Adeus, sucata!


Finalmente! Até parece um sonho, de tão inacreditável. As sucatas da VASP começaram a ser desmontadas no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Há quanto tempo essas sucatas estavam entulhando um significativo espaço daquele que é o mais congestionado aeroporto brasileiro? Ao todo, nove aviões – sete Boeings 737-200 e dois Airbus A300 – da falida Vasp serão removidos para liberar um espaço de 170 mil metros quadrados que ocupam há seis anos! A empresa faliu em 2008, mas os aviões já estavam lá por falta de peças e por causa das dívidas da companhia. Ao todo há 27 aviões da VASP parados em aeroportos pelo Brasil.

Além de estarem entulhando o aeroporto, ainda custava cerca de 100 mil reais mensais para manter cada um desses calhaus velhos parado ali... Só em Congonhas isso dava a bagatela mensal de 900 mil reais em aluguéis de espaços que não eram faturados.

A iniciativa faz parte do programa Espaço Livre, coordenado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com a Infraero e Anac, Ministério Público e Tribunal de Justiça de São Paulo.

De acordo com a Infraero, no país, ainda existem 117 aviões deteriorados, sem condições de voo, e que serão leiloados assim como os que estão em Congonhas. No terminal de Cumbica, em Guarulhos (Grande São Paulo), o mais importante do Brasil, existem seis aviões-sucata a ser removidos. Querem limpar 25 aeroportos dessas coisas, tudo para abrir mais espaço para 2014, para a Copa do Mundo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ócio e o negócio

O boato do filme Corpus Christi

Origem do termo “América Latina”