirem que isso fique sem solução, veremos uma sociedade impotente diante de tudo isso, querendo resolver o que já deveria ter feito há muito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”