Uma testemunha inconveniente

Kurt, a esposa, Paula, e as filhas gêmeas: recomeço de vida em Buenos Aires, na Argentina (Foto: Aldo Jofre Osorio/Opera Mundi)

Você já ouviu falar de Kurt Sonnenfeld? A sua impressionante história é só mais uma demonstração de como se faz política baseada em chantagem e espionagem da pior espécie nos EUA.

Sonnenfeld foi o único cinegrafista com autorização oficial para filmar e fotografar entre os escombros do World Trade Center, após os ataques de 11 de setembro de 2001. O que ele descobriu, transformou-o num perseguido político e refugiado. Transformou-se numa testemunha inconveniente, que deve ser eliminada a qualquer custo.

Kurt Sonnenfeld vive hoje em Buenos Aires, em pânico, com medo de ser seqüestrado e levado de volta aos EUA, onde uma montanha de provas falsas e intrigas inacreditáveis o querem diante dos tribunais e, de preferência, executado numa cadeira elétrica.

Corajosamente revelada pelo site Opera Mundi, a história de Kurt é kafkiana. Veja você mesmo, no impressionante relato publicado aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”